Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2010

Não é bem assim

Leio nos jornais, e no site da Agencia Pará, que o governo fez um acordo que muda o perfil do substitutivo que apresentei na ALEPA, também assinado pelos líderes do PSDB e do PPS, que somam 19 votos.   O acordo, rezado na imprensa, é que o novo formato ficaria em 43% para as prefeituras, 7% para novas emendas parlamentares e 50% para o governo negociar emendas parlamentares pendentes e aplicação direta.   Eu não sei com quem o governo fez este acordo. Conversei com os líderes do PSDB e do PPS e com o presidente da FAMEP, Helder Barbalho: os três me garantiram que não fizeram acordo algum e continuam firmes com o substitutivo.   Os lideres do PSDB e do PPS, e eu mesmo, não queremos emenda parlamentar alguma: eu já disse mais de uma vez que não quero nada deste governo.   O que desejamos é aprovar o substitutivo que dá determinação especifica a cada centavo do empréstimo: nem um tostão de cheque assinado em branco.   Se o governo quiser cheque assinado em branco, te

Vivendo de dinheiro emprestado

As patrulhas mecanizadas que o governo do Pará finge que entrega hoje no Mangueirão e os prefeitos fingem que recebem, foram compradas com empréstimo de R$ 150 milhões autorizado pela Assembleia Legislativa.   O aceno é da governadora, o chapéu é dos 41 deputados estaduais que autorizaram o empréstimo, mas, o pato quem vai pagar é o contribuinte.   E assim o Pará, impedido de se desenvolver com as próprias pernas, vai estocando uma enorme divida que já beira, neste governo, a R$ 2,5 bilhões: é a inépcia de uns, inapetência de outros, e a desdita de todos.   Quando as parcelas começarem a vencer, o Pará terá que emprestar mais dinheiro para pagar a prestação.   Anotem para ler sempre que tiverem notícia de algum pedido de autorização de empréstimo: o Pará passará cerca de 30 anos para romper com esta prática insana inaugurada agora, de viver de emprestar dinheiro.   Qualquer que seja o governo, doravante, esta pratica será a sua sina, pois os recursos próprios arre

Complementando Burgess

Como toda regra tem exceção, o estado do Pará, hoje, é a exceção à frase acima postada.   Anthony Burgess, a propósito, escreveu, em 1962, o clássico “Laranja mecânica”, que Stanley Kubrick filmou em 1971: um dos melhores livros de Burgess e um dos melhores filmes de Kubrick.   E por falar em livros e filmes, definitivamente, este é o pior governo que o Pará já teve: daria um ótimo livro de piadas e poderia ser um ótimo filme de tragédia.

Marcha em Nova York

Sigourney Weaver em marcha contra Belo Monte, em Nova York   Depois do encerramento, antes de ontem, do Fórum Permanente para Assuntos Indígenas das Nações Unidas, em Nova York, os participantes rumaram em marcha pelas ruas do baixo Manhattan até a Missão do Brasil nas Nações Unidas.   As faixas e cartazes que portava a marcha pediam ao Brasil para não construir a Usina de Belo Monte.   A musa da marcha foi a atriz Sigourney Weaver, que pediu ao governo brasileiro para ser líder mundial em matéria ambiental.   Well, acho que ninguém vai xingar Miss Weaver: em Nova York ela pode, pois não?   À propósito, sobre Belo Monte recebi dois artigos sobre a usina, que estão postados na secção de leituras.   Leia o do advogado Afonso Arinos , e o do empresário Marcelo Bulhões .

Quando o carteiro chegou…

Carta do delegado de policia Wilson Ronaldo Monteiro à governadora Ana Julia:     OBRIGADO GOVERNADORA   Ao ver meu contra cheque do mês de abril, fiquei maravilhado ao saber que o aumento anunciado pela Governadora iria modificar minha vida.   Como primeira mudança, procurei logo trocar de carro, ou seja, saí do veículo ano 2004 e retornei para um 2003, pois assim poderia pagar o imposto de IPVA, o qual nunca acompanha nossos reajustes.   Devido as mensalidades escolares sempre serem maiores do que o percentual dado ao meu salário, conversei com meus filhos e sugeri que os mesmos estudassem em escola pública, usando como argumento de que para eles seria melhor, pois teriam mais chance de ingressar na Universidade, haja vista que entrariam no sistema de quota destinada aos alunos daqueles Estabelecimentos de Ensino... e como meus filhos tem origem negra e indígena, ap

Lula entre os 25 mais influentes lideres

Lula, um dos 25 mais influentes lideres do mundo   Todos os anos, desde 2004, a revista Time publica uma lista com as 100 pessoas mais influentes do mundo. A lista é dividida em 4 categorias com 25 pessoas em cada grupo.   Na categoria de lideres, o presidente Lula está entre os 25 mais influentes do mundo, ao lado de dirigentes de potências, como Barak Obama, presidente dos EUA e Yukio Hatoyama, primeiro-ministro do Japão.   Um erro de interpretação fez com que algumas publicações anunciassem que Lula seria o mais influente do mundo, pois o seu nome vem em primeiro lugar na lista.   Todavia, a "Time" fez questão de esclarecer que a lista não faz esta distinção, colocando todos da lista em pé de igualdade.   Isto, de forma alguma, diminui o mérito do presidente Lula e deve ser motivo de orgulho para os brasileiros.   O FHC não deve dormir hoje.

Palavras ao vento

Flagrante da reunião de ontem entre a governadora Ana Júlia e 47 prefeitos que ela convidou para tratar do empréstimo de R$ 366 milhões que, segundo ela, salva o Pará e que, ao meu ver, não salva nem o governo.   A governadora está tão desgastada que os prefeitos preferem ficar olhando às paredes enquanto ela fala.

Alhos e bugalhos

O presidente do PV, o verde musgo, agora escarlate, Zé Carlos, argumenta que a minha emenda substitutiva à autorização do empréstimo de R$ 366 milhões "é ilegítima, padece de ilegalidade, afrontando a legislação em vigor".   Fundamenta o desavisado companheiro furta-cor, que o empréstimo é autorizado através de um decreto legislativo e um "decreto legislativo não se presta para o tipo de emenda que o suplente de deputado está tentando emplacar".   Improcedente os argumentos. O pedido de autorização do empréstimo de R$ 366 milhões não é um decreto legislativo e sim o Projeto de Lei n° 259/2009 de autoria do Poder Executivo.   As operações de credito com os governos estaduais, pela legislação federal vigente e por resolução do Banco Central do Brasil, só podem ser realizadas depois de lei que as autoriza: por isto mesmo, a governadora enviou a Assembleia o projeto de lei já citado.   Meu caro Zé Carlos, vá estudar a legislação vigente, o regimento d

O Zé Geraldo não é madeira de lei

Embaúba: madeira branca e imprestável para uso   O deputado Zé Geraldo tem certa dificuldade para elaborar uma sentença substantiva com mais de um período coordenado e acha que todos os outros seres vivos refletem-se a sua igualha e não pensam: chama-me de "pau mandado de Jader".   Por tal ilação, que ele em arroubos de cãibra mental consegue elaborar, imagina que eu também deva sofrer de alguma lesão cerebral e preciso de um pensador para os meus juízos.   Sem argumentos contra a emenda substitutiva que apresentei ao famoso 366, sem o qual o governo não respira, o mentecapto usa a surrada tática do marido que flagrou a mulher o traindo no sofá: quer se livrar do sofá.   Pela risível locução do Zé Geraldo, o deputado Gabriel Guerreiro agora é "pau mandado" da governadora Ana Júlia, o deputado José Megale é "pau mandado" do ex-governador Simão Jatene, o deputado Joaquim Passarinho é "pau mandado" do prefeito Duciomar Costa e assim

Mais assessores

O governo do PT continua fazendo aquilo que jurou extinguir: nomear cabos eleitorais a titulo de assessores especiais.   Segundo consta, os assessores especiais já passam de 2 mil.   DIÁRIO OFICIAL Nº. 31655 de 29/04/2010 GABINETE DA GOVERNADORA AGÊNCIA ESTADUAL DE REGULAÇÃO E CONTROLE DE SERVIÇOS PÚBLICOS   A GOVERNADORA DO ESTADO RESOLVE:   nomear, de acordo com o art. 6º, inciso II, da Lei nº. 5.810, de 24 de janeiro de 1994,   1. EDNA APARECIDA DE OLIVEIRA ASSIS DOS SANTOS 2. ANTONIA CARLONEIDE CARVALHO ALVES 3. REGINA LUCIA DE JESUS MARTINS 4. LUCILIA RODRIGUES DE CASTRO SILVA   para exercer o cargo em comissão de Assessor Especial I, com lotação na Governadoria do Estado, a contar de 1º de maio de 2010.   PALÁCIO DO GOVERNO, 28 DE ABRIL DE 2010.   ANA JÚLIA DE VASCONCELOS CAREPA Governadora do Estado Todos os governos nomeiam assessores especiais ao montes, mas, o PT jurou que ia acabar com is

Incêndio

Nó górdio

Ontem, o fermento da Federação das Associações dos Municípios, FAMEP, mobilizou 47 prefeitos à Assembleia Legislativa, que ratificaram o querer de apartar 50% do valor do empréstimo de R$ 366 milhões para aplicação direta nos municípios.   O governo já acenara aos prefeitos com 30%, na tentativa de fazê-los pressionar a Assembleia a aprovar os outros 70% para si mesmo, sem dizer onde vai aplicar.   Esta inconsequência postou o governo na iminência de ficar com 49% do valor e todo ele carimbado em obras que será obrigado a fazer: é isto que prescreve o substitutivo que propus e que foi chancelado pelos líderes do PSDB e do PPS.   Deveriam concluir, os aprendizes de feiticeiros da Augusto Montenegro, que ao tentar dar uma rasteira acabaram sofrendo um dos mais inusitados contragolpes desta lúdica administração: doravante, qualquer que seja o desfecho, o governo já terá sido diminuído na sua escura pretensão.

Cobras e lagartos

Soube que dentre as dezenas de impropérios a mim dirigidos pelos áulicos que alugam o Palácio dos Despachos e não fazem jus à locação, o menos ofensivo é que eu, ao elaborar uma planilha de obras para o governo cumprir, estou querendo ser o governador do Pará e, se assim eu quiser que vá caçar votos para me eleger.   Em havendo vera no dito, respondo que em não tendo, até este adiantado da hora, a cidadã Ana Júlia, eleita governadora do Pará, com a ajuda do PMDB, assumido o governo, alguém lhe precisa fazer as vezes, e, se neste desgoverno ninguém se habilitou a elaborar uma planilha, eu fiz o favor de desenha-la.   E não adianta choro e nem ranger de dentes: em a Assembleia aprovando o substitutivo apresentado, o governo vai ter que cumprir a lei ou veta-la.   Em vetando que arque com as consequências do ato, pois o Poder Legislativo terá cumprido a sua tarefa de aprovar.

Nem o chapéu será o lucro

A Secretaria de Estado de Transportes, SETRAN, está chamando seus credores e propondo que estes façam uma operação de credito no Banco do Brasil, oferecendo como garantia de pagamento os recebíveis que possuem na mesma.   Esta modalidade de operação não é ilegal, mas, pelas peculiaridades que envolvem o governo, é de alto risco para o tomador.   O Banco do Brasil, no momento em que vencer o prazo para pagamento e não estiver o respectivo valor creditado pela SETRAN na conta do tomador para quitar a operação, o debitará ao empresário.   Caso o empresário não consiga quitar, por sua conta, o valor, o banco irá protestar o debito e executar a empresa.   Quem cair neste canto de sereia do SETRAN vai morrer afogado no fundo do igarapé e nem o chapéu vai sobrar de lucro.

Paráfrase de Tocqueville

Ouso parafrasear o visconde de Tocqueville , um dos mais renomados pensadores políticos de França: “E a sucessão de erros é quase sempre a base do fracasso”.

Bis

Eu já postei esta imagem antes, mas, como beleza não cansa, eis ela de novo: a atriz italiana Sophia Loren : não é um quê de Angelina Jolie com Audrey Hepburn ?   Na época desta foto não existia Photoshop.

La Jolie está estressada

E por falar em Angelina Jolie, o site de ricos e famosos, Pop Crunch , reporta que a diva anda muito estressada. O motivo: a criação dos seis filhos.   Minha avó Ciló já dizia: quem não pode com o pote não pega na rodilha.

Hebe Camargo

E para encerrar a coluna social, Hebe Camargo: desde a década de 40, a dama da TV brasileira e a mais longeva apresentadora de programa de auditório do Brasil.   A história de Hebe se confunde com a da TV brasileira: ela fez parte do grupo de pessoas que foram ao porto de Santos buscar os primeiros equipamentos de televisão, para colocar no ar a primeira rede do país, a TV Tupi.   Minha filha, médica residente de oncologia do Hospital Albert Einstein, em São Paulo, fez parte da equipe que assistiu a Hebe quando ela se internou para uma cirurgia, em janeiro.   Contou-nos que após a cirurgia, os primeiros que entraram no apartamento foram o cabelereiro e a maquiadora da artista: quando os médicos e assistentes entraram, Hebe já estava devidamente “arrumada”.

Assim como desenhado

Mãos que desenham – Escher O governo enviou, em 11.2009, pedido de autorização de empréstimo à Assembleia Legislativa, no valor de R$ 366 milhões, que feito sem a técnica legislativa para a especificidade, não pode tramitar. Os deputados pediram ao governo que enviasse a planilha de aplicação em forma de emenda aditiva, o que nunca  foi atendido. Em ofensiva organizada pelo governo para tentar obter uma carta branca dos deputados para aplicar o valor de R$ 366 milhões onde bem entender, alguns prefeitos se dirigiram à ALEPA cobrando a aprovação do projeto. Seguindo um enredo pré-combinado, a governadora prometeu 30% do valor total do empréstimo aos prefeitos, usando-os como cunha para conseguir seu intento de ter o dinheiro sem prévia destinação. Para dourar a pílula a governadora assinou uma missiva ao presidente da ALEPA, comprometendo-se a empregar os prometidos 30% nos municípios, o que é uma tentativa de escamotear a planilha com um compromisso sem valor: o governo não cumpr

Vaias neles

Conta o "Repórter Diário" de hoje que o secretario de Integração Regional, André Farias, foi vaiado domingo, em Salinas, por ocasião da eleição da Associação das Câmaras Municipais do Nordeste Paraense.   Além da vaia o secretário amargou uma derrota: o PSDB venceu a eleição.   Ao que parece, o povo, não se dando por satisfeito em vaiar a governadora, resolveu vaiar os secretários também.

A evolução da espécie

Assim caminha a humanidade…

Sexo temporão

Eu já tinha postado aqui que o serviço de saúde inglês recomenda sexo para diminuir os riscos de ataques cardíacos: é que as endorfinas liberadas durante o orgasmo estimulam as células do sistema auto-imune.   Ao que parece o ministro da Saúde, José Temporão, anda lendo as recomendações do serviço de saúde inglês: ele aconselhou, nesta segunda-feira, durante a cerimônia de lançamento da Campanha Nacional de Prevenção à Hipertensão Arterial, que as pessoas façam sexo como uma das medidas de combate à hipertensão.   A recomendação vem na constatação de que 24% dos brasileiros – um quarto da população - sofrem de pressão alta.   Pelo menos uma pessoa da família da Ann, minha esposa, terá dificuldade para seguir as recomendações do ministro Temporão.   Trata-se da Dona Flor, tia avó de Ann: ela fará neste maio que chega, 106 anos de idade.   Se bem que ela continua firme e forte, na sua residência da Vila Teta, de onde já viu passar muitos ministros da saúde.   V

Os vices que assumiram

Para concorrer ao senado nas eleições deste ano, 10 governadores renunciaram o mandato e seus respectivos vices assumiram o governo.   Alguns dos vices que assumiram deverão concorrer ao governo, como candidatos à reeleição.   Clique na imagem acima e veja o infográfico do IG sobre o assunto.

Queimando navios

Um futuro sem Ana Júlia

Recebi um comentário na postagem " Pedaço de Prosa ", escrito em 23.02.10, no qual um comentarista responde a outro que dizia estar a governadora ainda arrumando a casa.   Pela propriedade do texto, tomei a liberdade de, mantendo a essência, adaptá-lo para postar aqui.   Eis o texto: Ana passou quatro anos arrumando a casa. Que casa? A dela? Ou a dos seus amiguinhos? O Pará precisa mais do que a tentativa de arrumar uma casa: precisa de um governo de comprometimento, competência e experiência. Ana Júlia é mal assessorada, sem pulso, sem coragem, sem inteligência. Estão se passando 4 anos e ela ainda continua tentando arrumar a casa. Eu tenho pena é do seu sucessor, esse sim irá ter o trabalho de arrumar a casa fazendo uma varredura, pois tem muita gente incompetente no governo. Eu acompanhei o governo Almir, Jatene e agora Ana. O dela foi sem dúvida o pior: a impressão que dá é que ela se elegeu neste exato momento e que ainda vai governar.

Aposentados e inativos no fim da fila

A legislação determina que aqueles que já alcançaram avançada idade são os primeiros atendidos, mas, sem explicação alguma, o governo do Pará resolveu mandar seus inativos e aposentados para o fim da fila.   A partir deste mês o pagamento destas categorias será feito por último, inclusive depois dos mais de 2 mil assessores especiais que o PT jurava que ia demitir assim que chegasse ao poder.   Ao governo não cabe razão, pois o dinheiro que hoje paga os inativos e aposentados já foi recolhido por eles durante toda a sua atividade funcional: eles têm o credito.   Pela própria especificidade da classe, deveriam ser os primeiros a receber o pagamento: regra geral, alem da idade avançada, a maioria não possui outros meios de sobrevivência.   O governo deve explicação para a atitude: embora seja um insano ato, se explicado poderia ser contestado e não apenas criticado.   No mais, trata-se da constatação de que o slogan “cuidar das pessoas”, não passa de uma simples fra

Novos tempos

Os abusos sexuais no seio da Igreja Católica é a mais persistente crise já enfrentada por Bento XVI. "The New York Times", reportando-se ao " Frankfurter Rundschau " informa que é dramático o número de fiéis que abandonam a Igreja Católica na Alemanha, após virem à tona os recentes casos de abusos sexuais. Embora a Santa Sé tenha começado a reagir, articulando as renuncias dos sacerdotes envolvidos nos escândalos, a sociedade católica exige maior rigor na punição dos culpados, o que vai muito alem de uma resposta puramente pastoral. Eu não vislumbro o desenlace de uma punição mais rígida e acho que o Vaticano aposta no esquecimento: destarte as décadas de comando exercido por Joseph Ratzinger na Congregação para a Doutrina da Fé, ele se tem mostrado um fraco administrador. Ratzinger não tem conseguido fazer aquilo que os cardeais pretendiam quando o fizeram papa: atualizar a milenar doutrina vaticana, que se tem mostrado incapaz de conviver com a contemporane

O dia da caça

José Tomás no momento em que é golpeado pelo touro Navegante   Os jornais madrilenos reportam o estado grave de José Tomás, um dos mais famosos toureiros da Espanha.   Tomas, em tourada no México ontem, foi apanhado pelo touro Navegante, de 500 quilos, que o chifrou pela virilha, lançando-o no ar.   O jornal "El Pais" narra que Tomas é conhecido por um estilo ousado nas touradas: fica extremamente perto do touro.   Navegante era o quinto e último touro a ser desafiado por José Tomás: ele já havia sangrado os quatro anteriores.   Não é a primeira vez que o estilo de José Tomás lhe causa infelicidade: clique aqui e veja outro acidente com o toureiro.

A ferradura e o cravo

O "Repórter 70" de hoje está o mais eclético possível.   Uma na ferradura ao mostrar a desídia do governo:   "Além de banheiros interditados há um mês, a Secretaria de Justiça e Direitos Humanos está sem telefone, sem relógio de ponto e com aluguel atrasado.".   E, mais abaixo, um arrego no cravo para compensar a bigorna:   "Claudio Puty encampou a luta dos sem terra que invadiram o INCRA. Levou seis secretários de Estado para atender as demandas dos movimentos.".   Em assim sendo, à ferradura completo eu: sem direitos humanos também.   E ao arrego do cravo, aconselho aos que tenham reivindicações a fazer: invadam algum órgão publico e esperem o Puty chegar com o sexteto de secretários.

Altaneira Polícia Militar

Já se torna praxe a governadora Ana Júlia ser vaiada em cerimônia militar.   Os policiais, impendidos legalmente de fazer manifestações do tipo, encomendam as vaias aos seus familiares.   O mais recente apupo à governadora, durante a cerimônia do Dia de Tiradentes, todavia, teve repercussões: foi exonerado do cargo o maestro da banda da Policia Militar, Samuel Machado, e punidos todos os demais militares integrantes da mesma.   Na dita cerimônia outro protesto foi protagonizado pelo comandante do Corpo de Bombeiros, coronel Paulo Gerson: ele não compareceu à cerimônia porque a corporação que comanda não teve nenhum dos nomes por ele indicados na lista dos oficiais promovidos.   Vê-se portanto, que a rejeição ao governo está no seio da briosa Polícia Militar.   Salve Fontoura, precursor da vitória!

A pequena dançarina

Este vídeo foi gravado em 2007 e a menina tinha 4 anos. Clique na imagem para ver a performance da garotinha.

No convés

A sorte grande

Christopher Shaw   O rapaz da foto é Christopher Shaw, 29 anos, balconista da Break Time, uma loja de conveniência do Missouri, EUA.   Ontem a vida de Shaw deu uma guinada feliz: ele ganhou sozinho o primeiro premio da loteria estadual do Missouri, no valor US$ 258 milhões, o equivalente a R$ 455 milhões.   Segundo a CBS, Shaw comprou o bilhete na própria loja onde trabalha e pagou US$ 10, o equivalente a R$ 18, por ele.

Classificados

  Condomínio Cap Ferrat   O endereço residencial mais caro do Brasil está na cidade do Rio de Janeiro.   Trata-se de um apartamento no edifício Cap Ferrat, na Avenida Vieira Souto, em Ipanema.   Os apartamentos do Cap Ferrat, um edifício com mais de 30 anos de construído, têm 1.300 m² distribuídos em dois andares, sendo 400 deles composto por salas.   Têm também escritório, sala de jogos, seis suítes, duas saunas, piscina e três dependências para funcionários.   A localização é um dos elementos que agregam valor ao Cap Ferrat: Ipanema é um dos bairros mais chiques, tranquilos e cosmopolitas do Rio, além de ficar a dois passos da praia.   Caso você esteja interessado, um apartamento no condomínio, quando aparece para vender, está em torno de R$ 30 milhões.

Os livros que Washington não devolveu

George Washington, que se tornou o primeiro presidente dos EUA em 1789, era um leitor compulsivo e o mais contumaz usuário da Biblioteca de Nova York.   No ano passado, a biblioteca começou a sistematizar seus arquivos de usuários antigos e teve uma surpresa: George Washington, o herói da independência norte americana, deixou de devolver dois livros ao acervo.   As obras são a “Lei das Nações", um tratado sobre relações internacionais, e “Transcrições da Câmara dos Comuns", uma coletânea das sessões do Parlamento britânico.   Calcula a Biblioteca de Nova York que, caso George Washington estivesse vivo, estaria devendo cerca de US$ 300 mil em multas pela não devolução dos livros.

Chame o comandante em chefe

George Washington – pintado por Peale   Por falar em George Washington, o mais reverenciado dos ex-presidentes dos EUA, uma das historias contadas sobre ele é que certa noite, em plena vigília de batalha da guerra de independência, sem poder conciliar o sono saiu da sua tenda e fez-se a andar no acampamento.   A capa que lhe protegia do inverno centro americano sombreava-lhe o rosto e ele passava despercebido.   Ao ver dois soldados que recebiam ordens do comandante do destacamento para levantar uma paliçada, aproximou-se.   Os soldados não conseguiam levantar um enorme moirão: sempre que tentavam, falhavam na missão de empina-lo no buraco cavado.   Ao terceiro grito do comandante, ordenando que os soldados tentassem de novo, aproximou-se e pegou o moirão com eles, empinando-o no buraco.   Concluída a tarefa, ele se voltou ao comandante e perguntou o porque do mesmo não ter ajudado os soldados ao invés de se colocar a dar ordens.   O comandante empertigo

Apostas abertas

Levantamento feito ontem pela ISTOÉ reporta que o PSB está dividido quanto ao apoio ou não à candidatura de Ciro Gomes para a presidência.   A decisão será tomada na próxima terça-feira, quando os diretórios regionais, por escrito, na reunião do diretório nacional do partido, deverão dizer as suas posições.   Pelo levantamento da ISTOÉ, o diretório regional do Pará é a favor da candidatura de Ciro Gomes.   Veja o quadro abaixo:   Pelo quadro, 13 diretórios são a favor. Os contra e os indecisos são 14. Vamos esperar terça-feira chegar para ver no que vai dar: façam as suas apostas.

Fazendo água

O "Repórter 70" de hoje revela mais uma divisão naquilo que o governo tem como certo para apoio à candidatura de reeleição da governadora Ana Julia.   Depois do PV, no qual alguns diretórios do Oeste do Pará, já disseram em alto e bom post , que não apóiam a candidatura do PT, o presidente do PSB, Orlando Bordalo, afirma que o partido tem uma ala que defende a candidatura própria.   Prossegue Bordalo que caso a tese da candidatura própria não vingue, o PSB parte dividido para a eleição.

Focinheira neles!

Leio no "Repórter Diário" que o presidente do PT do município de Belém, Apolônio Brasileiro, repercutindo os pruridos discursivos do deputado Zé Geraldo, diz que "alguém tem que morder estes caras".   "Estes caras", no caso, somos nós, do PMDB.   Eu poderia confiar naquele dito popular e achar que, por ladrarem muito não morderão, mas, pelo sim pelo não, já vou avisando ao senhor Apolônio Brasileiro: há uma lei municipal, e uma estadual determinando que todos os animais que mordem só podem sair às ruas com focinheiras.   Portanto, para que os atiçados pelo comando não sejam sujeitos às penas da lei, seria bom providenciar as focinheiras, ou, ficar só nos latidos, o que seria mais prudente.

Sarah Palin

Sarah Palin: bye-bye Alaska   Ninguém entendeu porque a ex-candidata a vice presidente dos EUA na chapa republicana, Sarah Palin, renunciou ao governo do Alaska ano passado.   Agora eu entendi a razão. É que ela não podia simplesmente dizer aos seus eleitores: "Eu renuncio ao cargo de governadora para ganhar dinheiro".   O salário de Misses Palin como governadora era de US$ 7 mil ao mês e o estado do Alaska é o mais inóspito e menos rico dos EUA.   Sarah Palin, a musa dos republicanos, mudou-se para a glamorosa New York e de julho de 2009 até agora já faturou US$ 12 milhões com palestras, venda de um livro e cachê para participar de eventos.

O Serra que se empolga

Por favor, José Serra: menos…

Eles não são gente boa

O PTB lançou o empresário Fernando Yamada para governador do Pará.   A imprensa, por se tratar de um nome que embora não possua caldo eleitoral conhecido, não poderia ser ignorado, repercutiu o estampido.   A governadora Ana Julia, na última vez que esteve no programa "Argumento", entrevistada por Mauro Bonna, disse que a vaga de vice-governador estava reservada ao PMDB.   Mais tarde, a vaga de vice já tinha outro nome: Anivaldo Vale, do PR, cuja condição se estabeleceu-se com aval de Brasília, mas, sofreu cãibra de locução com a colher do presidente do PV, Zé Carlos, que se fez a oferecer a vaga de senado a Anivaldo .   Voltando ao Fernando Yamada, que já pregou adesivos em alguns carros com o acrônimo de gente boa: foi acertado que ele será o vice do PTB na chapa de Ana Júlia, com a promessa de ser o gestor do governo em um possível segundo mandato.   Eu não tenho certeza que o Fernando será mesmo o candidato a vice. Eu não tenho certeza que Ana Júlia

Com a boca no trombone

Ciro Gomes começou ontem, em entrevista ao IG, a destilar o seu pote até aqui de mágoas.   Leia alguns trechos da entrevista:   “Lula está navegando na maionese. Ele está se sentindo o Todo-Poderoso e acha que vai batizar Dilma presidente da República. Pior: ninguém chega para ele e diz ‘Presidente, tenha calma’"   “Ele não é Deus" (sobre Lula)   "Tiraram de mim o direito de ser candidato. Mas quer saber? Relaxei. Eles não querem que eu seja candidato? Querem apoiar a Dilma? Que apoiem a Dilma. Estou como a Tereza Batista cansada de guerra. Acompanho o partido. Não vou confrontar o Lula. Não vou confrontar a Dilma."   “Não me importava de ser um candidato com 2%, 5%, 10% das intenções de voto. Acho que minha presença nos debates e nos programas de televisão poderia provocar uma discussão no país, uma discussão sobre o futuro do Brasil.”   “Minha sensação agora é que o Serra vai ganhar esta eleição. Dilma é melhor do que o

De datas, de preços e de peixe

  Peixeira e pescador – Cândida Rocha   Em 19.03.2009, postei que a então ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, promovendo o Brasil em Nova York , convidava os investidores norte-americanos a participarem de leiloes no Brasil.   Na ocasião Dilma anunciou o leilão de Belo Monte para o final de de 2009 e disse que o preço mínimo seria de US$3.3 bilhões, o equivalente a R$ 6 bilhões.   Eu terminei a postagem duvidando da data e do preço. Acertei nos dois: não foi no final de 2009 e o preço mínimo foi de R$ 19 bilhões, mas de três vezes o valor então anunciado.   Continuo insistindo, para alegria do circo que se faz em volta destes empreendimentos, que Belo Monte, como foi concebida, vai turbinar por cerca de R$ 30 bilhões.   Será que eu entendo de datas e preços mais que a Dilma ou ela estava só querendo vender o peixe mais barato?

Propaganda enganosa

A " Agência Pará de Noticias ", órgão de publicidade do governo do Pará, anunciou que a governadora recebeu, em 20.04, prefeitos de 60 municípios, que vieram a Belém entrevistar-se com o presidente da Assembleia Legislativa, Domingos Juvenil.   Segundo a matéria, "os prefeitos vieram à capital, mobilizados pelas associações de municípios, para reunir com o presidente da Assembleia Legislativa, Domingos Juvenil, para cobrar celeridade na votação do projeto de empréstimo de R$ 366 milhões.".   A matéria da Agência Pará tergiversa os fatos em uma versão enviesada: é verdade que os prefeitos vieram a Belém cobrar agilidade ao empréstimo e foram recebidos pelo presidente da ALEPA e pela governadora.   Não é verdade que havia 60 prefeitos na comitiva: eles eram 30.   A vinda não foi articulada por associações: a Secretaria de Integração Regional articulou a vinda dos prefeitos e mais de um prefeito, na reunião, alegou que não estava ali representando ass

O segredo do Atlântico

O diário francês "Le Figaro" reporta que a terceira fase de buscas dos destroços do voo AF 447 , que caiu no Atlântico matando todos os passageiros e tripulantes do Air Bus, terminam em fracasso.   Há cerca de um mês, e quase um ano depois da tragédia, nova busca foi organizada pela Air France e a Airbus, que ainda vasculham uma área no meio do oceano Atlântico.   A área de busca foi traçada pelos melhores especialistas do mundo no assunto, mas, a caixa-preta do avião não foi encontrada e a força tarefa retorna à França no início da semana que vem.   Ao que tudo indica, o Atlântico guardará para sempre o segredo que causou a tragédia do AF 447.

Enquanto isto, no Reino Unido…

O analista político britânico Stephen Castle, escreve no " The International Herald Tribune " que o primeiro debate de televisão da historia política da Grã-Bretanha embaralhou as eleições do próximo dia 6 de maio.   Revela Mr. Castle um detalhe que eu não conhecia sobre as eleições no reino: não havia, até este ano, debate televisionado no Império Britânico.   Acostumados às disputas entre os partidos Trabalhista e Conservador, os britânicos, há quase um século, não percebiam a existência de um terceiro partido na ilha: o Liberal.   Com a televisão, Nick Clegg, 43 anos, líder dos liberais, acabou virando celebridade no primeiro debate, ofuscando o primeiro-ministro britânico, Gordon Brown, líder dos trabalhistas, de centro-esquerda, e David Cameron, líder dos conservadores, de centro-direita.   Segundo Mr. Castle, alguns analistas políticos acham que o encanto de Nick Clegg poderá se quebrar nos dois próximos debates (um está ocorrendo agora), quando Brown

Por que não antes?

O presidente Lula disse, em entrevista publicada ontem pelo jornal Correio Braziliense, que será “uma pedra no calcanhar do PT” para que o partido “coloque a reforma política como prioridade”.   Para Lula, a adoção do fundo público para financiar as eleições, com proibição de uso de recursos privados, seria uma chance para moralizar o País.   Eu concordo plenamente com o presidente, e já me manifestei favorável ao financiamento público de campanha .   O presidente Lula, todavia, esqueceu que já na sua campanha de reeleição prometia dar prioridade à reforma política e ao financiamento público.   Por que, depois de ter bancado tantas reformas difíceis no Congresso, não colocou esta “pedra no calcanhar” do PT antes das eleições deste outubro?

Foi assim…

Os bastidores do leilão de Belo Monte vêm à ribalta: revela-se que os lances foram mudados minutos antes do arremate.   E sendo verdadeiras, as revelações constituem afronta à lei das licitações: a Eletrobras teria pressionado os licitantes para que estes diminuíssem a margem de lucratividade.   Revela-se ainda, o que é mais grave, que o governo conduziu um pesado jogo para que o consórcio Norte Energia, liderado pela Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf) vencesse a concorrência.   O duro recado da Eletrobras entregue aos licitantes minutos antes do leilão, para que os dois consórcios não ultrapassassem de 8% a margem de retorno, acabou, na pratica, derrotando o consorcio liderado pela Andrade Gutierrez, que considerava ser a obra inviável se a taxa fosse abaixo dos 12%.   O resultado foi que o consórcio Belo Monte Energia, liderado pela Andrade Gutierrez, decidiu manter a sua proposta, enquanto que a estatal Chesf, obedecendo o comando do Planalto, aprese

Infográfico de Belo Monte

Em se falando em Belo Monte, clique na imagem para ver um infográfico com informações básicas, mas elucidativas, a respeito da usina.