Pular para o conteúdo principal

Folha antecipa eleição presidencial em três anos para alentar Aécio Neves dentro do PSDB

Shot 015

A três anos para a eleição presidencial de 2018, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, deslancha uma escancarada corrida interna para ser o indicado dos tucanos para disputar a presidência.

José Serra, mais discreto, corre por fora, mas já avisou que está no páreo, enquanto o senador Aécio Neves resmunga que a disputa é extemporânea e, em se acirrando, serve para tirar o foco que interessa à oposição, que é o desgaste do governo.

No meio da liça, para dar alento ao senador Aécio Neves, a “Folha de S. Paulo” publicou, na sua edição de ontem (21) uma pesquisa eleitoral que coloca o ex-candidato tucano em primeiro lugar, na frente do ex-presidente Lula, que costumava ser imbatível nessas simulações.

A Folha deixou o senador José Serra de fora dos dois cenários pesquisados, o que quer dizer que ele precisa urgentemente fazer uma visita aos irmãos Frias.

> No cenário 1 o senador Aécio Neves seria o candidato do PSDB:

Shot 002

> No cenário 2 o governador Geraldo Alckmin seria o candidato do PSDB:

Shot 003

divisoria

Na pesquisa, o Datafolha colheu a avaliação pessoal da presidente Dilma Rousseff e mostrou que ela está, como afirmou o Lula há três dias em reunião com religiosos na sede do Instituto Lula, “no volume morto”, amargando 65% de avaliação ruim e péssimo:

Shot 013

Em nenhuma região do país a presidente tem uma avaliação minimamente positiva. Em todas seu percentual de ruim e péssimo está acima dos 60%: 

O Datafolha fez 2.840 entrevistas na quarta-feira (18) e na quinta (19).

Comentários

  1. muito me admira o norte e nordeste. nunca um governo fez pelo povo pobre da regiao como o pt.mas deixa voltar os herdeiros de fhc para eles sentirem saudade. so lembram de ajudar banqueiros

    ResponderExcluir
  2. Com o título “O valor do Datafolha pode ser resumido em duas sílabas: zero” o jornalista Paulo Nogueira sintetiza o assunto. Da crônica retiramos um texto interessante –“Editorialmente, é um disparate fazer uma pesquisa daquelas quando sequer se passaram seis meses das eleições que deram um segundo mandato a Dilma. Há uma frase primorosa de Keynes que se aplica a este tipo de futurologia obtusa: “A longo prazo estaremos todos mortos”. O próximo passo poderia ser especular sobre as eleições de 2022”.

    ResponderExcluir
  3. Ô cara pálida, em que país você vive? Tá falando asneira. Moro no norte e o custo de vida só cresceu nos últimos anos. Vem pagar conta de energia aqui pra você ver. Vai botar a culpa no FHC do aumento da conta de luz, combustíveis, alimentação, moradia, et, etc? Eu fui um dos primeiros a me inscrever nesse Minha Casa Minha Vida e sabe o que acontece? Vejo pessoas que não precisam desse benefício usufruir do mesmo. Uma roubalheira sem tamanho nesse governo e você faz que não vê? Só sendo muito cego por um partido pra defendê-lo desse jeito.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.

Postagens mais visitadas deste blog

Mateus, primeiro os teus

Convalescendo da implantação de um stent , o governador Simão Jatene (PSDB-PA) foi apanhado, ainda no Hospital do Coração (SP), na manhã de ontem (03), por uma desagradável matéria da “Folha de S. Paulo” reportando que “ao menos sete familiares, além da ex-mulher e da ex-cunhada” de Jatene exercem cargos de confiança no Executivo, no Legislativo e no Judiciário do Pará. A reportagem declara que, somados, os salários dos familiares do governador “ultrapassam R$ 100 mil mensais”. > Sem incidência de nepotismo As averiguações já foram matérias em blogs locais. Quando me foi perguntado se feriam a Súmula 13 do STF (nepotismo), opinei que não, o que foi agora ratificado pela reportagem da “Folha” que, ouvindo “especialistas” declarou que os “casos não se enquadram diretamente na súmula vinculante do STF”. Nenhum dos parentes ou afins relacionados pela “Folha” está a cargo de órgãos vinculados ao executivo estadual e a matéria não demonstra a existência de cargos ocupados, no Poder

O HIV em ação

A equipe do cientista russo Ivan Konstantinov arrebatou o primeiro lugar no “International Science and Engineering Visualization Challenge”, um concurso que premia imagens científicas da forma mais verossímeis e didáticas possíveis. Abaixo, a imagem em 3D do mortal vírus da Aids (HIV), em laranja, atacando uma célula do sistema imunológico, em cinza. A tática do HIV é se estabelecer dentro da célula, sem destruí-la. Na imagem abaixo foi feito um corte para mostrar o HIV já estabelecido no núcleo da célula imunológica, usando-a para se reproduzir, expelindo mais vírus que atacarão mais células imunológicas para torna-las hospedeiras, por isto o sistema imunológico do portador do HIV fica reduzido. As imagens foram retiradas do portal russo Visual Science .

Ninho de galáxias

A imagem acima foi liberada pela NASA e elaborada a partir de dados colhidos do telescópio VLT do Chile, o maior do mundo.   É o conglomerado de galáxias JKCS041, que vem a ser o mais distante ponto do universo visualizado até hoje: está a 10,2 bilhões de anos-luz da Terra.   1 ano luz é a distância que a luz percorre em uma ano, ou seja, se já tivéssemos tecnologia para viajar à velocidade da luz, a nave que nos poderia levar até a JKCS041 demoraria 10,2 bilhões de anos para chegar lá.   Mas, o que o VLT viu, não é o presente, e sim o passado: a luz emitida pelo conglomerado que agora chegou aos portões da Via Láctea, o nosso endereço no universo, saiu de lá há 10,2 bilhões de anos.   Passado este lapso de tempo, as coisas devem estar bem diferentes por lá.   Mas, o que eu quero mesmo é dar uma de Carl Sagan : na Via Láctea há milhões de sistemas, com milhares de planetas em cada um deles.   O JKCS041 é um conglomerado de milhares de galáxias, com milhões de s