Pular para o conteúdo principal

A imprensa belga repercute o caso Petrobras-Pasadena

Um dos mais lidos jornais de Bruxelas, o L'Echo, carregou ontem (26) a manchete: “Como Albert Frère se viu inserido no coração da política brasileira".

barao

O barão Albert Frère, 88 anos, o homem mais rico da Bélgica, controla o grupo Astra Transcor, que comprou a refinaria de Pasadena, em 2005, por US$ 42,5 milhões, vendeu a metade dela para a Petrobras, em 2006, por US$ 180 milhões, e recebeu, pela outra metade, da mesma Petrobras, em 2012, US$ 820,5 milhões.

O L'Echo reporta que a Astra Transcor relatou aos seus acionistas que “a parceria com a Petrobras é sucesso financeiro além de qualquer expectativa razoável", e fornece um relativo álibi para o ágio pago pela Petrobras em tão curto período: a Astra Transcor comprou Pasadena por US$ 76,5 milhões, mas logo em seguida investiu lá US$ 126 milhões.

O jornal belga exalta a visão de lince do barão: Pasadena era uma empresa familiar cujos acionistas não tinham capital de giro, mas potencial de crescimento pela localização estratégica, o Texas, onde o petróleo brota pelas esquinas e é barato.

O erro da Petrobras, afirma o L'Echo, foi ter comprado apenas a metade da refinaria e ter aceitado a cláusula put option.

Mas por que a manchete diz que Frère “se viu inserido no coração da política brasileira?".

É que a campanha presidencial de Dilma Rousseff, em 2010, recebeu da Tractebel, que vende energia no Brasil, R$ 1 milhão e outros R$ 550 mil, no mesmo ano, foram repassados ao comitê financeiro do PT.

A Tractebel, cuja sede é em Florianópolis, é controlada pela francesa GDF Suez e o barão Alfred Frère é um dos principais acionistas da GDF Suez.

E está protocolada a CPI da Petrobras.

Comentários

  1. Ah, isso já é rotina na vida bandida dos PTralhas!!!!! Logo logo aparecerão outras sujeiras desses VERMES!!!!!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.