Pular para o conteúdo principal

Roberto Jefferson muda o discurso e afirma que Lula sabia e ordenou o mensalão

Shot001

Às vésperas do início do julgamento do mensalão Roberto Jefferson (PTB) resolveu, depois de disparar rumo ao deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP), mover a alça de mira mais alto e autorizou o seu advogado a declarar que o ex-presidente Lula não só sabia como “ordenou” o mensalão.

> José Dirceu, Anderson Adauto e Luiz Gushiken pagavam

Shot002

A defesa de Jefferson, adiantou à “AE" ontem (24) à noite, sustentará que três ministros de Lula, José Dirceu, Anderson Adauto e Luiz Gushiken (os três são réus no processo), pagavam os deputados federais constantes da folha do mensalão, e que a ordem partia diretamente do ex-presidente Lula.

> Por que a mudança do discurso?

Por que Jefferson disse, em 2005, que Lula era inocente? "Naqueles dias turbulentos ele não deveria atacar Lula e Dirceu a um só tempo. O Lula não sabia nem onde apagava a luz, o Dirceu tinha controle total do governo. Então, o alvo foi o Dirceu", respondeu Luiz Barbosa, o advogado de Jefferson.

> Lula está blindado

Já se fez mais de uma tentativa, inclusive cometidas por procuradores da República, para trazer Lula ao processo do mensalão e todas foram infrutíferas: o ex-presidente é blindado por uma espécie de acordo tácito da classe política e da própria Procuradoria Geral da República.

> Pesos e medidas diversos

Não é esse o procedimento da Procuradoria quando se trata de outras autoridades na Federação, que são sempre denunciadas juntamente com os seus auxiliares diretos, mesmo que nada haja no inquérito que faça a conexão e, caso o governador, prefeito, ou o que os valha, diga em seu depoimento que não sabia de nada, corre o risco de sair da audiência preso por desacato à autoridade.

Mas, assim como a Gisele, o Lula pode e PT saudações.

Shot005

Comentários

  1. Jefferson não mudou o discurso não. Ao contrário do advogado dele, ele continua dizendo achar que Lula não sabia do mensalão. Veja entrevista publicada hoje no UOL/Folha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você acredita mesmo que o advogado iria declarar algo que o seu cliente não tivesse autorizado? O jogo dos dois está combinado: o advogado ataca tecnicamente o Jefferson defende politicamente, para que tenha, se preciso, encontro de contas eventuais. O próprio Luiz Barbosa afirma que orientou Jefferson a defender Lula e descer a carga em Dirceu. O que eles pretendem é colocar a PGR em cheque: diante de uma afirmação dessa o Procurador-geral não irá investigar?

      Excluir
    2. Não, não irá, conforme seu post deixa claro. Para todos os efeitos, Jefferson acredita que Lula nada tinha a ver com isso, assim como ele próprio (Roberto Jefferson). Aliás, se Jefferson achar que qualquer dos acusados deva ser condenado, então ele próprio assume que deva ser condenado. Como réu confesso à época da eclosão do "mensalão". E um pouqinho mais: indo-se a fundo, todos (ou talvez "apenas" 99,9%) os políticos seriam enquadrados como mensaleiros... Esse é o Brasil, da esquerda à direita, e de cima a baixo!

      Excluir
  2. Tiran_o a estratégia, sobram os tiranos?

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.