Pular para o conteúdo principal

As vísceras das CPIs

Shot005

Matéria da “Folha” de ontem (30) revela o que os políticos sabiam desde a votação do relatório da “CPI do Mensalão”, em 2005: o PT exigiu modificações no texto do sub-relator ACM Neto (DEM-BA) para retirar referências à Fábio Luís (Lulinha), filho do ex-presidente Lula, ou rejeitaria, juntamente com a base aliada, o relatório.

> A Gamecorp

As investigações da CPI apontavam que a Gamecorp (criada por Fábio Luís, em 2004, com um capital de R$ 10 mil) recebeu em seguida um aporte de R$ 5 milhões da OI, o que seria um dos canais financeiros do mensalão.

> ACM Neto, Osmar Serraglio e Delcídio Amaral confirmam

ACM Neto (DEM-BA), sub-relator da CPI, Osmar Serraglio (PMDB-PR), relator e o presidente, senador Delcídio Amaral (PT-MS), confirmam as pressões do Planalto para retirar as referências a Lulinha do relatório.

Shot006

Os dois últimos, quando indagados sobre de quem, especificamente, partiam as pressões, cerravam os lábios.

Osmar Serraglio traiu-se na semana passada, em uma entrevista à Globo News, quando citou dois nomes: Carlos Abicalil (PT-MT) e Jorge Bittar (PT-RJ), que ele qualificou como “a tropa da frente".

> Entrevista à Globo News

Foi quando Serraglio tomou esse rumo que emprestei atenção à entrevista. Mais adiante ele insinuou que se o relatório fosse mantido na sua versão original, não seria aprovado, mas causaria dores de cabeça a Lula.

> Cala a boca

O que a “Folha” não reportou é que, à época, também se comentava em todas as rodas políticas que ACM Neto espalhou o relatório original à grande imprensa, mas o Planalto acertou para que nada fosse publicado. É claro que nunca é possível apurar onde acaba a verdade e onde começa a maledicência.

ACM Neto também não explicou o porquê de se ter calado sobre a modificação do seu texto: ele poderia ter bancado a votação do mesmo em separado mesmo sabendo que perderia.

> CPIs...

Mas CPIs, como eu sempre digo, acabam sendo valhacoutos de piores movimentos do que, muitas vezes, elas pretendem investigar. O que me entristece é que, de boa fé, o distinto público roga por uma CPI como beato por reza.

Comentários

  1. C0MO MEU AVÔ JÁ DIZIA

    Caro Parsifal

    No meio político existe negociações que envolvem o que se sabe e o que eles sabem, as vezes uma das partes que fez o acordo deve cumprir sua parte anos depois e por este motivo leve em consideração que o sub é o herdeiro ACM !

    Um político que se iniciou no grêmio de um colégio estadual passou por diretórios acadêmico e central e enterrou sua formatura no programa da UDN, de um político “moeda” onde em seu estado os homens que não lhe tratavam de “Toninho Ternura” lhe chamavam de “Toninho Malvadeza “ e as mulheres que não se dirigiam a ele como o “Pinochet de Itabuna” glorificavam o “Painho Cachorrão” ,de um político que sempre soube que ter a informação vale mais que divulga – lá, de um político que desafiou a força de Tenório Cavalcante que de arma em punho ameaçou matá-lo e conseguiu derrotá-lo e sucumbiu a inteligência de outro político que usou suas mesmas armas para levá-lo junto!

    Seu mentor político no morreu em 2007 , será que não houve interferência direta de seu avô ao lhe mostrar como é fácil se conseguir um mimo? Será que para ele não foi mais lucrativo não colocar uma votação em separado?

    Uma coisa é certa NÃO FOI DISTRIBUIDO PARA A EMPRENSA , ou será que ele foi honesto ao ponto de dividir seu LUCRO com os outros?

    Informação vale muito, veja o que esta acontecendo hoje, Dercilio já colocou que anda muito calado em relação ao mensalão e o Marcos Valério tira onda de portador da síndrome de pânico!

    Posso até estar errado, contudo hoje ACM neto é candidato na capital de um estado governado pelo PT acompanhe como o PT de Lula age em relação ao fato dentro do que se pode chamar de normalidade para boi dormir!

    Deputado dia 26 de Julho foi o dia dos Avós e como o meu avô costumava dizer “Quando Deus faz um homem pequeno em físico e para ver se o perde de vista pela imensidão de sua falta de responsabilidade “

    MCB

    ResponderExcluir
  2. É evidente que se eles (Delcidio, Serraglio e ACM nao cedessem as pressoes o relatório nao seria aprovado e ai sim acabaria tudo em pizza. Ao menos desta forma estamos vendo um pouco de justiça ser feita. o Delcidio e o Serraglio pagaram muito caro por tudo isso e, ainda pagam.

    ResponderExcluir
  3. Luiz Mário de Melo e Silva01/08/2012 09:34

    É ou não a REPÚBLICA DA CORRUPÇÃO que impera nesta tal de democracia representativa?

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.