Pular para o conteúdo principal

Hoje o poeta-cantor nada mais tem, senão um poema de amor…

shot006

Eu li em algum lugar que não lembro agora, que o grande santareno, maestro Wilson Fonseca, coloquialmente conhecido como maestro Isoca, fez o bolero para o filho que chorava no colo da mãe. Se alguém aí souber a história completa, ou diferente do que enunciei, por favor conte-a.

“Um poema de amor”, do maestro Isoca, é um daqueles maravilhosos boleros que se deve dançar em salão grande, para rodar com o par os passos largos que o tom exige. O solo de sax é um primor. Quem canta é Odilson Matos:



Um poema de amor

E, quando a noite desceu,
O poeta escreveu
Sua história de amor.

Tinha a grandeza do mar,
O esplendor do luar
E a beleza da flor.

Era o romance uma linda canção
Nascida do coração..

Hoje, o poeta-cantor
Nada mais tem, senão
Um poema de amor.

Comentários

  1. Parfisal, faça a doivulgação do Dia em que todos os Promotores de Justiça do Pará tiveram que enfim cumprir com a Constituição que obriga que cada Promotor de Justiça resida na Comarca que é titular, NO DIAÁRIO OFICIAL DE HOJE VC ENCONTRA 52 PROMTORES DE JUSTIÇA inclusive famosos da midia que na verdade deveriam estar no interior, como MArco Aurelio Nascimento e Arnaldo Azevedo.

    ResponderExcluir
  2. Hoje, antes da sessão, o Ministério Publico comunicou aos Vereadores Chico Enfermeiro e Zé Gomes que foi aberto procedimento de investigação contra eles. Desde então, os Vereadores Jone William, Tom Bonfim, Pastor Antonio, Zé Gomes, Chico Enfermeiro, Titonho, Max, que atualmente formam a base do governo do Sancler, estão em reunião fechada com o Ademildo e não se separam sem para ir na privada. Parece que a coisa está ficando preta nas câmara de Tucuruí!!!! Viva a PTzada!!!!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.

Postagens mais visitadas deste blog

Mateus, primeiro os teus

Convalescendo da implantação de um stent , o governador Simão Jatene (PSDB-PA) foi apanhado, ainda no Hospital do Coração (SP), na manhã de ontem (03), por uma desagradável matéria da “Folha de S. Paulo” reportando que “ao menos sete familiares, além da ex-mulher e da ex-cunhada” de Jatene exercem cargos de confiança no Executivo, no Legislativo e no Judiciário do Pará. A reportagem declara que, somados, os salários dos familiares do governador “ultrapassam R$ 100 mil mensais”. > Sem incidência de nepotismo As averiguações já foram matérias em blogs locais. Quando me foi perguntado se feriam a Súmula 13 do STF (nepotismo), opinei que não, o que foi agora ratificado pela reportagem da “Folha” que, ouvindo “especialistas” declarou que os “casos não se enquadram diretamente na súmula vinculante do STF”. Nenhum dos parentes ou afins relacionados pela “Folha” está a cargo de órgãos vinculados ao executivo estadual e a matéria não demonstra a existência de cargos ocupados, no Poder

O HIV em ação

A equipe do cientista russo Ivan Konstantinov arrebatou o primeiro lugar no “International Science and Engineering Visualization Challenge”, um concurso que premia imagens científicas da forma mais verossímeis e didáticas possíveis. Abaixo, a imagem em 3D do mortal vírus da Aids (HIV), em laranja, atacando uma célula do sistema imunológico, em cinza. A tática do HIV é se estabelecer dentro da célula, sem destruí-la. Na imagem abaixo foi feito um corte para mostrar o HIV já estabelecido no núcleo da célula imunológica, usando-a para se reproduzir, expelindo mais vírus que atacarão mais células imunológicas para torna-las hospedeiras, por isto o sistema imunológico do portador do HIV fica reduzido. As imagens foram retiradas do portal russo Visual Science .

Ninho de galáxias

A imagem acima foi liberada pela NASA e elaborada a partir de dados colhidos do telescópio VLT do Chile, o maior do mundo.   É o conglomerado de galáxias JKCS041, que vem a ser o mais distante ponto do universo visualizado até hoje: está a 10,2 bilhões de anos-luz da Terra.   1 ano luz é a distância que a luz percorre em uma ano, ou seja, se já tivéssemos tecnologia para viajar à velocidade da luz, a nave que nos poderia levar até a JKCS041 demoraria 10,2 bilhões de anos para chegar lá.   Mas, o que o VLT viu, não é o presente, e sim o passado: a luz emitida pelo conglomerado que agora chegou aos portões da Via Láctea, o nosso endereço no universo, saiu de lá há 10,2 bilhões de anos.   Passado este lapso de tempo, as coisas devem estar bem diferentes por lá.   Mas, o que eu quero mesmo é dar uma de Carl Sagan : na Via Láctea há milhões de sistemas, com milhares de planetas em cada um deles.   O JKCS041 é um conglomerado de milhares de galáxias, com milhões de s