Pular para o conteúdo principal

Comendo cru

cru

Eu venho martelando na bigorna de que o açodamento eleitoral para leiloar Belo Monte, sem uma planilha de custos e composição de preços transparente e desprovida de esoterismos, vai concluir uma realidade energética majorada quando a obra estiver pronta.

 

Na sexta-feira, os consórcios interessados em disputar o leilão da hidrelétrica protocolaram ao governo um pedido de elevação do preço-teto da energia da futura usina, fixado em R$ 83,00 o megawatt-hora.

 

Isto deverá ser negado, agora. Mas, no futuro, nada impede que seja descarregado no sistema nacional, o fato de o atual governo ter desejado comer cru, o que poderia deixar pelo menos assar ao ponto.

Comentários

  1. A pressa deve ser para deixar a comissão acertada.

    ResponderExcluir
  2. Como dizia Lupicíno, "a maldade desta gente é uma arte".

    ResponderExcluir
  3. oi, concordo intereiramente com o Anônimo, o problema não é a oportunidade da obra, é a oportunidade da Campanha.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.