Pular para o conteúdo principal

Concordo plenamente



La siesta

Cobre-se de razão o Dr. Goyos, especialista em Direito Internacional, ao advertir que a Chancelaria brasileira não deve permitir que Zelaya use a imunidade da nossa embaixada em Tegucigalpa para disseminar a sua tática de ataque ao governo hondurenho.

A embaixada brasileira pode ser o asilo de Zelaya e não a sua casamata.

No momento em que é permitido a Zelaya assim proceder, o Brasil fere princípio básico de Direito Internacional, ao consentir que o seu território diplomático seja usado como ponto de influência direta na política interna do país onde está localizado. Portanto, a chancelaria precisa providenciar que o bufão se mantenha na embaixada exatamente como está posicionado na foto acima.

Comentários