26/01/15

O lado sombrio dos signos

O artista gráfico norte-americano Damon Hellandbrand confeccionou os novos avatares dos signos do Zodíaco para  o jornal de South Windsor, a cidade em que mora no Estado de Connecticut, nos EUA.

É o lado sombrio dos signos:

Tempos helenilsonianos

Shot 004

As mulheres dos césares dever-se-iam comportar, sempre, como César admoestou que a dele se portasse.

Sexo se faz por debaixo dos panos. Sexo explícito em praça pública, além de atentado violento ao pudor, leva a crer que quem o pratica é como aquele cara que não gosta de samba, da modinha “Samba da Minha Terra”, do Dorival Caymmi : “bom sujeito não é. É ruim da cabeça ou é doente do pé.”

25/01/15

Ani Stasenko e Glory Leontief

Herdei de minha mãe o gosto por bibelôs e fico procurando algo da espécie que ainda não tenha visto.

Abaixo os trabalhos dos artistas ucranianos Ani Stasenko e Glory Leontief, que fazem as suas pequenas maravilhas de porcelana na cidade de Kharkov.

As peças variam de 4 a 40 centímetros e são verdadeiras joias para quem gosta do riscado:

24/01/15

Quatro joias raras do Salão Internacional de Alta Relojoaria

O Salão Internacional de Alta Relojoaria, em Genebra, é um dos principais eventos de fabricantes de relógios do mundo. A 25ª edição do salão ocorreu na semana passada e apresentou, dentre outras maravilhas que marcam a hora, quatro lançamentos que só podem ornar os pulsos dos muito, mais muito mesmo, ricos e famosos:

Shot003

1. Montblanc Villeret Tourbillon Cylindrique Geosphères Vasco da Gama

montblanc

Em homenagem ao navegador Vasco da Gama, a Montblanc resolveu se exceder e colocou 281 engrenagens dentro de uma caixa de ouro rubro. As engrenagens possibilitam o visor apresentar, em uma combinação de posições, 24 fuso horários diferentes, divididos nos dois hemisférios.

O preço? Bem, quem se preocupa com preços não pode ter um, mas ei-lo: € 250 mil, o equivalente a R$ 800 mil. Se você se interessou, corra, pois a Montblanc só fez 18 peças.

Shot003

2. Roger Dubuis Excalibur Spider Skeleton Double Flying Tourbillon

roger-dubuis

A Maison Dubuis, que para os padrões suíços é uma montadora nova, completa 20 anos em 2015 e, para comemorar, apresentou o Excalibur. A caixa, de 14,95 mm, é de titânio fundido e escovado e guarda 21 complicações (a montagem disso é uma epopeia de prensas).

A Dubuis confeccionou 188 peças e ainda não revelou o preço, mas imagino que deverá ficar acima dos € 300 mi, pois é um mecanismo com mais complicações do que o número 1.

Shot003

3. Hublot Big Bang Tourbillon Indicateur Réserve de Marche 5 Jours

hublot

Esse Hublot é um dos mais preciosos relógios da mostra. Todo confeccionado em ouro real de 24K endurecido com 5% de platina na forja, o que torna esse tipo de ouro o mais caro do mundo.

A Hublot montou 88 peças e um deles poderá ser seu por apenas € 300 mil.

Shot003

4. Vacheron Constantin Harmony Cronógrafo Calibre 3300

vacheron

Completando, em 2015, 260 anos, a Vacheron Constantin montou 30 peças do seu clássico Harmony Cronógrafo de 1926, mas mudou as complicações e aumentou o calibre para 3300, o que resultou no Harmony Cronógrafo Calibre 3300.

A caixa do Harmony Cronógrafo Calibre 3300 é em ouro rubro, todas as peças (281) são em titânio e as ligações entre elas são arrochadas com rubis.

Um das particularidades dessa raridade é que o mecanismo de corda do calibre entrega ao relógio 65 horas de reserva de marcha e o contador de minutos pode ser ajustado para 45 minutos, ao invés dos convencionais 30.

A Vacheron Constantin  montou 260 peças e ainda não revelou o preço de cada uma, mas as apostas vão de € 400 mil  a € 600 mil, afinal é um Vacheron Constantin.