05/07/15

Danielle Richard

Shot 001

Do realismo romântico ao impressionismo contemporâneo. É assim que pinta a artista canadense Danielle Richard, sem, no entanto, descambar para o hiper-realismo, pois acho que ela não quer que os nossos olhos tenham dúvida de que estão vendo uma pintura.

Clique na imagem para ver alguns trabalhos da Danielle Richard.

04/07/15

Lixão fluvial

Shot 006

A foto, tomada por Romeo Ranoco para a Reuters, flagra crianças recolhendo materiais recicláveis em um rio poluído na cidade de Navotas, a norte de Manila, nas Filipinas.

O apreço não tem preço, eu vivo ao Deus dará…

Shot 001

Uma cena pitoresca ocorreu no dia 30.06.15 em um tribunal de Miami, na Flórida.

A juíza Mindy Glazer encerrou a audiência de indiciamento de Arthur Booth, 49 anos, acusado de furto residencial e resistência à prisão, aceitando a acusação e estabelecendo uma fiança de US$ 43 mil para que o réu respondesse o processo em liberdade.

Em seguida, antes que Booth retornasse à prisão, a juíza dirigiu-se à ele, coloquialmente:

- Senhor Booth, eu tenho uma pergunta para lhe fazer: o senhor frequentou a Nautilus Middle School?

Arthur Booth olhou para a juíza e, reconhecendo uma colega de classe do ensino médio, exclamou, primeiro com uma largo sorriso, e depois em prantos:

- Oh, Meu Deus, meu Deus!

A juíza Glazer continuou:

- Sinto muito por vê-lo nessa situação. Imaginava o que teria acontecido com o com o senhor…

E, virando-se para os presentes à audiência, prosseguiu, enquanto Booth pranteava:

- Ele era o melhor menino da escola. Eu jogava futebol com ele e outros garotos e vejam o que aconteceu...

E voltando-se novamente a Booths, Glazer exclamou a nostalgia da juventude ida:

- Veja só, nós envelhecemos…

E encerrou, com um constrangido sorriso de consternação:

- Espero que você seja capaz de mudar. Boa sorte para você. Espero que você consiga sair dessa bem e levar uma vida dentro da lei.

Abaixo o vídeo:

O fundo musical do vídeo poderia ser aquela música do Chico Aldir Blanc e Silvio da Silva Jr., “Amigo é pra essas coisas”, cujo título da postagem é o verso final.

03/07/15

STF nega compartilhamento da delação premiada de Ricardo Pessoa à CPI, mas a imprensa já tem

Shot 005

A CPI da Petrobras pediu ao ministro Teori Zavascki, do STF, o compartilhamento de dados da delação premiada do empresário Ricardo Pessoa, da UTC, ou seja, os membros da CPI queriam acesso à delação de Pessoa e estavam esfregando as mãos à espera da maçaroca.

Mas Zavascki enviou ofício ontem (02) à CPI negando a delação da delação, justificando que “os acordos de delação premiada da Lava Jato estão cobertos por sigilo”.

Eu não sei por que esse pessoal adora o caminho mais difícil. Ao invés de pedir para o STF, bastava pedir para a Veja, Folha, Estadão e Globo, pois eles já tinham tudo antes mesmo de chegar às mãos do ministro Zavascki e se deleitam “torturando” os delatados.

Se negarem, o jeito é ir comprando as revistas e os jornais e orar para que não permaneçam tão seletivos.