25/07/2017

Tucuruí de luto

luto

Ausente de atualizações do blog por praticamente uma semana, retorno com uma nota transtornada.

É angústia e consternação o que sinto desde que soube do bárbaro assassinato do prefeito de Tucuruí, Jones William, um jovem de apenas 42 anos, perpetrado esta tarde (25.07.17), quando ele vistoriava obras na cidade.

Oportunamente escreverei aqui sobre o assunto. Agora, todavia, as minhas letras se resumem à solidarizar-me ao luto que a família do Jones e a cidade de Tucuruí, sofrida e amargamente, experimentam.

Esse tipo de barbárie, independentemente de nuances político-partidárias, atinge pesadamente toda a população, que se vê, não mais que de repente, órfã do sentimento de paz e esperança.

Na vigília da morte, é hora de união. Junto-me, de coração, à família enlutada, e a toda a população de Tucuruí, que sofre, atônita, com o ocorrido.

Que Deus tenha piedade de nós, nos abrace e nos ampare no pranto.


8 comentários:

  1. Lamento profundamente a morte do prefeito de Tucuruí, mas deixo uma pergunto para provocar o debate não para culpar fulano ou sicrano. Qual é a culpa dos políticos nesse tipo de situação? Afinal, não são eles que fazem as leis? As leis não prestam é culpa do povo que não sabe votar? Ou porque existe essa sensação de violência e impunidade em nosso país? Por que nos temos tanta violência mesmo em países bem mais pobres que o nosso? Vamos para o debate.

    ResponderExcluir
  2. https://joseherval.jusbrasil.com.br/artigos/482362873/nenhuma-medida-do-governo-temer-nas-contas-publicas-sera-legitima-enquanto-nao-houver-enxugamento-da-maquina-estatal?utm_campaign=newsletter-daily_20170728_5697&utm_medium=email&utm_source=newsletter

    ResponderExcluir
  3. sábado, 29 de julho de 2017

    GUARDAS PORTUÁRIOS NÃO ATUARÃO COMO CONFERENTES DE CARGAS EM NOVO SISTEMA OPERACIONAL DA CDP
    http://www.segurancaportuariaemfoco.com.br/2017/07/guardas-portuarios-nao-atuarao-como.html

    "A justiça pode irritar porque é precária. A verdade não se impacienta porque é eterna." Rui Barbosa

    CILENO BORGES

    ResponderExcluir
  4. http://www.segurancaportuariaemfoco.com.br/2017/07/guardas-portuarios-nao-atuarao-como.html

    ResponderExcluir
  5. O vice do Sindiporto está tumultuando na CDP.
    Na sua gestão, presidente, nós empregados temos conquistado e avançado em certas questões.
    Acredito que está na hora de dar uma chamada nele.
    Parece menino birrento, o chamado menino do buchão.
    Ele só quer que o pessoal que votou na chapa dele se dê bem, os que não votaram que se lasquem.
    Não dê ouvidos a ele, ele não responde pelo Sindicato.
    Quem responde é o presidente, a diretoria e os associados.
    Ele só quer se dá bem e não quer que os outros tenham o mesmo direito.

    ResponderExcluir
  6. Caro presidente

    Fatos diversos à normalidade da rotina operacional em certas áreas internas da CDP indicam que tem elementos estranhos circulando com extrema freqüência nestas, em especial na ETA de Miramar e debaixo e entre os Píeres desse mesmo terminal. E a situação vem se agravando ainda mais sem a presença fixa dos guardas portuários nessas áreas.
    Inúmeros relatos dos auxiliares e guardas portuários que laboram nessas áreas, dão conta que tem sido vistos elementos durante, principalmente, à noite, circulando dentro ou nas cercanias das referida áreas. Muitos ditos “pecadores” (mas, na verdade, potenciais ratos d”água) são vistos com muita freqüência em canoas debaixo das estruturas dos píeres, aproveitando o melhor momento para saquearem os navios mercantes e outras embarcações atracadas. Alerta-se que a ETA é uma área de SEGURANÇA NACIONAL extremamente estratégica, sensível a sinistros como intrusões clandestinas, incêndios e incidentes de toda sorte, cuja ausência fixa da guarda portuária, o que chega a ser incompreensível, pois esse posto sempre foi guarnecido, tem dificultado até mesmo a permanência no local dos auxiliares portuários por extrema falta de segurança a estes empregados, refletindo ainda essa ausência em total comprometimento com a guarda e vigilância de todos materiais, equipamentos e utensílios lá existentes; ressalte-se ainda que os auxiliares portuários, não fazem vigilância e segurança pública portuária, cujas mesmas são ações e procedimentos necessários ao desenvolvimento normal das atividades portuárias, com o propósito de prevenir e evitar atos ou omissões danosas que afetem as pessoas, cargas, instalações e equipamentos na área portuária, sendo estas ações e procedimentos de competência exclusiva da guarda portuária, já que as emendas ao PSPP (plano de segurança) de Miramar, justificando a retirada dos guardas portuários da ETA e Píeres de Miramar foi justa, irregular e equivocadamente porque nessas áreas se encontram ou deveriam se encontrar atuando os auxiliares portuários, cuja função primordial É ATRACAR E DESATRACAR EMBARCAÇÕES.

    Att
    Cileno Borges

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Cileno,

      Concordo plenamente com sua narrativa, visto que somente aqueles que estão afetos aos riscos inerentes a ausência da guarda portuária em pontos estratérgicos em Miramar é que sabem da real necessidade da presença do guarda portuário atuando nos pier´s e Eta de Miramar. Digo isto com experência de vinte e seis anos somente em Miramar, onde pude testemunhar fatos que vão desde a subtração de cabos de cobre do SPDA (pára raios) lançados ao longo das pontes de acesso aos pier´s, como também subtração de equipamentos e materiais diversos de embarcações de apoio à salvatagem aquí atracadas, sem falar na Eta que sem proteção nenhuma, está sujeita até mesmo a atos criminosos no sistema de tratamento de água, o que poderia acarretar enormes prejuízos à CDP com o comprometimento da qualidade da água para todo o plant de Miramar e embarcações de grande porte que utilizam este serviço.

      Tem meu modesto e total apoio nesta luta, que não pode ser considerada apenas como um ponto de vista e sim um alerta ainda em tempo para ser avaliado por nossos superiores.

      Reginaldo Kzan da Silva
      Técnico Portuário - CDP
      Plantão de Miramar
      Matrícula 2.129
      (91)981160286

      Excluir
  7. O nosso presidente da CDP deveria ouvir mais seus empregados e menos as chefias e sindicatos.
    A gente que trabalha na ETA e na atracação de miramar tamos botando no grito todo santo dia vagabundo pra correr da ETA e a situação nos píeres ta sinistra com ratos dagua rondando a área em canos todo santo dia e a faina pesada com poucos na atracação.
    Presidente,
    o bom colaborador não é aquele que lhe deixa de apresentar certas situações existentes na empresa, mas sim aqueles que lhe estão sempre alertando para irregularidades e inconsistencias na empresa, até mesmo para evitar no futuro problemas com certos órgãos.

    Wilson
    Auxiliar Portuário


    ResponderExcluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.