12/06/2015

Imprensa nacional reporta de forma errada a compra da TAP por "dono da Azul"

Toda a imprensa nacional, e até parte da imprensa portuguesa anunciou a compra da TAP pelo empresário norte-americano-brasileiro David Neeleman. A maioria das manchetes lavra que “o dono da Azul comprou a TAP”.

As manchetes estão erradas ao omitirem a presença majoritária no negócio do empresário português e um dos homens mais ricos de Portugal, Humberto Pedrosa, dono do Barraqueiro, o maior grupo de transportes de Portugal e um dos maiores da Europa.

Screen 004

Eu sempre aconselho ler uma notícia em no mínimo três veículos diversos, e se ela ocorreu fora do país, se o leitor tem condições de ler em outra língua, é importante ler em veículos do país onde ela ocorreu, para estar certo de que tem uma razoável versão dos fatos.

Lendo-se jornais espanhóis e portugueses, e reportando-se à legislação da União Europeia, é possível ver o porquê de David Neeleman ter procurado o português Humberto Pedrosa para formar o consórcio Gateway e propor, através dele, a compra da TAP: a legislação da UE exige que um cidadão europeu tenha o controle de qualquer empresa aérea que trafegue dentro da comunidade. Portanto, como Neeleman não é cidadão europeu ele não pode ser "o dono da TAP".

Devido a isso, o consórcio Gateway, que comprou a TAP, para adequar-se às regras da UE, na verdade, tem o controle de Humberto Pedrosa, que detém dele 50,1% e os outros 49,9% pertencem a David Neeleman, seu sócio minoritário. 

Screen 006

Portanto, tecnicamente, embora David Neeleman tenha sido o rosto da compra, ele é o sócio minoritário da operação e tecnicamente, por ser sócio majoritário do consórcio Gateway, o novo dono da TAP é o empresário português Humberto Pedrosa.

A imprensa nacional, pelo menos, deveria explicar isso e mudar as manchetes (70% dos leitores leem apenas as manchetes), para não induzir o leitor no equívoco de acreditar, porque leu, que, sozinho, o dono da Azul comprou a TAP e é o seu novo dono.

Um comentário:

  1. aqui anos atras o lauro jardim da veja em plena cheia do tocantins alardeando apagão de energia.

    reveja sempre as noticias de veja - Pena que meu pai assinante a mais de trinta anos desa revista acreditem em tudo que nela lÊ

    ResponderExcluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.