19/12/2014

Abilio Diniz compra 10% do Carrefour no Brasil e volta ao jogo do varejo

Depois de ser arredado do próprio grupo que seu pai criou, o Pão de Açúcar, pelo financista francês Jean-Charles Naouri, Abilio Diniz, hoje presidente do conselho da poderosa Brasil Foods (BRF), volta ao varejo com a compra de 10% das operações brasileiras do Carrefour.

Shot 008

A reentrada de Diniz, que pagou R$ 1,8 bilhão pela operação, é sintomática: o Carrefour é o principal concorrente do Pão de Açúcar no Brasil e se o empresário conseguir imprimir a filosofia de trabalho, focada no cliente, que as lojas do Pão de Açúcar tinham, pode ser que a estratégia de Naouri no Brasil, que foca no lucro, tenha que mudar.

Desde que Diniz se afastou do comando do Pão de Açúcar foi flagrante a mudança de foco e vários serviços que não davam lucro, mas fidelizavam a clientela, foram interrompidos. Sem opções, pois as outras redes, idem, não oferecem os serviços, o cliente continuou, mas insatisfeito e reclamando que o “Pão de Açúcar não é mais o mesmo”.

Com aquisição dos 10% das opções brasileiras, Abilio Diniz passa a deter 2,4% da operação global do Carrefour, passando a ser o maior acionista minoritário do grupo.

Abilio declarou que tem mais R$ 10 bilhões para investir.

4 comentários:

  1. Francisco Márcio19/12/2014 20:02

    Considero que a melhor notícia ( para mim ) Vossa Excelência não trouxe: com 77 anos, o homem está investindo 1,8 bilhão. Eu sou um bebê, ainda.

    ResponderExcluir
  2. Francisco Márcio19/12/2014 20:04

    Vossa Excelência ( por pouco tempo... ) pode postar seu discurso de despedida da ALEPA?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sou o político mais relapso que existe para essas coisas. Enquanto os meus colegas têm assessores para lhes fotografar, filmar e gravar até os espirros (e isso não é uma crítica) eu nunca tive assessor de imprensa na vida, por isso não tenho o discurso.
      A Alepa, todavia, grava todos os pronunciamentos. Vou pedir.

      Excluir
  3. Parabens Abilio, sempre renovando para não envelhecer.

    ResponderExcluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.