22/07/2013

Prefeito de Parauapebas paga R$ 41,6 milhões em contrato sem licitação

O blog “Sol de Carajás”, assinado por Lindolfo Mendes, reporta que uma ação popular que tramita na 4ª Vara Cível da Comarca de Parauapebas, requer a anulação de um contrato tão milionário quanto duvidoso. Na ação há o pedido de afastamento liminar do atual prefeito de Parauapebas, Valmir da Integral (PSD).

Shot010 

> Sem licitação

Trata-se de um contrato, celebrado sem licitação, entre o município de Parauapebas e o advogado Jáder Pazinato, assinado ainda na administração do ex-prefeito Darci Lermen (PT), que pagou à Pazinato, até 2011, cerca de R$ 9 milhões, por conta de recuperação de indébitos da Vale.

> Pagamento

O prefeito Valmir da Integral (PSD), ferrenho adversário do ex-prefeito Lermen (PT), prometeu auditar as contas da prefeitura e cancelar o contrato.

Para surpresa de todos, o prefeito não cancelou o dito contrato e, para maior surpresa ainda, está sendo mais agradecido ao advogado do que o ex-prefeito que o contratou: em apenas 6 meses de administração fez dois pagamentos a Pazinato que somam R$ 41,6 milhões.

Abaixo o corte do Portal da Transparência da prefeitura de Parauapebas revelando os pagamentos a Pazinato:

Shot008 Shot009

É sabido por todos que prefeitos que assumem em sucessão a adversários, não pagam despesas anteriores nem com reza de padre velho. Mas a ladainha nos ouvidos do prefeito Valmir da Integral deve ter sido mais poderosa do que a reza de um padre velho.

E, dizem, há muito mais reza em Parauapebas do que sonha a nossa vã filosofia.

33 comentários:

  1. Dr. Parsifal esse é um pequeno detalhe, fora o que ja foram feitos mais de 240 despensa de licitações, muito mais que na capital do nosso estado, só em Parauapebas que tudo é mais robusto, até a trquinagem. Esse é o pequeno levantamento das arruaças.

    ResponderExcluir
  2. Dr. Parsifal, o senhor como deputado deveria tambem cobrar do MP, a veracidade dessas denuncias.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Assim que eu retornar a Belém farei um ofício ao MP requerendo providências.

      Excluir
  3. O cara precisa honrar os compromissos de campanha. Uma fonte falou que até o Duciomar Costa ( o famigerado) investiu mais de 3 milhões de reais nessa candidatura. Agora está começando a fatura dos credores. Pobre dos eleitores de Peba.

    ResponderExcluir
  4. Parabéns deputado por sua ação, Parauapebas hojê é uma terra sem lei, o MP fechou os olhos pra tudo que aqui acontece...o povo lhe pede socorro!!!

    Conheço sua seriedade, e sei que não deixará isso morrer com apenas uma publicação...

    ResponderExcluir
  5. O Duciomar está por traz de muitos prefeitos do interior. Ele agora virou consultor! Alem de emprestar o nosso dinheiro a juros para muitos politicos.

    ResponderExcluir
  6. Sou de Parauapebas e confesso que votei nesse senhor, mas se vergonha matasse eu estaria morto.
    Está sendo o pior prefeito que nossa cidade já viu.
    Essa cidade é amaldiçoada!

    ResponderExcluir
  7. Parsifal aqui em parauapebas aconteceu em maio uma corrida de kart com meia duzia desses carrinhos. Agora foi preciso um caminhão para levar o dinheiro que a prefeitura pagou ao clube de kart do Tocantins, 600.000, (seiscentos mil reais). Tá la no site da prefeitura.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por favor, se você puder me passe o link dessa notícia.

      Excluir
    2. Parsifal tá no site da prefeitura portal da transparência, o nome da empresa é Taquaralto Clude de Automobilismo. E por incrivel que pareça agora em junho tem outro pagamento para a mesma empresa no valor de R$ 638.458,59 + os R$ 607.500,00 pagos em maio perfaz um total de R$ 1.245.958,85. http://www.gdip.com.br/liqdesporcview.xhtml?cid=1

      Excluir
    3. Parsifal no total foram pagos R$ 1.245.000,00 em maio e em junho. o nome da empresa é: Taquaralto Clube de Automobilismo tá lá no site da prefeitura portal da transparência.

      http://www.gdip.com.br/liqdesporcview.xhtml?cid=1

      Excluir
  8. Parsifal, como consegues, mesmo em viagem ao exterior com a familia, responder as perguntas do teu blog? És onipresente. Rs

    ResponderExcluir
  9. Oi Parsifal,
    Por favor dê uma olhada nisto aqui e se for possível faça um comentário. Abraços
    https://www.facebook.com/photo.php?fbid=475013502591688&set=a.244329018993472.54726.100002491267133&type=1&theater

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E eu, metido a besta, tinha a presunção de achar que já tinha visto de tudo em política...
      Irá para o Front na quarta.

      Excluir
  10. O site da transparência da prefeitura de Novo Repartimento é opaco.

    ResponderExcluir
  11. Tem um advogado aqui em pebas que esta por traz de todas as falcatruas. Ele também e advogado do governador , dirigente do PSD e réu em acao de improbidade no TJ.

    ResponderExcluir
  12. Dr. Parsifal, voçê já viu muita coisa errada em adm publica, mais aqui em Parauapebas é tudo diferente, imagina o que é 240 despensa de licitação, imagina o que é fazer licitação de grande porte sem parecer juridico. DR. aqui a coisa é a nivel de estado, tudo é volumoso. O pagamento de 42 milhões não tem parecer juridico segundo os ruores. Só o MP acordar pra ver.

    ResponderExcluir
  13. parece que esse pagamento ao grande advogado Pazinato no valor de 42 milhões do empenho de 200 milhões ora feito, realmente não tem parecer juridico, o procurador de Parauapebas Mário Monteiro ao pedir demissão de sua função retirou o tal parecer para não lhe comprometer, não aguentou a pressão e vazou com medo.

    ResponderExcluir
  14. Dr. Parsifal estamos ansioso com o seu retorno, pois Parauapebas conta com a sua contribuição, só em se comprometer de cobrar do MP essas denuncias de pagamento sem parecer juridico, temos certeza que o sr. como parlamentar atuante, vai nos socorrer. Dr. a coisa aqui no Peba é feia, assombra quaquer um que não tenha segurança viu!

    ResponderExcluir
  15. Dr. Parsifal, o sr. como deputado do PMDB, representante do Povo do Pará, lógico que Parauapebas tá no meio, dá pra voçê dar uma atenção melhor para o Peba. Pois se voçê voltar o seu olhar para esse municipio, tenho certeza que a população vai lhe agradecer. Aadrenalina aqui sobe rápido, é muita emoção. A corrupção aqui é na flôr da pele.

    ResponderExcluir
  16. Caro deputado, o senhor deve saber bem o poder de investigação de uma CPI. Pois bem, esse contrato foi intensamente investigado por uma CPI da Câmara Municipal de Parauapebas e nada foi encontrado de errado em tal. O TCM também se debruçou sobre o contrato e o parecer daquela Casa foi de que nada havia de errado com o contrato. Em minha opinião o contrato é totalmente legal, apesar de ser imoral o valor (20%) apregoado aos advogados. Essa Ação Popular não passa de mera politicagem e certamente a juíza deverá sentenciar autores por litigância de má-fé.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, eu sei bem o poder de investigação de uma CPI: é ZERO. CPIs só servem para uma coisa: chantagear o Poder Executivo ou quem for o objeto de investigação dela. Depois que todo mundo se acerta sai um relatório dizendo que não houve nada, que tudo está legal e o relatório é guardado no fundo da gaveta.
      O TCM já rejeitou diversos contratos de advocacia por terem se valido da dispensa de licitação. Isso depende do conselheiro que relata o processo.
      A Justiça tem rejeitado todos. Há vários gestores respondendo a ação de improbidade administrativa por conta de dispensa de licitação para contratar advogados por "notório saber jurídico", pois todo mundo sabe que essas contratações não passam de negócios.

      Excluir
    2. Dr. Parsifal, esse contrato é um dos piores absurdos que a nossa cidade já viu. 42 milhões de reais daria para construir quase 30 escolas. Nosso município até agora amarga um turno intermediário, apelidado de turno da fome, e ainda por cima tem várias escolas improvisadas em casas alugadas que são totalmente fora de padronização. Essas escolas são chamadas de anexo. Nossa cidade não aguenta mais!

      Excluir
  17. E´, deputado depois dessa eu tenho que voltar a mecher com TALHO, talvez seje menos sujo, ou dê menos bronca. Só o MBA, o antigo curso datilográfia é que ainda está atrasado. Mais dr. se possivel, colabore com o Povo do PEBA.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim Dr, estou no Peba de açúcar, que por sinal parece mais é amargo....rsrsrsrs...quanta confusão, fico preocupado, pois afinal sou um cidadão e esse dinheiro é do Povo!!! Já vi robalheiras, mais maior que Parauapebas impossível!!!

      Excluir
  18. Dr. Parsifal, eu estou residindo em Parauapebas desde janeiro deste ano, e a cidade aqui muito boa, muitas opções, um povo sofrido mais muito acolhedor, e como gosto da política já encontrei varios amigos, inclusive os que admiram o seu trabalho como parlamentar, como advogado. Deputado, assim que vier em Parauapebas, conte com um eleitor e amigo. abçs do filho da d Mira.

    ResponderExcluir
  19. nossa!!! até que fim isso chegou em seu blog...agora a coisa anda. Deputado, isso é por que não lhe passaram o contrato do transporte escolar,um aditamento de 125%, dinheiro do FUNDEB, veio do antigo prefeito e esse continuou pagando. Em Parauapebas, se entrar MP, PF TCM, será pouco pra barrar tantas coisas embaixo do tapete.

    ResponderExcluir
  20. Parcifal!

    Se o Senhor ainda é do PMDB, não tem como fazer denuncias ao Ministério Público, nem querer ser moralista via blog.
    O telhado dos peemedebista já não são mais de vidro, e sim de casca de ovo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fique tranquilo, as denúncias contra o PMDB há quem as faça. E quem tiver telhado de casca de ovo que se vire. Contra quem eu faço denúncias e se banco o moralista decido eu.
      Mas você lê muito mal. Os textos do blog não são moralistas, apenas desveladores. O certo ou errado decide você, que é o leitor, e se quiser achar que o prefeito Parauapebas está certo, a moral é sua e o problema é seu.

      Excluir
  21. Blog Caluniador!! Nao existe a possibilidade de firmar um contrato sem licitacao. Pazinato foi o unico advogado competente para recuperar a divida da Vale com o Municipio - Ja que o advogado indicado pelo prefeitura nao foi competente para realizar tal trabalho. Ou seja, se nao fosse pelos servicos prestados por este escritorio de advocacia, o municipio nunca teria recuperado o dinheiro que a vale devia. A questao do pagamento ao advogado, trata-se de (20%) do valor recuperado, quantia que havia sido firmada no contrato por ad exitum, ou seja, o advogado so recebe os honorario apos o recurso ser recuperado ao cofres do municipio. Se Pazinato, nesses quase 10 anos de servicos prestados, tivesse perdido o processo contra a vale, ele nao receberia nem sequer um real. Ou seja, o contrato eh de risco, por isso trata-se de 20% do valor recuperado, o que esta dentro da lei, por que a mesma permite a cobranca de ate 30% de honorarios sobre o valor recuperado.

    ResponderExcluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.