19/01/2017

Ministro do STF Teori Zavascki era um dos passageiros do avião que caiu no mar

Shot 001

O presidente Michel Temer e a presidente do STF, Cármen Lúcia, foram informados no início da tarde de hoje (19) e tornaram pública a informação de que o ministro do Supremo Tribunal Federal Teori Zavascki “está na lista dos passageiros do avião que caiu nesta quinta-feira no mar próximo a Paraty, próximo a Ilha Rasa, na Costa Verde do Rio de Janeiro”.

ShotA aeronave, um King Air C90 com capacidade para 8 passageiros, saiu de São Paulo para Paraty e o seu último contato com o sistema de comunicação aeronáutica foi às 13h30m, caindo em seguida no mar.

O Corpo de Bombeiros declarou em nota que “um dos tripulantes chegou a ser encontrado com vida, mas acabou não resistindo”.

Os destroços da aeronave estão quase totalmente submersos na plataforma e equipes de mergulhadores foram acionados para o resgate dos corpos e para procederem o içamento dos destroços.

Shot 002

Teori Zavascki, 68 anos, mestrado e doutorado em Direito pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, era ministro do Superior Tribunal de Justiça quando foi indicado pela presidente Dilma Rousseff para o cargo de Ministro do STF e, após aprovado pelo Senado, assumiu o cargo 2012.

Era o relator, no STF, dos processos e delações premiadas da operação Lava Jato.

Estava a bordo também o empresário paulista Carlos Alberto Filgueiras, proprietário da aeronave e do Hotel Emiliano, um dos mais tradicionais de São Paulo. Teori e Carlos Alberto eram amigos. 

9 comentários:

  1. Você vai dizer que é teoria da conspiração, mas você sabe que o King Air é uma das aeronaves mais seguras do mundo. A turma envolvida na lava Jato matou o homem.

    ResponderExcluir
  2. Concordo 100% com o comentário acima!

    ResponderExcluir
  3. Os pilantras de colarinho branco e fórum privilegiado, envolvidos na Operação Lava-Jato, festejam neste momento a morte de um magistrado sério, que fatalmente botaria todos eles na cadeia. O mal, porém, mais uma vez venceu o bem.

    ResponderExcluir
  4. Das centenas de aviões voando nas mesmas condições foi cair justo do relator da Lava-Jato faltando uma semana para homologar as delações!! Ah tá.

    ResponderExcluir
  5. Janaína Paschoal para o STF Já!

    ResponderExcluir
  6. Um monte de teco teco subindo e descendo toda hora nas estradas de chão do Brasil a fora, vai cair o relator da Lava Jato. Nao sei porque lembrei do PC Farias nesse caso.

    ResponderExcluir
  7. 134 ISSN 1677-7069 Nº 15, sexta-feira, 20 de janeiro de 2017 COMPANHIA DOCAS DO PARÁ
    AVISO DE DISPENSA DE LICITAÇÃO
    ESPÉCIE: AVISO DE DISPENSA DE LICITAÇÃO Processo nº
    137/2017 - Companhia Docas do Pará - CDP. Fundamentada no
    Artigo 26, da Lei nº 8.666/93 e alterações, foi autorizada a dispensa
    de Licitação para contratação do Escritório de Advocacia LEÃO &
    SALLES ADVOGADOS para prestação dos serviços técnicos profissionais
    especializados de advocacia preventiva e contenciosa com
    prestação judicial, extrajudicial e de orientação e assessoramento nas
    áreas cível, tributária, administrativa, ambiental, processual cível e
    comercial com atuação em qualquer foro, juízo, instância, tribunal,
    repartições públicas, cartórios, pessoas de direito público, no Tribunal
    de Justiça do Estado do Pará e de Goiás, incluindo os Tribunais
    Superiores - STF, STJ, Tribunal Regional Federal da 1ª Região,
    TJDFT e TCU visando atender aos processos e casos inerentes à
    Companhia Docas do Pará - CDP, pelo período de 180 (cento e
    oitenta) dias, no valor mensal de R$20.000,00 (vinte mil reais), de
    conformidade com o estabelecido no art. 24, inciso IV, da referida
    Lei.
    Belém, 19 de janeiro de 2017.
    PARSIFAL DE JESUS PONTES
    Diretor Presidente
    RESULTADO DE JULGAMENTO
    CONCORRÊNCIA Nº 17/2016/CDP
    Objeto: REFORMA DAS BARREIRAS FISÍCAS DO TERMINAL
    PORTUÁRIO DE OUTEIRO. PROC. CDP nº: 3907/2015.
    A COMPANHIA DOCAS DO PARÁ - CDP, através da Comissão
    Permanente de Licitação, torna público o resultado do julgamento do
    recurso interposto pela CONSTRUTORA FIGUEIRA DA FOZ EIRELI-EPP,
    CNPJ: 09.102.042/0001-08 contra sua inabilitação, julgado
    totalmente improcedente pela autoridade competente que manteve
    o julgamento da CPL em todos os seus termos . Informa ainda,
    que as alegações de suspeição documental alegadas pela licitante
    CASA BRANCA CONSTRUÇÕES LTDA - ME, CNPJ:
    11.159.487/0001-76, contra a licitante SR3 COMÉRCIO, SERVIÇOS
    E REPSENTAÇÕES LTDA - EPP, CNPJ: 15.112.256/0001-68, após
    as diligencias efetuadas, foram julgadas improcedentes. Sendo assim,
    nesta oportunidade, convoca-se todas as licitantes habilitadas para
    abertura das propostas de preços a ser realizada no dia 23/01/2017 às
    10h do horário local.
    INÊS ALVES
    Presidente da Comissão Permanente de Licitações

    ResponderExcluir
  8. o senhor havia dito que a proxima contratação de escritorio advocaticio seria mediante licitação...faco por 15mil esse servico

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Envie a sua proposta para a Gerência Jurídica da CDP, aos cuidados da Dra. Conceição Cei.

      Excluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.