27/09/2016

O álibi de Palocci

Shot 006

A prisão ontem (26) do ex-ministro da Fazenda, Antonio Palocci, foi a apoteose do processo de formação de culpa que a PF vinha construindo sobre a atuação dele na Lava Jato.

A coluna central do templo sob o qual a PF construiu a culpa e convenceu o Moro a decretar a prisão é que, por suposto, Palocci seria o tal “italiano” que aparece nas planilhas da Odebrecht como receptor de propinas pagas pela empreiteira ao PT.

Mas eis que Palocci, que segundo as paredes murmuram já esperava a prisão há quatro dias e por isso se preparou para ela, apresentará um álibi difícil de ser refutado: já que ele está preso por ser o “italiano” ele provará que não é o “italiano”.

E qual é o álibi? Um e-mail, em seu poder, escrito em 2010 pelo ex-presidente da construtora, Marcelo Odebrecht, dizendo que o "italiano não estava na diplomação".

A diplomação em questão foi a cerimônia em que Dilma Rousseff foi diplomada pelo TSE, como presidente eleita, em 17 de dezembro de 2010.

Palocci vai provar, por meio de fotografias e testemunhas inquestionáveis, inclusive do próprio presidente do TSE, à época o ministro Ricardo Lewandowski, que estava no evento.

Caso o álibi de fato proceda, a PF vai ter que buscar provas realmente materiais, ou, mais uma vez, vai se consubstanciar no que a Lava Jato está se transformando: um processo no qual a forma como ela se encaminha, chama mais atenção que o conteúdo que ela deveria apurar e o sistema, cujo núcleo poderia ser estraçalhado, sobreviverá intacto, tendo como único substrato algumas pessoas cumprindo pena em casa.

E daqui a um ou dois anos, parafraseando aquela canção composta pelos irmãos piauienses Clodomir e Clésio, gravada por Fagner, Revelação, aquele sentimento ilhado, que julgávamos morto e amordaçado, com certeza, voltará a incomodar.

Aliás, este grande sucesso do Fagner, Revelação, tem uma história peculiaríssima. Mas essa é outra história que eu prometo, eventualmente, contar.

7 comentários:

  1. Nobre Deputado,
    "Égua" O senhor tem informantes ou compõe a força tarefa de advogados petistas?

    ResponderExcluir
  2. Parsifal, uma perguntinha intrigante que não quer calar: Por que o Moro com sua sanha e sua ânsia obsessiva por mandar prender, ainda não prendeu o Cunha??? Será que se alguém falsificar uma ficha de filiação dele no PT ele manda prender? Ou é só covardia mesmo???

    ResponderExcluir
  3. Mais uma perguntinha: Se todos os envolvidos nos esquemas de corrupção na Petrobrás estão sendo julgados na vara do Moro (sem trocadilho), porquê o processo do Cunha foi para Brasília??? Será que ele poderia constranger ou representa um risco para o Moro?

    ResponderExcluir
  4. O Parsifal torce, e como torce para a força tarefa por alguma razão, inclusive a conspirata dos politicos enrolados, não dar certo.

    ResponderExcluir
  5. Estão vendo como é a coisa? Ninguém consegue explicar porque o Cunha não está preso, todas as vezes que eu entro em uma discussão e critico a Lava Jato eu derrubo os meus interlocutores que defendem Moro e Cia. com esta simples pergunta. Quando eu quero massacrar ainda mais os defensores da lisura da Lava Jato eu completo perguntando porque o STF não mandou o processo do Cunha para o Juiz Moro, ai é até covardia... Sabe que eu até simpatizo com o Cunha, ele sozinho consegue desmoralizar a Lava Jato e o Moro, coisa que muitos poderosos não conseguiram, todos se acovardam diante dele. Cunha é O CARA, um gênio do mal sem dúvida, mas mesmo assim É O CARA!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. chora ptista... huahuahauah

      Excluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.