16/08/2016

E verdade…

Shot 005

divisoria

Shot 001

divisoria

As duas chamadas estão nas capas dos dois principais jornais do Pará. E como eu sempre digo, quando os dois ditos cujos coincidem as letras, é sinal que é vero e que a coisa está realmente fora de ordem.

3 comentários:

  1. Segundo este jornal do Jader pelo que se vê qualquer dia não terá mais eleitor e ele estará ferrado pois terá que mudar de ramo. Este pessoal deste jornal não tem credibilidade com estas noticias. Uma vergonha!

    ResponderExcluir
  2. Parsifal;

    A falta de educação; a falta de saúde e a falta de segurança são problemas recicláveis pelo descaso político e a corrupção. Se estão atingindo índices relativamente tão impressionantes no estado do Pará, isso não me causa nenhum espanto; pois não sendo rico, gasto muito com segurança, pois tive a sorte (sim a sorte mesmo) de nas raras vezes em que relaxei os cuidados, literalmente dei de cara com a bandidagem.

    Se o governo e a justiça não ressocializam e preferem indultar aos montes os criminosos reciclados nas cadeias (onde a cada passagem aprendem a ser mais perigosos) o mesmo indivíduo gera um impacto social 5, 10 vezes maior do que se permanecesse bem guardado na cadeia, trabalhando, ocupando a mente com artes e religião, etc. É uma piada sair na manchete de um jornal que o meliante que ceifou a vida de um cidadão trabalhador já responde por outros 4, 6, 8, 10 homicídios. Afinal qual o significado de 'responder' nesses casos?

    Outro aspecto tão grave quanto o desgoverno da segurança pública - embora esteja fora do conhecimento da maioria das pessoas e muito difícil de acreditar, é o número de óbitos evitáveis na saúde pública. Neste caso as origens estão no retrocesso político em relação a todos os avanços sociais concebidos na década de 80 como parte integrante da prestação de serviços universais e integrais.

    O SUS está fechando um ciclo 30 anos depois da Conferência Nacional de Saúde (da Nova República). Voltou a ser quase um serviço de 'saúde assistencial', um modelo retrógrado em que a demanda de saúde se multiplica porque os gestores não desenvolveram estratégias de justiça social como um grande redutor de casos de doenças, nem a atenção básica como um front de batalha que se devidamente cuidado, reduz consideravelmente os agravos de doenças e a demanda por serviços mais complexos e de alto custo.

    __________

    Maravilha... mas ainda falta cortar mais.

    Gostei demais da redução do tempo de exibição das mentiras, do cinismo e das baixarias da propaganda política, porém ainda poderiam ser feitos mais cortes, principalmente na indústria de carros-som que deixam a gente irritado nas ruas.

    p.s. Justiça social é neutralizar os gargalos da vida, criados para privilegiar uma maioria em detrimento da sociedade. É viver num país em que para acessar uma vida melhor não precisa ganhar na loteria, nem no big brother, nem a medalha olímpica, nem o cheque moradia, nem o carimbó da sorte.

    ResponderExcluir
  3. Hoje em dia pode-se matar ou fazer qualquer crime a vontade pois quando a policia prende a justiça solta. Vejam só aquela mulher que matou pai e mãe foi solta para festejar o dia dos pais e para ela falta muito pouco para ter a sua liberdade. O Governo e a policia não são a culpa de termos bandidos. A culpa é a impunidade. É pouco ou querem mais?

    ResponderExcluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.