16/08/2016

É dada a largada!

Shot 005

Encerrou ontem (15) às 19h o prazo para que partidos e coligações requeressem os registros das candidaturas dos seus filiados escolhidos para concorrerem às eleições de outubro, quando serão disputados os cargos de prefeito, vice-prefeito e vereador nos 5.570 municípios do Brasil.

Exatamente às 19h de ontem, quando o prazo finou, o sistema do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), onde se concentram os dados, apresentava um total de 6.317 candidaturas para prefeitos, 6.282 registros para o cargo de vice-prefeito e de 166.117 para vereador.

Às 20h38m de ontem, quando escrevi essa postagem, o sistema já totalizava 485.268 mil pedidos de registros para os três cargos. Creio que até o final do dia de hoje (16) a totalização deverá ser completa. Imagino que o número final chegará às bordas dos 600 mil candidatos.

A partir de hoje, abrem-se os prazos para os juízes eleitorais julgarem os pedidos de registro de candidaturas, que serão deferidos em os candidatos preenchendo todos os requisitos legais, ou indeferidos caso não os preencham.

Os pedidos de registros já totalizados no banco de dados do TSE são uma amostra do perfil dos candidatos: a maioria tem ensino médio completo, faixa etária entre 40 a 49 anos, 69% são homens, 31% são mulheres, 56% se declararam brancos, 35% pardos e 9% estão classificados como “outros” na divulgação parcial, o que causa espécie. Os negros estão nos “outros”?

As profissões mais apontadas foram comerciante, agricultor e funcionário público municipal. Os partidos que têm mais candidatos na disputa são PMDB, PSDB, PP, PSD, PDT, PSB, PTB e PT.

A partir de hoje (16) já é legal fazer campanha na internet e nas ruas, os candidatos já podem fazer carreatas, distribuir panfletos, usar carros de som de 8h às 22h e fazer comícios das 8h às 24h.

A propaganda eleitoral no rádio e na televisão começa em 26 de agosto. O período eleitoral, com a reforma eleitoral aprovada em 2015, é mais curto: passou de 90 para 45 dias.

4 comentários:

  1. Francisco Márcio16/08/2016 16:24

    De volta, de novo!
    assim sendo, esperemos por parte do signatário do blog, loas ao radialista em Ananindeua e ao reitor em Belém. E porque não, ao delegado?

    V. Exa não vai tentar nem uma vaguinha na Câmara? De repente, V.Exa consegue, nem que seja em Tucuruí...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu já disse aqui que não me elejo vereador nem em Banach, que é o município com menos eleitores do Pará. Não tenho a menor competência eleitoral para uma eleição tão difícil. É a mais difícil da democracia.

      Excluir
  2. Francisco Márcio17/08/2016 09:40

    E quanto ao radialista, ao reitor e ao delegado? O chefe vetou seus comentários?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Entre nós não há vetos, só consequências. Todos os candidatos do PMDB têm minhas loas, se é que loas minhas rendem alguns votos. Mas tenho certeza que eles prefeririam, às loas, depósitos nas respectivas contas de campanha.

      Excluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.