16/05/2016

Chamado por Dilma de “Capitão do golpe”, Eduardo Cunha dá entrevista

Shot 008

Em silêncio desde que teve o seu mandato suspenso pelo STF, o deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) deu a sua primeira entrevista aos jornalistas Natuza Nery e Paulo Gama, da Folha de S. Paulo.

Na longa entrevista publicada ontem (15), Cunha revela que Dilma Rousseff lhe teria oferecido "ajuda com cinco ministros do Supremo”, ainda em setembro de 2015, como parte de um acordo para engavetar os pedidos de impeachment protocolados na Câmara Federal .

Cunha disse que não aceitou o acordo porque “não acreditava que Dilma tivesse o que afirmava”.

Relatou que decidiu aceitar o pedido de impeachment porque Dilma Rousseff manobrou para que o Congresso votasse uma nova meta fiscal, o que daria à presidente um álibi para se livrar das pedaladas de 2015 e opinou que "foi alvo de uma cassação branca”.

Para ler a entrevista clique aqui.

4 comentários:

  1. Diria o ex-deputado Jefferson: "...é o meu bandido predileto! Só ele está à altura do Lula; o grupo do Lula atira pelas costas, mete dedo olho, dá chute na bunda... Ele joga o jogo sujo... igual ao Lula, que faz parece o grupo do PT se der, assaltam o banco da cidade"... É mole ou quer mais?

    ResponderExcluir
  2. Credibilidade é difícil para políticos conseguirem, esse aí então é o paradigma da ausência de caráter. Macunaíma brasileiro.

    ResponderExcluir
  3. O Brasil e os brasileiros devem muito a este Deputado! Foi a sua audacia que tirou estes bandidos do PT de dominarem o Brasil. Bravo Eduardo Cunha.

    ResponderExcluir
  4. esse senhor e um bandido perigoso.

    ResponderExcluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.