21/03/2016

Pesquisando

Shot003

Embalando Marina

Pesquisa Datafolha divulgada no sábado (19) no portal da "Folha de S. Paulo" mostra a ex-senadora Marina Silva na liderança das intenções de voto para as eleições de 2018, para presidente da República, em todos os cenários testados.

No primeiro cenário, o senador Aécio Neves é o candidato do PSDB:

1. Marina Silva (Rede): 21%
2. Aécio Neves (PSDB): 19%
3. Lula (PT): 17%
4. Bolsonaro (PP): 6%
5. Ciro Gomes (PDT): 6%
6. Luciana Genro (PSOL): 3%
8. Eduardo Jorge (PV): 2%
9. Ronaldo Caiado (DEM): 2%
10. Michel Temer (PMDB): 1%
Branco/nulo: 18%
Não sabe: 6%

No segundo cenário o atual governador de S. Paulo, Geraldo Alckmin, é o candidato do PSDB:

1. Marina Silva (Rede): 23%
2. Lula (PT): 17%
3. Geraldo Alckmin (PSDB): 11%
4. Ciro Gomes (PDT): 7%
5. Bolsonaro (PP): 6%
6. Luciana Genro (PSOL): 3%
7. Eduardo Jorge (PV): 2%
8. Michel Temer (PMDB): 2%
9. Ronaldo Caiado (DEM): 1%
Branco/nulo: 20%
Não sabe: 7%

No terceiro cenário o senador José Serra é o candidato do PSDB:

1. Marina Silva (Rede): 24%
2. Lula (PT): 17%
3. Serra (PSDB): 13%
4. Ciro Gomes (PDT): 7%
5. Bolsonaro (PP): 7%
6. Luciana Genro (PSOL): 3%
7. Eduardo Jorge (PV): 2%
8. Ronaldo Caiado (DEM): 2%
9. Michel Temer (PMDB): 1%
Branco/nulo: 19%
Não sabe: 6%

No quarto cenário os três tucanos, que se especula poderão ser candidatos à presidência, estão na disputa o juiz Sergio Moro é apresentado como uma das opções:

1. Marina Silva (Rede): 17%
2. Lula (PT): 17%
3. Aécio Neves (PSDB): 14%
4. Sergio Moro (sem partido): 8%
5. Serra (PSDB): 6%
6. Bolsonaro (PP): 5%
7. Ciro Gomes (PDT): 5%
8. Geraldo Alckmin (PSDB): 5%
9. Luciana Genro (PSOL): 3%
10. Eduardo Jorge (PV): 1%
11. Ronaldo Caiado (DEM): 1%
12. Michel Temer (PMDB): 1%
Branco/nulo: 13%
Não sabe: 5%

Singular observar que o ex-presidente aparece cristalizado em 17% das intenções de votos dos brasileiros, o que é pouco para o que o seu nome já significou no eleitorado e muito diante da saraivada de tiros que ele vem tomando de todos os lados.

Impeachment

O Datafolha perguntou aos entrevistados sobre como os deputados deveriam votar em relação ao impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT):

1. Sim: 68%
2. Não: 27%
3. Indiferente: 3%
4. Não sabe: 2%

Observa-se aí que o apoio ao impeachment subiu acima da margem de erro, pois na pesquisa realizada há um mês (fevereiro) 60% se disseram a favor do impeachment, contra 33% que eram desfavoráveis.

Tecnicamente, o mesmo percentual de pessoas que aprova o impeachment de Dilma Rousseff responde sim à pergunta se ela deveria renunciar:

1. Sim: 65%
2. Não: 32%
3. Não sabe: 3%

Avaliação do governo

O governo é rejeitado pela maioria da população:

Ótimo/bom: 10%
Regular: 21%
Ruim/péssimo: 69%

Expectativa

Mesmo diante do quadro negativo, a população está igualmente dividida entre aqueles que acham que a presidente será afastada e aqueles que não creem nessa possiblidade:

1. Não vai ser afastada: 47%
2. Sim, vai ser afastada: 46%
3. Não sabe: 7%

Lula

A pesquisa revelou que a rejeição ao nome do ex-presidente Lula aumentou em 10 pontos percentuais em apenas 4 meses: em novembro de 2015, a rejeição de Lula era de 47% e na pesquisa publicada no sábado (19), a taxa aumentou para 57%.

A maioria da população também entendeu que Lula aceitou assumir um ministério apenas para ter foro privilegiado:

1. Ter foro privilegiado na Operação Lava Jato: 68%
2. Ajudar o governo Dilma: 19%
3. Ambos 7%
4. Não sabe: 5%

E mais pessoas ainda opinam que Dilma agiu mal ao convidar Lula para a pasta:

1. Sim, agiu mal: 73%
2. Não agiu mal: 22%
3. Não sabe: 5%

Sergio Moro

O Datafolha perguntou ainda sobre se o juiz Sergio Moro agiu bem ou mal ao obrigar o ex-presidente a depor na Polícia Federal no dia 4 de março:

1. Agiu bem: 82%
2. Agiu mal: 13%
3. Não sabe: 5%

Michel Temer

O Datafolha quis saber a opinião dos entrevistados sobre um governo liderado pelo vice-presidente Michel Temer (PMDB):

1. Ótimo/bom: 16%
2. Ruim ou péssimo: 35%
3. Não sabe: 15%

Corrupção

O instituto questionou os entrevistados sobre a percepção em relação ao governo em que mais houve corrupção:

1. Dilma: 36%
2. Lula: 23%
3. Fernando Collor: 20%
4. FHC: 7%
5. José Sarney: 3%
6. Itamar Franco: 1%
7. Em todos deles: 4%
8. Em nenhum deles: 0
9. Não sabe: 6%

Observa-se, das respostas acima, que a população não tem avaliação perspectiva correta e coloca o governo Dilma na primeira posição porque é agora que os escândalos estão vindo a tona.

Melhor presidente da República

Como fez em fevereiro, o Datafolha voltou a perguntar quem foi o melhor presidente que o Brasil já teve e Lula volta a ocupar a primeira posição, seguido por FHC com menos da metade do percentual conseguido por Lula:

1. Lula: 35%
2. FHC: 16%
3. Getúlio Vargas: 7%
4. Juscelino Kubitschek: 5%
5. José Sarney: 3%
6. Tancredo Neves: 2%
7. João Figueiredo: 2%
8. Itamar Franco: 2%
9. Fernando Collor: 1%
10. Dilma: 1%

O Datafolha realizou a pesquisa nos dias 17 e 18 de março de 2016 com 2.794 entrevistados em todo o Brasil. A margem de erro é de 2 pontos percentuais, para mais ou para menos.

4 comentários:

  1. Depois desse bombardeio midiático sofrido por Lula/Dilma/PT, nos últimos dias, surpreende os resultados das pesquisas não apontarem índices negativos superiores a 100%. A tabela de preço de publicidade devem ser reajustadas para baixo, visto que seu alcance está bastante limitado.

    ResponderExcluir
  2. semana passada um ator teve piti no palco e xingou alguns expectadores.na nas redes sociais uma imagem do brasil separando norte e nordeste do resto do pais. luis fernando Verissimo em texto , diz que ja tem um morto,que breve vai ter nome , religião e sexo.preocupante isso.

    ResponderExcluir
  3. Nº 54, segunda-feira, 21 de março de 2016 COMPANHIA DOCAS DO PARÁ
    EXTRATO DECONTRATO
    ESPÉCIE: Contrato n° 08/2016; CONTRATANTE: Companhia Docas
    do Pará - CDP; CONTRATADA: MC MEDINA E CONSULTORIA
    OCUPACIONAL LTDA EPP; OBJETO: Contratação de empresa
    para elaboração de Laudo Técnico das Condições Ambientais
    do Trabalho - LTCAT; PRAZO: 90 (noventa) dias consecutivos;
    FUNDAMENTAÇÃO LEGAL: Lei nº 8.666/93; VALOR GLOBAL:
    R$ 38.830,00; DATA DA ASSINATURA: 14.03.2016; SIGNATÁ-
    RIOS: Parsifal de Jesus Pontes e Raimundo Rodrigues do Espirito
    Santo Júnior, respectivamente Diretor Presidente e Diretor Administrativo-Financeiro
    da CDP e Alexandre Bias Dimerio Soares, Representante
    Legal da Contratada.
    AVISO DE ADIAMENTO
    PREGÃO No
    - 5/2016
    Comunicamos o adiamento da licitação supracitada , publicada
    no D.O.U de 16/02/2016,Entrega das Propostas: a partir de
    01/03/2016, às 08h00 no site www.comprasnet.gov.br. Abertura das
    Propostas: 24/03/2016, às 09h00 no site www.comprasnet.gov.br. Objeto:
    Pregão Eletrônico - Contratação de empresa para realização de
    treinamento e simulados do Plano de Emergência Individual - PEI
    para as unidades portuárias de Belém, Outeiro, Vila do Conde e
    Santarém, em conformidade com o edital e seus anexos.
    LUIS FERNANDO DE ALBUQUERQUE MOREIRA
    Pregoeiro
    (SIDEC - 18/03/2016) 399005-39814-2016NE243900

    ResponderExcluir
  4. Francisco Márcio21/03/2016 15:52

    Como sou seu amigo, aviso: dependendo da relação do seu chefe com o Michel temer, V.Exa pode começar a retirada dos seus adornos pessoais da sala da presidência da CDP. Nossa amiga ( eu confesso, admiro-a ) Dilma já foi.

    ResponderExcluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.