29/03/2016

Os jogos do impeachment

 

Shot 002

Os que dão como certo o impeachment da presidente Dilma depois da saída do PMDB, o segundo maior partido da base aliada, depois do próprio PT, estão arrostando precipitação.

É correto afirmar que a saída do PMDB encurva a presidente à exacerbação do fisiologismo direcionado ao varejo, para salvar os dedos, evitando o efeito dominó do entorno, mas a maioria qualificada para aprovar o impedimento é um trunfo de peso que o Planalto possui.

Para que a Câmara Federal despache o impeachment para o Senado são necessários 342 votos, o que a oposição, mesmo com o PMDB, está longe de contar: segundo estatísticas de O Globo, publicadas no domingo (27), a oposição tem apenas 111 votos firmes, faltando, portanto, 231 para a prova dos nove fechar.

A conta do governo, embora menor, não significa maior facilidade para fechar: segundo as referidas estatísticas, o governo teria 97 votos seguros contra o impedimento, faltando 75 para atingir os 172 com os quais derrotará a oposição.

Portanto, a saída do PMDB do governo, embora lhe seja um duro golpe, não significa, de pronto, a sua derrota, antes porque, para um governo decidido a esfarelar o que já virou pó, conseguir cooptar 75 votos é menos difícil do que a oposição angariar 231. E, segundo informações de hoje (29), o governo aumentou, seguramente – embora “seguramente” em política seja temerário dizer – a sua margem para 130 deputados. 

O governo pode ainda usar a tática de arrestar deputados, ou seja, o parlamentar, no dia da votação, não precisa se expor e ir votar contra o impeachment: basta que não compareça, pois nesse caso, a presença seria muito mais atrevida que a ausência.

9 comentários:

  1. Todos unidos para salvar a cabeça de Eduardo cunha; o cara vai ser vice presidente no caso de afastamento da presidente , kkkkkkk o juiz moro ja preocupado e pedindo a população apoio para não parar as investigações. prevendo que se temer chegar ao poder a coisa muda.

    ResponderExcluir
  2. Vou deixar algumas coisas claras aquelas pessoas que não compreendem o que para mim esta muito claro:
    1- Quem está conduzindo a Lava-Jato não é o PSDB, o Aécio ou o Fernando Henrique ou a Globo: É o Ministério Público e a Polícia Federal (e tudo observando as instâncias constitucionais até a chancela definitiva do STF - cuja quase totalidade dos juízes foi indicada pelo PT).
    2- Quem está fazendo acusações e dando subsídios para as investigações não é o DEM, ou Eduardo Cunha, ou o Serra: Quem está entregando a gangue são os antigos comparsas dos delinquentes.
    3- Quem vai levar Lula pra cadeia (e quiçá boa parte de sua família) não é a Veja, o Danilo Gentili nem o Bolsonaro: Lula irá pro xilindró por ter infringido vários artigos do Código Penal Brasileiro (e ter se achado mais esperto do que de fato é).
    4- Quem irá catapultar Dilma da presidência da República não serão os coxinhas, os fascistas nem as Forças Armadas: essa senhora será destituída do cargo pelo rigor da Lei e pela esmagadora maioria de brasileiros que não compactuam com a bandalheira.
    Portanto, peço que não utilize mais a palavra "golpe" para justificar as ações do Ministério Público, ou o fato da mídia inteira transmitir. E, se depois de tudo isso transcorrido ,você ainda achar que deve mergulhar nosso país em uma batalha campal... Bom, aí o golpista é você!
    Sem mais.

    ResponderExcluir
  3. O PMDB não rompe, ele só muda de cliente.

    ResponderExcluir
  4. Politica é interessante. No Pará, o PMDB rompeu com o Jatene, porque alegava que o PSDB queria levar tudo sozinho. No âmbito federal, o PMDB rompeu com a Dilma por visualizar a oportunidade de levar quase tudo sozinho.

    ResponderExcluir
  5. Anônimo de 19:51 só te digo uma coisa:sabe de nada inocente!

    1.Quem está conduzindo a lava-jato não é o Ministério Público e a Policia federal isentos e sim agentes partidarios do PSDB,DEM e solidariedade, para você ver basta pesquisar o tipo de relação que o tal "paladino da justiça" tem com esse partido aí tu veras que tu não sabes de nada,Inocente!
    @ Quem está fazendo acusações são os comparsas da hora,mas as listas começaram a aparecer e os cabeças são os acusadores que abraçam o paladino la de cima.
    3. A midia tem um lado declarado e realmente esses misóginos são apenas patetas usados por ela para lhe atrair ,pois deves ser do mesmo calibre.
    4. Quem quer ursurpar a presidencia são os coxinhas chorões que mesmo sabendo que não há um crime que possa acusa-lá ficam com o mimim desde a derrota nas eleições.Sim. é golpe!E ademais estamos preparados para revidar caso queiram uma batalha campal se é o que querem.Não vai ter golpe!
    Cap. Ludogero

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. quer dizer que as acusações sao falsas? ta tudo errado? niguem roubou nada?? entendi!! ta "serto" cap. potoqueiro

      Excluir
  6. Anônimo29/03/16 19:51 resposta ao burro

    tu ta igual aqueles burrosque puxam carrocça e tem um negocio nos olhos que impedem de olhar para os lados.

    Tu é o burro de carroça a carroça dos golpistas

    ResponderExcluir
  7. Basta uma epidemiazinha de ZICA VÍRUS em 75 deputados no dia da votação. 75 atestados médicos. Se é que eles precisam disso para justificar uma falta.

    ResponderExcluir
  8. Para os anônimos mortadela (29/03/16 22:36 e 29/03/16 22:49) que
    Gritam golpe mas atrapalham as instituições de todas as formas possíveis para obstar o andamento do impeachment.
    Se é golpe, então respondam:
    1 - Quais seriam, sob o prisma da Lei de Segurança Nacional - 7.170/83 - os atos atentatórios contra a estabilidade democrática?;
    2 - Uma vez apontados esses atos, quais medidas jurídicas cabíveis foram tomadas para obstar o golpe? Até onde sei, nem mesmo um singelo B.O. foi feito contra os golpistas;
    3 - É séria a afirmação que um magistrado (Moro), sozinho, seria golpista? Ele contra todo o establishment? Façam-me rir!;
    4 - Sendo o Moro golpista, contra ele apenas representaram no CNJ. É sério que o Governo combate um "golpista" tão somente representando contra ele no CNJ?;
    5 - Que golpe é esse em que a mídia continua livre (incluindo aí Brasil 247, Paulo Henrique Amorim, Dilma Bolada, Carta Capital, Folha (do Foro) de São Paulo, etc, etc, etc?;
    6 - Que golpe é esse em que as instituições estão funcionando? Congresso aberto (eu estava lá hoje), MP atuante, Judiciário funcionando, OAB livre para peticionar um singelo pedido de impeachment (tirando a claque raivosa, claro!), a Presidente fazendo suas infindáveis reuniões de emergência com seus apaniguados, o Vasco da Gama vencendo como sempre...cadê o golpe?
    Alegar a superveniência de um "golpe" (que é tão somente uma peça de retórica) apenas faz irritar, como se existisse algum setor da sociedade ainda apto a ser cooptado pelo PT com esse tipo de discurso. Deixa eu avisar: não tem nenhum sobrando! Não existem simpatias a serem angariadas. A sociedade cansou do PT, ninguém vai dar as mãos para apoiá-los.
    Pior! São tão irrefletidos que resolveram peitar a OAB em pleno Congresso. Com isso conseguiram dar uma dimensão muito maior ao ato da Ordem, tornando o protocolo ainda mais significativo (e conhecido). A OAB agradece ao marketing gratuito!
    Fico me perguntando: o que é pior para o curriculum? Renunciar ou sofrer o impeachment? Escolhe logo aí Dilma, pois por uma via ou por outra, teu tempo acabou!
    Dica para Dilmãe: lembre-se de Nixon.
    Dica para você que grita golpe: para, tá feio...

    ResponderExcluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.