21/03/2016

Depois de 88 anos, Barack Obama é o primeiro presidente dos EUA a visitar Cuba

Desde Calvin Coolidge, em 1928, portanto há 88 anos, Cuba não era visitada por um presidente dos EUA. Ontem (20) o presidente Barak Obama quebrou o jejum do isolamento, desembarcou na ilha e se tornou o segundo presidente dos EUA a pisar em solo cubano.

A visita é mais um passo da Casa Branca para reaproximar os EUA de Cuba, e tem um quê de coloquialismo: Obama desembarcou juntamente com a esposa as duas filhas. Também com ele visita Cuba uma grande comitiva de empresários e parlamentares. E não se trata de uma “visita de médico”: a comitiva ficará até terça-feira (22).

Shot001

Para mostrar boa vontade, Cuba fez uma concessão peculiar: na terça-feira, o discurso de Obama "ao povo cubano", será transmitido ao vivo para todo o território nacional.

Como, independentemente das discussões ideológicas, gosto de Cuba e seu povo, que em termos gentílicos muito parece com o povo brasileiro, gostaria que os EUA acabassem com essa enorme idiotice que é o embargo econômico, que não castiga o regime, mas a população.

A visão obtusa dos republicanos estadunidenses, e de parte dos democratas, ainda não conseguiu ver que a maneira mais rápida de derrubar o que resta do regime castrista é por fim ao embargo. Tudo o mais, inclusive a visita de Obama, embora seja historicamente um marco, não passa de espuma.

6 comentários:

  1. Interessante, essa "nova era" em pouco mudará o caráter repressor e violento da ditadura Castrista, que em sinal de boa fé libertou alguns prisioneiros políticos, mas prendeu outros tantos que se manifestavam contra o regime.

    ResponderExcluir
  2. Francisco Márcio21/03/2016 15:46

    "gostaria que os EUA acabassem com essa enorme idiotice que é o embargo econômico". Eu também gostaria que seu amigo Fidel ou seu amigo Raul, acabasse com a ditadura!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os dois jamais acabarão com a ditatura, porque na cabeça deles ainda há uma revolução em curso. Mas na postagem, logo em seguido, há a receita para os EUA derrubarem a ditadura rapidinho, sem dar um tiro: "a maneira mais rápida de derrubar o que resta do regime castrista é por fim ao embargo".

      Excluir
    2. Raul de Castro ao responder a uma pergunta respondeu em nenhum país do mundo há um total respeito aos direitos humanos, nenhum!

      Excluir
  3. Dá uma olhada é importante!
    http://blogs.oglobo.globo.com/lauro-jardim/post/uma-decisao-dificil-para-helder-barbalho.html

    ResponderExcluir
  4. Ricardo, o algoz.21/03/2016 17:21

    Tuudo de olho no porto de Muriel, os EUA, com medo, tb, do livre acesso do canal do Panamá. Lembram do grampo do Obama na Dilma?

    ResponderExcluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.