06/12/2015

Capacidade de superação

O vídeo abaixo, de 7 minutos, mostra a cidade de Berlim, tentando voltar a vida normal, logo depois do final da Segunda Guerra Mundial, em 1945.

A cidade ficou completamente arrasada e, em menos de 20 anos, em 1960, já era uma das mais belas e culturais cidades da Europa.

A Alemanha, que ficou em cinzas, reergueu-se em tempo rápido e hoje é a quarta maior economia do mundo. Hitler, portanto, estava totalmente errado ao pregar que a Alemanha precisava conquistar território para crescer, e ainda hoje me impressiona como um povo tão disciplinado e culto como o alemão, se deixou cegar pelo nazismo.

5 comentários:

  1. antes um lembrete não relacionado ao assunto: hoje, no blog do Ancelmo Goes, no site oglobo.globo.com, há uma referencia a Donald Stewart, empresario que deixou de fazer obras publicas há muitos anos atrás.

    a cultura é neutra, as artes podem ter ajudado o nazismo. A disciplina não poderia ter evitado o regime.
    as conclusões baseadas na vida pessoal costumam despertar zombaria ou raiva, mas vamos a uma: os jardins não colaboram para melhorar as pessoas, e há uma doença não reconhecida que poderiamos chamar de intolerancia estetica ou fanatismo estetico. Quanto mais rica a pessoa e quanto mais horas de folga tem mais facilmente essa doença aflora.

    Vcs devem estar rindo. Certa vez ouvi algo interessnate num programa de radio. O embaixador do japão na alemanha gostava muito de ver os desfiles das tropas nazistas, tinha imenso prazer ao ver as tropas desfilarem. Acabou simpatizando com o regime e queria levar algo do regime para o japao, Mas suas ideias não tinham receptividade entre os japoneses. Depois de algum tempo, voltou ao japao e participou de um golpe, e instalou-se um governo que tinha receptividade as ideias do embaixador. E deu no que deu.

    Esse fanatismo estetico que penso muito ter ajudado o nazismo parece que está crescendo atualmente e tem outras consequencias ruins.

    A primeira guerra mundial foi "arrumada" pela inglaterra, e a finalidade foi destruir a industria alemã, que estava começando a vender para a india. Os ingleses não sáo faceis, se vc ler a historia da africa do sul, vai ver que os ingleses a invadiram e expulsaram os brancos afrikaners de suas terras, esses tiveram que fugir para o interior.
    Na crise que se seguiu a primeira guerra, tenho a impressao que o parlamento da republica de weimar eram pessoas semelhantes aos ricos advogados deputados federais brasileiros, que amavam discussoes e erudição, sem serem receptivos aos clamores populares. Foi num ambiente assim que Collor ascendeu aqui e que o cara aquele assumiu na alemanha.

    ResponderExcluir
  2. é um serviço de ADM deste que eu quero,https://www.facebook.com/photo.php?fbid=885207951499008&set=pb.100000294356802.-2207520000.1449442884.&type=3&theater conserta tua casa parsifal.(concursando da cdp)

    ResponderExcluir
  3. Berlin foi teve seus prédios históricos destruídos pela guerra e reeguidos pelo poder público.
    Belém tem seus predios históricos destruídos pelo abandono - vide palacete faciola, casarões na rua joão alfredo - e fica por isso.
    Logo, seremos um povo sem história edificada em poucos anos.

    ResponderExcluir
  4. Patricia Bittencourt Neves08/12/2015 16:59

    Realmente uma capacidade de superação enorme, mas não me admiro a postura que assumiram na guerra. Conheço poucos nativos da Alemanha, mas a minha avaliação é que é um povo racista, preconceituoso e a parte deles acredita que são uma raça superior. Não se enganem com eles.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hitler os fez acreditar nisso. As duas derrotas nas duas guerras, todavia,foram o suficiente para o refluxo.

      Excluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.