24/04/2015

Professores, chuvas e sinais

Shot 001

A greve dos professores da rede estadual de ensino completa 30 dias amanhã (25).

A pauta que ainda emperra uma negociação conclusiva é o pagamento retroativo do piso salarial, que o governo, embora se tenha comprometido a parcelar o pagamento, e pagar, desde 2013, apenas em 2015 começou a saldar o acumulado de 2011, em parcelas de R$ 30,00 mensais, segundo o Sintepp.

Pelo estado físico dos prédios escolares e pela desinteligência entre docentes e governo, parece que professores e alunos não são parte integrante do Pacto pela Educação.

divisoria

Shot 003

Não é verdade que o governo do Pará prepara uma ampla campanha midiática para demonstrar que o altos índices de violência em Belém do Pará são culpa da chuva e dos sinais de trânsito.

7 comentários:

  1. A coluna deixou de mencionar que, ao fugir de assaltos por ruas alagadas, os motoras estão se expondo a outras perdas, p.ex: cair em buracos, empenar pneus e calotas, bater o fundo do veículo e danificar peças do sistema de direção, etc, etc, etc. Ou seja: quem pensa que está se livrando da falta de governador, pode se dar muito mal com a falta de prefeito.

    ResponderExcluir
  2. Deputado, o sr. viu a matéria da VEJA implicando o Lula no esquema da OAS e do Petrolão?

    Como este tipo de relação não deve ser privilégio do Lulla, e como o sr. é bem informado, poderia contar histórias semelhantes que ocorrem/ocorreram no Pará. Use pseudônimos e mate um pouco a curiosidade dos leitores.

    ResponderExcluir
  3. Se esses professores fossem bons de dar aula, como são para fazerem greve, teríamos no Pará a melhor educação do mundo. Aprender, se reciclar, dar uma aula que preste, esses professores querem não.

    ResponderExcluir
  4. O Pacto é somente entre a alta cúpula do governo. Aqui em Concórdia não está tendo aula à tarde nem à noite, porque não tem professor. O inteligente secretário-advogado baixou a carga horária para 130 horas em sala de aula, de td mundo. A direção refez o horário e ai faltou professor para algumas matérias. Estamos sem aula. E o secretário nem deve saber disso. Pacto pra eles, menos pro professor e pro aluno.

    ResponderExcluir
  5. Greve é direito constitucional, mas deve ser usado com bom senso de ambas as partes. De um lado, o governo concordou com algumas das exigências do professores e do outro, não está havendo bom senso. O que é melhor, receber parcelado (ainda que 30 reais por mês) ou não receber nada? Além disso, já são 30 dias de greve, os alunos estão pagando por um problema que não é deles. Quero ser professor e sei das dificuldade da profissão, mas não quero ter essa insensibilidade de muitos. 5.500 reais pode não ser o ideal, mas já é um bom salário, num pais onde o salário mínimo é 7 vezes menor do que esse valor.

    ResponderExcluir
  6. Quando o governador vai tomar vergonha? Essa greve é a cara da Alice só incompetência e blá-blá-blá.

    ResponderExcluir
  7. Quem disse que o salário do professor iniciante é R$ 5.500? Ah ta, você viu na propaganda do governo, anonimo de 25/4. Peça o contracheque dos professores. Parsifal, vc poderia publicar aqui o video oficial do Sintepp sobre o assunto e em resposta à propaganda oficial.

    ResponderExcluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.