19/02/2015

Lula, o pragmático

Shot 007

É…

3 comentários:

  1. É óbvio que neste momento o ministro da justiça do brasil ao receber os advogados da empresa Odbrecht seria alvo das críticas e especulações como está acontecendo.Eu penso assim: se nada há a esconder e como é, segundo diz,obrigado a recebê-los, chamava uma tevê qualquer e registrava o encontro.

    ResponderExcluir
  2. Principal voz no Senado em defesa do impeachment da presidente Dilma Roussef, o líder do PSDB na Casa, Cássio Cunha Lima (PB), foi condenado pelo Tribunal Superior Eleitoral por crime eleitoral em razão dos excessivos em c publicidade no ano de 2006 quando era governador e disputou a reeleição. O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) julgou o processo no dia 5 de fevereiro e negou o recurso do parlamentar que pedia a anulação da condenação do TRE da Paraíba de 2010 pelo mesma irregularidade. Cunha Lima tinha sido condenado a pagar 100 mil UFIRs (R$ 106 mil). A condenação foi mantida por decisão da ministra Maria Thereza de Assis Moura. Na decisão, a ministra afirma que os R$ 22 milhões gastos nos primeiros seis meses do ano de 2006 superam em muito a média do período 2003-2006 do mandato do então governador.

    ResponderExcluir
  3. Me pergunto se Eduardo Cunha é um problema em si ou apenas sintoma de algo maior

    ResponderExcluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.