21/01/2015

Assim falou Jose Dirceu

Shot006

No Brasil, apenados têm direito a postar em blogs e, mesmo sendo esse apenado, por suposto, um prócer do governo, pode criticar o governo. Portanto, não há país melhor e nem governo melhor no planeta.

Falo de José Dirceu, que cumpre pena em regime aberto e encomendou um texto para assinar, no qual apupa a política econômica injetada no país, que chama de recessiva - e é - repercutindo a ala lulo-petista que contesta a cota do PSDB no Governo Dilma Rousseff, que vem a ser a equipe econômica do ministro da Fazenda, Joaquim Levy.

Abaixo, o texto de José Dirceu:

Shot003

“Que 2ª feira! Calor, aumento de impostos num pacotaço anunciado pelo ministro da Fazenda, de juros e queda de energia em importantes cidades do país causada pela onda de calor inédita no pais…Ontem nem parecia uma 2ª feira, estava mais para uma 6ª feira 13. Só noticias ruins.

O aumento de impostos e dos juros são apenas consequências, desdobramentos da busca de um superavit de 1,2% do PIB este ano. A elevação dos juros visa derrubar a demanda e vem casada com o aumento do IOF – Imposto sobre Operações Financeiras para os empréstimos às pessoas físicas. Aí, também refreando o consumo.

Caminhamos assim – conscientemente, espero, por parte do governo – para uma recessão com todas as suas implicações sociais  e políticas. Fica evidente, empiricamente, pela prática, que o aumento dos juros não refreou a inflação cujas causas estão fora do alcance da política monetária do Banco Central (BC), mas nos preços administrados, serviços e alimentos.

Quando a inflação cair…se cair…

Assim, quando a inflação cair – se cair… – será pela queda violenta da demanda e não pela alta dos juros. O que espanta é o silêncio de nossas autoridades sobre os efeitos da atual taxa Selic de 11,75% – o sonho de consumo do mercado financeiro - e sobre o serviço da dívida interna de R$ 250 bi ao ano, ou o correspondente a 6% do PIB nacional. É a maior concentração de renda do mundo no período de um ano e para uma minoria detentora dos títulos públicos de nossa dívida interna.

Como a arrecadação cairá com a recessão é preciso de novo que nossas autoridades expliquem como farão o superávit e manterão os investimentos públicos e os gastos sociais.  Têm de explicar: como o pais voltará a crescer?

Fora o fato que as autoridades da área econômica diariamente criticam abertamente os bancos públicos e seu papel de vanguarda no financiamento subsidiado (porque necessário) de nossa indústria, agricultura, infraestrutura social e econômica. A pergunta que não cala é: quem os substituirá, quem continuará a desempenhar esse papel dos bancos oficiais?

Semana começa com muita apreensão sobre os rumos do país

Sobre o efeito maléfico e daninho dos juros altos na valorização do real e nas contas externas também nada, nem uma palavra… Nossa indústria que se vire. A semana começa, assim, com muita apreensão pelos caminhos do país. Mas podem ter certeza, com muita festa no mercado financeiro e nas redações de nossa mídia.

Mesmo que haja algum choro e ranger de dentes pelo aumento dos impostos, no fundo dirão, melhor assim que uma reforma tributária que taxe os ricos, o patrimônio e a renda, as fortunas e heranças e os fantásticos lucros financeiros. Isso, talvez, explique o silêncio dos responsáveis pela política econômica e pelo governo sobre a volta da CPMF ou de algum outro imposto ou tributo equivalente e que cumpra seu papel.”

Shot003

Esse texto está a cara do Márcio Pochmann, que deve estar tiririca com os tucanos no comando da equipe econômica do governo.

Mas eu avisei, várias vezes: o cobrador vai bater à porta… Bateu.

6 comentários:

  1. Parsifal;

    Falou o Zé Dirceu, do alto do palanque ideológico do PT, sem mencionar entre as causas deste perigoso descontrole das contas públicas os gigantescos gastos com a máquina governamental inchada, os escândalos nas empresas estatais, o bilionário rombo na Petrobrás, a folha de pagamento dos vermelinhos em todo o Brasil, etc.

    Sobre a frustação dos que esperavam que o limite de isenção do IRPF acompanhasse a inflação, gostaria de perguntar ao blogueiro como a gente faz para se tornar um contribuinte do PT. Depois que eu descobri que tem gente abatendo imposto e lá pelas tantas ainda recebe um checão pelo correio, me deu vontade de entrar nessa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando eu descobrir eu fico com o "checão" e depois lhe conto.

      Excluir
    2. perfeito anonimo, a culpa de tudo isso é dele e ainda ta criticando...que faaaaaaase!!

      Excluir
  2. Enquanto isso na prefeitura de Belem...

    Duciomar é condenado por lixões próximos a aeroportos

    O ex-prefeito de Belém, Duciomar Costa, foi condenado pela Justiça Federal por não cumprir a determinação judicial para remoção de lixões no entorno dos aeroportos de Belém. Também foram condenados os ex-secretários Camilla Penna de Miranda Figueiredo e Ivan José dos Santos, além do município de Belém. A multa fixada pela justiça é de mais de R$ 1,5 milhão.

    Na sentença o magistrado destacou que a ocorrência de lixões no entorno de aeroportos, como o de Belém, 'envolve riscos severos à vida e ao patrimônio dos jurisdicionados' e referiu-se especialmente ao acidente com aeronave de companhia aérea brasileira que causou um prejuízo material de US$ 9,65 milhões.

    A existência de resíduos sólidos descartados em locais impróprios resulta em focos de atração de aves - principalmente urubus, aumentando os riscos de colisão com aeronaves. De acordo, com o juiz, o fato caracteriza 'perigo ou risco aviário' em áreas de entorno do Aeroporto Internacional de Belém e do Aeroporto Brigadeiro Protásio.

    Vale lembrar Parsifal,que essa pratica continua ate hoje...exatamente na Av.Leste do perímetro que vai da Rod.Artur Bernardes(em frente ao hosp.Sara) até a Av.Julio Cesar(Atras da antiga estação marex),cerca de 3 KM...Virou um lixão a Céu aberto...e o detalhe e que bem em cima da antiga estação marex,é uma rota de grandes aeronaves...Gol e TAM...E a prefeitura de Belem não faz uma politica publica para acabar com esse lixão...tais como asfaltar essa via e por calçamento... Só essa medida ja inibiria o acumulo de lixos nessa area....

    ResponderExcluir
  3. Deputado,
    Se o Dirceu estivesse no governo o discurso seria outro. Até que enfim lembraram do falsário Dudu ou já estão olhando as eleições de 2016? O prefeito sorriso largo Zeraldo deixou de ir para as ruas ou vai esperar as eleições para vestir a camisa de pescador? O Pará a cada dia vai afundando nesse mar de enganação.

    ResponderExcluir
  4. O segundo mandato pior que o primeiro, o terceiro pior que o segundo, o quarto sera pior que o terceiro. da-lhe PT e PMDB.

    ResponderExcluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.