27/12/2014

Revista VEJA: Jader Barbalho é um dos melhores do Congresso. Aécio Neves tem nota zero

Shot 012

“VEJA publica pelo quarto ano o seu “Ranking do Progresso”, uma avaliação objetiva do desempenho dos senadores e deputados — que, sim, no conjunto, tratam o país com seriedade.”

Assim a revista VEJA inicia a matéria, nas bancas nesse sábado, com a edição 2014 do “Ranking do Progresso”.

Editado desde 2010 pela VEJA em parceria com o Instituto de Estudos Sociais e Políticos da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, o “Ranking do Progresso” tem como foco a análise do parlamentar no que diz respeito as suas atitudes frente as proposições “capazes de contribuir para um país mais moderno e competitivo”.

> Jader Barbalho entre os melhores

Para a desdita dos seus adversários, a revista reconhece no senador Jader Barbalho um dos melhores parlamentares do Congresso Nacional.

A revista lavra que em 2014 se repetiu a prática contumaz da agenda congressual ser pautada por projetos enviados pelo Executivo, mas “as intervenções e modificações introduzidas pelos parlamentares” foram significativas, o que constata não ser “verdadeira a tese segundo a qual o Congresso brasileiro pouco quer saber do Brasil. Trata-se de uma instituição na qual o destino do país é discutido e tratado com seriedade - apesar, ressalve-se sempre, de lastimáveis desvios de conduta.”.

Abaixo a lista com as notas dos senadores no “Ranking do Progresso”. Com nota 6,06, Jader Barbalho (PMDB) está em 21º lugar entre os 74 componentes do Senado. O senador Flexa Ribeiro (PSDB), com nota 4,15 está em 42ª posição e Mario Couto (PSDB), com nota 3,14, está na 59ª posição. A surpresa do ranking: O Senador Aécio Neves (PSDB) tirou nota zero.

Abaixo a lista com as notas dos deputados federais no “Ranking do Progresso”. O deputado Cláudio Puty (PT), com nota 8,62, aparece como o melhor deputado do Pará, na 7º posição entre os 513 deputados federais. Na 9º posição aparece o deputado Lira Maia (DEM), com nota 8,6 e na 49º está Wandenkolk Gonçalves, com nota 7,13. Ironicamente, pelo ranking da VEJA, os três melhores deputados federais do Pará não retornarão à Câmara Federal em 2015.

Os deputados da posição 241 até 513 tiveram nota zero.

12 comentários:

  1. Francisco Marcio27/12/2014 21:35

    Vossa Excelência com suas seletivas matérias - selecionadas com esmero, registre-se - esta parecendo maionese Helman's, cabe em qualquer salada. Se for para descer a peia no PSDB, vem a tona, se for para enaltecer ( se for seu chefe, ou seu filho, melhor ainda ) o PMDB, a tona vem também.
    Assim, vai acabar sendo secretário executivo da pesca...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Agora eu fiquei magoado: eu detesto qualquer tipo de maionese.

      Excluir
  2. Quando as vidas se prolongam... algumas reparações acontecem...foi essa mesma revista que inciou a descontrução do político Jader Barbalho naquela altura presidente do Senado e aglutinador do PMDB...os anos se passaram e agora?...eu não sei da sensação de viver estes anos todos da forma com que Jader Barbalho viveu..mas suave é que não foi.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente deve ser penoso ter que viver da política, recebendo mais de 100 mil por mês, sem compromisso de produzir nada, e conseguindo cargos bem remunerados (remuneração que sai do bolso dos outros) pros amigos e pra consolar o filho.
      Deve ser muito sacrificante ser o manda-chuva da Eletronorte, dos Correios no Pará, do Basa e agora na Secretaria da Pesca. A sensação é mesmo horrível.

      Excluir
  3. A pesquisa, por si só, não quer dizer muita coisa. Tem que olhar o contexto. O Aécio Neves ficou meses afastado porque tava concorrendo à presidência. E o Jader, por outro lado, fez o quê? Conseguiu aprovar alguma lei? Conseguiu recursos pra alguma obra? De 2010 pra cá, a única coisa significativa que ele fez foi arranjar um prêmio de consolação pro filho derrotado. Isso aí mostra bem a índole dele: quando é pra cuidar dos seus apadrinhados, faz acontecer. Já pra cuidar dos eleitores...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tente contato com a VEJA e a Universidade do Estado do Rio de Janeiro, pois se ele não fez nada, como você sugere, deveria ter tirado zero junto com o Aécio Neves. Será que até a VEJA já está dominada pelo Jader Barbalho? É... A VEJA não é mais aquela...

      Excluir
    2. Parsifal, independente se a avaliação tá errada ou não, as perguntas que ele fez tem sentido. Desde 2010, eu só sei que o Jader conseguiu o derrocamento do pedral, o que, pra 4 anos é pouca coisa. Sabe se ele tá por trás de mais alguma outra obra? Essa é a hora de mostrar que quem critica ele tá errado

      Excluir
    3. A postagem não faz análise de mérito de coisa alguma. Eu não afirmo se ele é bom, ou ruim, se ele fez, ou não fez, apenas repercuto uma matéria da VEJA e é a ela, e à Universidade que fez o estudo e elaborou o ranking que devem ser dirigidas as críticas ao estudo.
      O blog, ainda, não é sítio para propagar o que o senador Jader Barbalho fez ou deixou de fazer. Para informações sobre isso sugiro acessar o sítio oficial do senador (http://www.jaderbarbalho.com) e entrar em contato direto com ele ou sua assessoria.

      Excluir
  4. Parabéns ao Jader Barbalho. Principalmente por ser elogiado por uma revista séria como é a Revista Veja. De fato, é um grande feito.

    ResponderExcluir
  5. Para mim, a manchete correta do post seria: Jader Barbalho é eleito pela revista Veja como o melhor do Pará. Dizer que é um dos melhores do Congresso ocupando a 21a coloção é forçar a barra. Se ao menos ele estivesse no top dez ainda vai lá. 21a coloção não dá nem capa na Revista Bacana.

    ResponderExcluir
  6. Faltou o deputado enaltecer que os dois melhores deputados e únicos com nota 10 são do PSDB.

    ResponderExcluir
  7. Ah... mas a maioria dos mineiros já sabia.

    ResponderExcluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.