20/12/2014

Procuradoria da República pede a cassação do diploma de Jatene, Zequinha Marinho e mais 46

Shot 001

Os ranfastídeos que tomam críticas dos adversários de Simão Jatene como “não aceitação da vitória”, ver-se-ão obrigados a colocar no rol dos despeitados a Procuradoria da República no Estado do Pará.

Ontem (19), ao mesmo tempo em que Jatene era diplomado, os procuradores da República protocolavam ação de investigação judicial eleitoral contra ele e seu vice, Zequinha Marinho, por abuso de poder econômico e compra de votos.

> Tucanos compram votos!?!

Segundo a Procuradoria da República sim. O abuso e a compra se teriam dado na lambança que Jatene fez com o programa Cheque Moradia, assunto já tratado aqui, quando opinei que, se devidamente apreciado, tem muque para derrubar o governo.

Shot

Para o MPE, Simão Jatene e Zequinha Marinho “se utilizaram do cargo público eletivo já ocupado e exerceram influência nas eleições por meio do programa Cheque Moradia, com a finalidade de obter votos para a candidatura à reeleição, prejudicando a normalidade das eleições”.

Com base nas provas e diligências providenciadas, requer o MPE que o TRE-PA casse os diplomas dos candidatos, os declare inelegíveis por oito anos e os condene ao pagamento de multas.

> Dirigentes da COHAB são cúmplices

Mas não é só o governador e o vice que são levados ao tribunal: com eles vão o presidente da Cohab, João Hugo Barral de Miranda; a diretora da Cohab, Maria Cláudia Zaidan Gonçalves de Oliveira, e a coordenadora do programa Cheque Moradia Maria Sônia da Costa Massoud. Essas figuras, juntas, perpetraram a maior tunga que o Pará já viu em um processo eleitoral.

A Procuradoria da República acusa que “durante a campanha, aumentou o número de eventos promovidos e o número de processos abertos pelo programa, além da entrega de Cheque Moradia a eleitores que prometeram voto nos candidatos Simão Jatene e Zequinha Marinho”.

> No programa Cheque Moradia, voou até baleia

Shot 003

No decorrer da investigação judicial, o MPE e o TRE-PA irão constatar que Simão Jatene fez boi, elefante e baleia voar com o programa Cheque Moradia.

É que na nossa contumaz sem-vergonhice política, é praxe dizer que em eleição só é feio perder e que para lograr êxito na liça não se deve hesitar em usar todos os talheres necessárias para comer o fígado do adversário.

Os tribunais eleitorais do Brasil têm, todavia, embora aceitem a comilança, estabelecido limites para ela: pode comer à vontade, mas se abusar da refeição e lambuzar a toalha, é provável que a verga desça.

Vejamos se o TRE-PA comunga dessa escola, ou deixa governar com a mesa toda suja.

> Tem mais

Mas não foi somente Simão Jatene e seu vice os alcançados pelas tintas da Procuradoria da República, que acusa de irregularidades eleitorais nada menos que 48 pessoas, entre candidatos eleitos e não eleitos.

Para ler a relação completa clique aqui.

12 comentários:

  1. Deputado não vai ter o terceiro turno. É uma vergonha os senhores ainda pensarem assim. O povo não quer Barbalhos no poder.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Terceiro turno? O que é isso? A eleição só tem dois turnos e os dois já ocorreram. Tire esse negócio de terceiro turno da cabeça: isso não existe. É uma vergonha você ficar pensando em terceiro turno.

      Excluir
  2. Infelizmente o TRE vai perdoar. Aqui mesmo já se leu os acordos de alcovas e corredores daquele Tribunal. Até o presidente João Maroja estava se empanturrando de comida azeda. Tem ainda o episódio do Antonio Armando, que foi desdito, mas, sabemos, foi dito. Ainda moramos numa província fora da lei. Infelizmente.

    ResponderExcluir
  3. Sabes nada, inocente, desempregado e sem assunto, qualquer coisa vira manchete.

    ResponderExcluir
  4. pelo que eu entendi o helder tb ta enrrolado e ai como fica deputado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que fica tudo como está, mas vamos aguardar os próximos capítulos.

      Excluir
  5. Deputado o Senhor como um dos mandatários do PMDB pode explicar o seguinte: Até pouco tempo o Deputado Wlad era do PMDB e o maior puxador de votos do seu Partido para Deputado Federal e ele era endeusado pelos dirigentes do seu Partido inclusive dizendo que ele era uma pessoa séria e honesta. Agora ele trocou de Partido e nas ultimas eleições escolheu estar do lado do Jatene e por isto o Diário oficial do seu partido diz que ele é o maior ladrão do Brasil, suplantado o pessoal do PT, quem tem razão nesta história? O Wlad é ladrão ou não.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, o Wlad era do PMDB e um dos maiores puxadores de voto do partido. Endeusado pelos dirigentes e chamado de sério e honesto já é por sua conta: isso nunca existiu e se você encontrar poste aqui que eu coloco no frontpage, pois o Wlad vai adorar.
      A pergunta que você faz está no endereço errado. Não sou eu e nem esse blog que está em querela com o Wlad. Dirija a sua pergunta a quem está.

      Excluir
  6. O que o seu partido esta querendo com isto é o terceiro turno e terceiro turno não consta na legislação eleitoral atual. Com a fama dos Barbalhos no Estado duvido que alguem desta familia ganhe alguma eleição para Governador e Prefeito de Belém. A chance foi dada agora com o Jatene desgastado como situação e o povo mostrou isto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por que você está preocupado com terceiro turno? Como você mesmo alega, isso não existe, a não ser na cabeça do Aécio Neves.
      Quaisquer reclamações sobre a ação dirija-se a Procuradoria da República no Estado do Pará, que é a autora da ação.

      Excluir
  7. Parsifal, no caso do deputado eraldo pimenta do pmdb ser condenado e perder o mandato quem assumiria? o suplente da coligação ou do partido??? abraços

    ResponderExcluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.