21/11/2014

Padrão nacional de corrupção

Shot 007

A vice-procuradora-geral da República, Ela Wiecko, ao comentar a Operação Plateias, deflagrada ontem (20) em Rondônia pela PF, para desarticular uma organização criminosa formada por lobistas e agentes públicos, que tungou o erário em aproximadamente R$ 57 milhões, disse que a quadrilha de Rondônia seguia o mesmo padrão do esquema montado na Petrobras.

Wiecko declarou que isso leva a crer que há um "padrão de corrupção que está acontecendo no Brasil". E desenhou o padrão:

"O empresário dá dinheiro para o caixa eleitoral, com a promessa de que terá uma vantagem e essa vantagem é através de dispensa de licitação, superfaturamento. O dinheiro que ele adiantou, volta. Só que, além disso, os próprios agentes públicos também acabam ficando com uma porcentagem".

O dito “padrão de corrupção” não é novo, todos sabem que ocorre em todos os estados e há, idem, um padrão de aceitação do método pelo Establishment.

> Financiamento de campanha

Uma das causas, não a única, de tal comportamento, é o financiamento privado de campanha, que estabelece o conluio patrimonialista que hora o Brasil deseja ver cessar.

As campanhas ficaram absurdamente caras no Brasil. As obras e serviços públicos, feitos ou prestados pela empresa privada ao poder público, crescem na mesma proporção da inflação eleitoral, pois são elas que financiam a festa.

Eu dedilho essa tecla desde 2006, quando participei de um grupo de estudos para propor pontos à reforma politica que o então presidente Lula disse que faria (não fez).

Em artigo publicado naquele ano, lavrei:

“Tudo o que se gasta nas campanhas já é público: ou sai dos caixas dois que os governos conseguem fazer, através de conluios com as empresas, ou é fruto da agiotagem eleitoral que é o empréstimo, camuflado de doação, para pagar quando ganhar.”

Portanto, há quase 10 anos esse “padrão de corrupção” institucionalizado vem sendo contado por mim, e não creio que somente agora as autoridades obrigadas a combatê-lo enxergaram o rabo do gato.

Para ler o artigo que escrevi em 2006 sobre o assunto, clique aqui.

4 comentários:

  1. Será que o escândalo CERPASA é por aí?

    ResponderExcluir
  2. Ismael Moraes21/11/2014 15:54

    Esse cartum é sensacional: a corrupção subverte até mesmo a natureza das coisas....

    ResponderExcluir
  3. Deputado, otem que percebi em sua fala para a RBA que tem a língua presa, deveria ter se filiado ao PT ou PSOL.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ela se solta, por isso eu não passaria no teste de qualidade.

      Excluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.