20/11/2014

Depois do médico Adib Jatene, morre o advogado Marcio Thomaz Bastos

A ceifadora arrestou dois ex-ministros no outono de 2014.

> Adib Jatene

Shot 004

Na sexta-feira (14) foi-se, aos 85 anos, o médico Adib Jatene, que foi secretário de Saúde do estado de São Paulo no governo de Paulo Maluf e ministro da Saúde dos governos Collor e FHC.

Por ironia do destino, Jatene, que era diretor-geral do Hospital do Coração (HCor), em São Paulo, e um dos pioneiros da cirurgia do coração no Brasil, com mais de 20 mil delas no currículo, morreu de problemas cardíacos.

> Marcio Thomaz Bastos

Shot 006

Hoje (20) pela manhã foi a vez do advogado Marcio Thomaz Bastos, 79 anos, um dos mais renomados criminalistas do Brasil, que estava internado no hospital Sírio Libanês, em São Paulo, para tratamento de problemas pulmonares.

Thomaz Bastos presidiu a OAB-SP, o Conselho Federal da OAB, e foi ministro da Justiça do governo de Lula.

Ainda ontem, do seu apartamento no hospital Sírio Libanês, Bastos, driblando os médicos, despachou com advogados de sua equipe sobre medidas a serem tomadas em favor de seus clientes da Operação Lava Jato.

7 comentários:

  1. poxa nem para ser você o morto hein ex futuro deputado estadual, o mundo iria se alegrar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado por me ter em tão alta conta, pois em caso de morte, o mundo só se alegra, ou se entristece, quando é alguém de extrema importância que morre.
      Eu achava que quando eu morresse o mundo não ia nem ficar sabendo. Ganhei o dia com o seu comentário.

      Excluir
    2. Patricia Bittencourt Neves21/11/2014 08:25

      É uma bênção partir nesta idade, lúcido e trabalhando. Parsifal, lhe desejo vida longa, saúde, sucesso e lucidez até o último dia.

      Excluir
    3. Olá Patricia, obrigado. Pra você idem.

      Excluir
  2. Como está a saúde do Jáder deputado? Com a indesejada da gente levando tanta gente importante, agora fiquei com o senador.

    ResponderExcluir
  3. Pois é... As pessoas, todas as pessoas merecem respeito, sejam ricas ou pobres. Num momento assim, de passamento de uma pessoa, a família merece todo respeito na sua dor. Quanto ao comentário junto à foto do nobre causídico, ao que se consta, ele advogou apenas no Código Civil. Que a terra lhe seja leve.

    ResponderExcluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.