21/09/2014

Feito desgosto de filha…

Shot003

O jornal “Diário do Pará”, edição de hoje (21) escreve uma manchete digna da imprensa nacional: “Izabela Jatene: ‘vamos começar a buscar esse dinheirinho deles’”.

O texto revela uma gravação na qual Izabela Jatene, filha do governador do Pará, Simão Jatene, dialoga com Nilo Noronha, subsecretário de Receitas da Secretaria de Estado da Fazenda (Sefa):

Nilo: - Oi Izabela.
Izabela: - Oi Nilo, tudo bom, meu irmão? Pode falar rapidinho?
Nilo: - Posso, eu tô aqui com o Dr. Ricardo Souza.
Izabela: - Ah é? Diga que eu mandei um grande abraço pra ele. Que eu desejo tudo de bom e que é pra ele falar pouco.
Nilo: - As melhoras da gripe dele...
Izabela: - É. O doutor mandou ele calar a boca, pra parar de ficar rouco... Nilo, tu consegues pra mim a lista das trezentas maiores empresas do Estado?
Nilo: - Consigo.
Izabela: - Consegue? Manda pro meu e-mail?
Nilo: - Mando sim.
Izabela: - Pra gente começar a ir buscar esse dinheirinho deles, né?
Nilo
: - Claro, qual é teu e-mail?”

Não se avexem: crimes contra o erário ocorrem com naturalidade mesmo, pois o patrimonialismo da cultura política nacional está tão alicerçado que quem o rumina não se apercebe da contumácia.

O bizarro diálogo, por suposto, ocorreu há três anos, meses depois de Jatene tomar posse como governador do Pará - com aquele discurso de educação moral e cívica - e foi receptado pela Polícia Civil, que investigava o sequestro de um empresário, ocorrido em 31 de março de 2011, no município de Mãe do Rio.

Na esteira das investigações, a Justiça autorizou o grampeamento do telefone de Gilson Silva, um dos suspeitos e gerente da fazenda do subsecretário. Quando Nilo recebeu uma ligação do seu gerente, automaticamente o seu telefone entrou no rastreamento. E foi assim que o Guardião, flagrou a própria filha do governador no iter criminis da extorsão.

Segundo o “Diário do Pará”, quando as gravações foram transcritas e se descobriu a gravidade de um dos diálogos “foi montada uma operação abafa, orquestrada por toda a cúpula do Sistema de Segurança Pública do Pará, para proteger a filha do governador”, o que teria culminado com a ordem de “apagar a gravação e destruir a transcrição.”.

Se assim ocorreu, o Estado eventualmente se transformou, tanto ao cabo quanto ao rabo, em um desfile de delinquenciais, e no dia seguinte à publicação de tal escândalo, em um país sério, o governador renunciaria.

Mas flagrante de tamanha envergadura jamais é apagado sem antes ser copiado, e como a oportunidade é siamesa da ocasião, o evento foi zelosamente guardado por quem o “apagou”.

O diálogo revela um eufemismo: dos trezentos maiores contribuintes do Estado não se busca “o dinheirinho”, pois eles amoedam muito mais a cargo do erário do que o diminuitivo empregado, portanto, ao garimpar nessa cava, a bateia não traz pouca monta.

A revelação coloca o governador Simão Jatene ao chafurdo de uma lama que ele hipocritamente combate, caindo-lhe bem o chiste do poeta russo Aleksandrovich Yevtushenko, que afirmou que “o verdadeiro hipócrita não é o que dissimula, mas o que tenta persuadir os outros àquilo que ele não pratica”.

Abaixo o áudio:

Algum procurador vai pedir o afastamento do governador do Estado e a prisão temporária da senhora Izabela Jatene para que ambos não intercedam na investigação que poderia ser aberta para apurar o crime, como se faz com os delinquentes da plebe rude?

52 comentários:

  1. Isso tudo é desespero da Barbalhada; uma coisa é certa, família Barbalhada e PTralhas no Pará nunca mais !!!!!!!...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desespero é o Liberal não publicar pesquisas que contrata e paga porque o resultado é favorável ao candidato que eles combatem pela única razão de que vão perder a teta da mamata no Governo do Estado.

      Excluir
    2. Só mesmo um apedeuta pra achar que o PSDB exerce uma ética imaculada nesse país. São apedeutas dessa classe (o dos obnubilados de consciência) que não tem noção de coisa alguma, e que tendo o direito de votar, vota mal e desgraça a vidas de milhares de brasileiros. Contra esse apedeutismo (pode ser ser de céticos, mesmo) é que torço para o Congresso discutir e votar favoravelmente pelo uso do voto distrital nas eleições. NAÕ PODEMOS DEIXAR A MASSA DE IMBÉCIS VOTAREM PARA QUE AS DESGRAÇAS CONTINUEM NO ESTADO!

      Excluir
  2. Junto com o desespero, vem o "baixo nível", que, jáestá comprovado, não ganha eleição (Elcione e Ramiro Lentes que o digam).

    Vale o ditado popular: quem tem telhado de vidro, não joga pedra no do vizinho.

    ResponderExcluir
  3. Pois é! explicações haverá...só os trouxas acreditarão nelas..e infelizmente a vida seguirá..como se esses atos fossem banais...não são...mas parece que já não incomodam mais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vc tem razão...as estripulias realizadas na SUDAM são exemplo disso... no Brasi, basta um novo escândalo para que o anterior fique em alguma gaveta guardado

      Excluir
  4. A lista das TREZENTAS MAIORES emersas? GULOSA, hein?
    Estou curioso para ver aqui os defensores deste pessoal dizendo ...dizendo o que? vamos la anônimos do meu Brasil!!!

    ResponderExcluir
  5. Se essa era a bala de prata do Barbalho para ganhar a eleição. Suponho que deve aguardar o revide do outro lado, pois na política não há santo. Vamos esperar que venha um vídeo em situação constrangedora do rapazote cadeirudo.

    ResponderExcluir
  6. Parsifal;

    Conforme tem sido dito neste blog, o prédio centenário da Santa Casa foi completamente abandonado neste governo. Dois meses atrás foi um desabamento de telhado e grande alagamento; agora foi um incêndio bem próximo de causar uma enorme tragédia, pois ali são guardados 10 mil litros de oxigênio líquido, que poderiam causar destruição num raio de dezenas de metros. A presidente Ana Souza continua silente e inerte; quem sabe viajando (hábito que ela tornou mais frequente depois que assumiu o cargo).

    ResponderExcluir
  7. Parsifal,
    Diante do total descalabro e da má gestão na segurança pública do pará, entendemos os reais motivos que levaram o governador a manter no cargo o atual secretario de segurança pública.

    ResponderExcluir
  8. Deputado,
    Com essa, o governador Jatene, acaba de perder os doze votos de minha família.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. http://www.ormnews.com.br/noticia/candidato-e-acusado-de-manipulacao#.VCF4mldWVfQ

      Excluir
  9. http://oglobo.globo.com/brasil/um-retrato-do-supremo-tribunal-federal-14003025

    ResponderExcluir
  10. Com essa o Jatene iria perder os 18 votos de minha família, quando lembrei que teria que votar no Barbalho, na Ana Júlia e na Petralhada toda, mudei de idéia. Vamos votar no Jatene mesmo, dos males o menor.

    ResponderExcluir
  11. Será que esse dinheiro é algo em torno de R$15.000.000,00 de cada empresa como foi feito com a CERPASA?

    ResponderExcluir
  12. Agora eu quero ver como vai agir o MP?

    ResponderExcluir
  13. Alguém dúvida que algum paladino da Lei irá se manifestar? Claro que não, no Pará tá tudo dominado.

    Hei, Al Capone, vê se te orienta
    Assim desta maneira, nego
    Chicago não agüenta

    Hei, Julio Cesar, vê se não vai ao senado
    Já sabem do teu plano para controlar o Estado
    Hei, Lampião, dá no pé, desapareça
    Pois eles vão à feira exibir tua cabeça

    Justiça nesse país e principalmente nesse estado é só para: preto, pobre, puta e petista.

    ResponderExcluir
  14. Deputado Parsifal, com essa atitude desesperada e insana da família Barbalho, em fazer o Hélder Júnior governador nem que para isso tenha que fazer o pacto com o Demo, já demonstra que o Júnior está caindo em queda livre nas pesquisas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na política vale tudo, só não vale perder. Quem disse essa frase?

      Excluir
    2. "Só é feio perder", Paulo Salim Maluf (um patrício do Jatene).

      Excluir
  15. véspera de eleição e terrível denuncia por todo lado agora vem o liberal! o bom e que nem um dos jornais tem credibilidade

    ResponderExcluir
  16. O pior é que isso não vai dar em absolutamente nada. Lendo a manifestação dos dois primeiros anônimos, se pode entender o estado d`arte vivida na Caipitania do Grão-Pará. Triste

    ResponderExcluir

  17. Se fosse um prefeito do interior estaria fu.......................... (ma ou di?)................do. Fora Jatene.

    ResponderExcluir
  18. Agora tá explicado como os pimpolhos do Jatene e mais a ex-mulher vivem todos empoleirados, cada um no seu poleiro, no Wing de 1 por andar, ameaçado desabar em 2011. Bacana a coincidência do Nilo estar justo conversando com o Ricardo, marido da Izabela, quando recebe a ligação pedindo as 300 empresas. Não esqueçam: ela, professora da UFPA com salário de pouco mais de 4 mil reais. O marido, funcionário do gigante cabide de emprego que é o TCM, onde também se aboleta o Beto Jatene, cuja esposa é assessora de desembargador, numa infindável teia de nepotismo cruzado. Só não vê quem não quer!!!!!

    ResponderExcluir
  19. Bom, se é verdade ou não eu não sei, mas acabei de ouvir outra gravação que segundo a explicação dada pelo programa do Jatene, ela fala que é dinheiro para financiar o Propaz. Será que a gravação do Diário foi manipulada? Vamos ver no que vai dar, quem tá falando a verdade.

    ResponderExcluir
  20. Parsifal;

    Fato gravíssimo!

    Coisas que não se viu nem nos tempos da ditadura militar estamos vendo no governo Jatene.

    Obtive a confirmação de que um servidor da Santa Casa que estava de plantão na hora do incêndio, foi ameaçado sob a mira de revólveres por seguranças, pelo simples fato de estar fazendo aquilo que qualquer um pode fazer desde que inventaram os celulares com câmera: filmando.

    A segurança da Santa Casa extrapola a sua função de defesa patrimonial, para se tornar uma espécie de "milícia política do governador Simão Jatene" com ordens de usar armas contra servidores que simplesmente estejam filmando.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tá contra outra! E o caso do mensalão dos PTralhas ****...e o caso do propinoduto da Petrobrás tbm da PTralhada...e o caso do Basa, Correios, Eletronorte, Sudam, Sudene, Detran, Banpará do Barbalhão?! A verdade é uma só: o "mágico" ( Hélder Júnior ) e a família Barbalhada junto com seu Império de Comunicação adquirido de forma vil ou seja, ******, são capazes até de ***** para conseguir atingir seus objetivos, só que a grande maioria do povo paraense não otário porque já conhece a ***** dessa *****!!!!...

      Excluir
  21. Parsifal;

    Por favor denuncie na ALEPA mais esse ato de pistolagem do governo Simão Jatene contra servidores públicos da Santa Casa. Jatene transformou a empresa de segurança patrimonial contratada pela Santa Casa em capangas armados para intimidar servidores.

    ResponderExcluir
  22. Uma coisa além me espanta: algumas pessoas vieram aqui defender o ato do governador dizendo que a família do opositor também seria criminosa. Estão querendo dizer que passou a ser válido porque o outro também faz? Essa é a noção de ética e respeito da coisa pública? Dois erros não fazem um acerto. Se o outro também faz isso não torna lícita fazê-lo. Parece que no vazio da defesa restou o ataque para ver se se cria uma cortina de fumaça sobre esse evento fazendo levantar outro. E assim se segue fazendo política, encobrindo-se um evento com outro e outro e outro para não permitir o escrutínio adequado de cada um deles.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O caso não é esse. Se os dois lados devem alguma coisa, teremos que escolher o que menos deve. É o jeito.

      Excluir
    2. Seria valido se esse blog também mostrasse a ****** dos Barbalhos, aí sim eu iria acreditar nele. O pior de tudo com tanto escândalos apresentados nos jornais em relação aos dois candidatos, mais de 90% dos eleitores irão votar em algum dos dois. Aí fica difícil, será que a população do Pará quer mesmo mudança. Mas qual a mudança que o Pará quer? A mudança de nome no comando do Estado ou mudança de atitudes, porque estamos vendo os dois principais candidatos se envolvendo nos mesmos crimes e as pessoas defendendo os candidatos, como se estivessem assinando em baixo todas essa falcatruas. O Pará passará por mais 4 anos difíceis, independente de quem ganhe essa eleição, e pior prejudicado como sempre será o cidadão de bem que quer ver este estado melhor.

      Excluir
  23. Deputado o Senhor que faz parte da ALEPA, diga pra nós, onde está a grana que o ex- PIONEIRO diz ter deixado para construir um novo prédio da ALEPA.

    ResponderExcluir
  24. Me digam quem é que está fazendo campanha com dinheiro do próprio bolso, sabem de nada inocentes.

    ResponderExcluir
  25. Está batendo o desespero!

    ResponderExcluir
  26. O Jornal Diário do Pará, ou melhor o jornalista, faltou explicar e contextualizar quando foi gravado essa conversa. Será que essa conversa foi gravada esse mês ? Será que essa conversa foi gravada esse ano ? Esse lobbye da distinta era para ajudar o quê ? São tantas perguntas que me envergonho de não ver o outro lado das reporcagens dos dois jornais de Belém. Tudo por conta do poder, que é passageiro e fugaz, Não é mesmo Almir ? Não é mesmo Guilhon ? Não é mesmo Aloysio ?

    ResponderExcluir
  27. Com essa o só falta dizer quem esta construindo o Shopping em Castanhal e o condominio fechado em Castanhal não é Sr. Sales talvez a izabela saibas.

    ResponderExcluir
  28. deputado, que feio: a fita foi editada pelo Diário do Pará, excluindo a referência "para o Propaz..." Coisa feia: quase igual à publicação da foto de bebês em caixa de sapato em Honduras como se fosse na Santa Casa de Belém do Pará. Manipulação é com o Diário de Campanha do Helder, né deputado?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda que a gravação verdadeira contivesse o "remendo" proposto por jatene, só o fato da cessão dessas informações para a Izabela já é um crime; Outro crime seria fazer captação de dinheiro dessa maneira para o Propaz, coisa que nunca foi declarada no portal de transparência; ou seja: não existiu. Cara, vai cantar noutra freguesia que aqui só tem gente que sabe somar 2+2=4.

      Excluir
  29. que falta faz uma terceira via

    ResponderExcluir
  30. pobre para escolher entre jatene cerpasa e barbalho sudam

    ResponderExcluir
  31. Isso tudo nós já sabemos, é puro desespero da ******; até o dia da eleição, eles vão fazer uso de todas as falcatruas para denegrir a imagem do Simão, mas a maioria do povo paraense já conhece a *****.

    ResponderExcluir
  32. Parsifal. Todos os DAS do Estado leem o teu blog.

    ResponderExcluir
  33. É por isso que o estado do Pará é um dos campeões, proporcionalmente falando, de abstenção.
    Estarei junto aos cerca de 1 milhão e seiscentos mil eleitores que não votará em ninguém nestas eleições.

    ResponderExcluir
  34. Parsifal, parece que a única verdade que o Diário do Pará imprime em suas fedorentas páginas é a data do dia de sua circulação. Você, por suposto, é uma pessoa inteligente e não deveria chancelar mais essa barrigada do jornaleco, a exemplo do que ocorreu com a foto do hospital de Honduras. Com essa sua postagem, o nobre Parlamentar reproduz, de forma consciente, a tramóia e a trucagem engendrada para tirar, criminosamente, votos do Jatene. Isso é patifaria pura. Como a verdade sempre troneja, e, neste caso, veio à galope, os Barbalhos e sua reputação perderam pontos. Lamentável.

    ResponderExcluir
  35. Deputado, a fita não foi editada, embora com vozes superpostas, dá pra perceber claramente que ela fala "... dinheirinho deles pra financiar o Pro Paz" . O falso é a transcrição que omite esta parte final da frase. Sem tomar partido de H ou J, o que importa é que sua credibilidade é um bem que não tem preço. Corrija a transcrição.

    ResponderExcluir
  36. Já que a RBA contratou o mais conceituado perito (Molina) para analisar a veracidade da gravação, porque não transcreveu toda a frase da filha do Jantene? Porque omitiu a frase "pra financiar o pro-paz'? Existe algum objetivo nisso? Tá bom Diário do Pará. Há muito tempo que não acredito em uma linha desse jornal. Há, e não sou nenhum DAS, pelo contrário, tô lutando pra ser nomeado em concurso pelo Zenaldo.

    ResponderExcluir
  37. Izabela com "Z"de Zoar da cara de todos nos Paraenses. Tucanos tentam justificar o injustificável. A maior demonstração de que o Programa Pro Pai Prof Filha Filho...Sobrinhosssss funciona para a família Jatene. Pq não há nos balanços do ProPaz referente ao exercício 2011 qualquer doação das 300 maiores empresas do Estado do Pará para o Pro Paz? Será que passou direto e seguiu para o Prof Filha Izabela? O que se percebe foi que Orly deu um tiro no pé dos Jatene'S assumiu em uma única resposta diversos crimes....que feio e criminoso p o Nilo e Izabela subsecretário de fazenda.

    ResponderExcluir
  38. Aos que aceitam a versão de que da gravação foi suprimido o suposto trecho "propaz", o laudo pericial atesta que a gravação é autêntica e sem manipulações.
    Se o Ministério Público se rogar em abrir procedimento (o fato de o subsecretário concordar em enviar a lista já configura crime) poder-se-á contestar o laudo e ser requerido um segundo, pois, da mesma forma que é possível suprimir trechos é possível inclui-los e a discussão, dessa forma, se torna adolescente, pois os torcedores do Jatene repetirão o que “O Liberal” lavra e os de Helder ecoarão o que o “Diário” escreve, o que transforma todos em bobos de ambas as cortes.
    A senhora Izabela Jatene pode, ainda, processar o Diário do Pará, que poderá pedir a exceção da verdade, demonstrando, com base no laudo que possui, que a gravação não foi manipulada, ou Izabela poderá demonstrar, com base em outro laudo de credibilidade, como é o de Molina, demonstrar que foi.
    De resto, a discussão só ratifica a moral bipolar do brasileiro: se a notícia do mau feito denuncia quem ele detesta, imediatamente será tomada como verdadeira; se a lavra é contra quem ele apoia, tudo não passa de mentira.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deputado, não estou dizendo que a gravação foi manipulada. Manipula foi a transcrição, pois até na versão divulgada pela RBA (está no site do DOL) aparece ela falando por baixo "pra financiar p Pro-Paz). Veja que aqui não quero dizer que isso seria lícito também, mas me enoja o jornal querer enganar o povo omitindo o trecho na TRANSCRIÇÃO.

      Excluir
    2. A transcrição foi feita pelo perito e está no laudo pericial. Nela não consta o termo alegado. Se o perito não colocou o trecho é porque ele não foi detectado na transcrição, e se ele existisse seria facilmente audível como audível está todo o diálogo. Não há razão espectrográfica alguma para o trecho ter sido gravado em tonalidade e espectro totalmente diverso de todo o diálogo (por baixo), pois ele seria a continuidade de uma frase e apareceria no mesmo espectro dela. É absurda ainda a afirmação de que a supressão seria "pra financiar o propaz", pois a temporização do trecho não cabe no ruído, que tem temporização menor que a metade do que seria necessário para pronunciá-lo na modulação da frase iniciada.

      Excluir
  39. Sobre o problema eis mais informações para ampliar os votos em A ou B.
    Ou quem sabe anular, votar em branco ou até se abster : http://www.ormnews.com.br/noticia/izabela-jatene-estuda-processar-jornal-diario-do-para#.VCGbu2M1mcA

    ResponderExcluir
  40. Caro Deputado,

    Primeiramente,melhoras!Será que este é a "ponta solta" da fortuna dos Jatenes.Sei não,mas o que essa familia enriqueceu nestes anos de governo não é brincadeira.Se formos fazer uma lista de escandalos ,como diz você, da lavra dessa familia o negócio passaria dos 100 milhões brincado!

    ResponderExcluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.