29/09/2014

CNT/MDA: Dilma aumenta vantagem sobre Marina em 1° e 2° turnos

Saiu do forno a mais nova pesquisa presidencial CNT/MDA, concluída ontem (28), mas divulgada na tarde de hoje (29). A pesquisa acende um foguete na campanha do PT, derrama desalento na infantaria da seringueira e reacende a esperança da tucanada nacional.

É que a presidente Dilma subiu, Marina caiu e Aécio experimentou uma melhora que, caso continue a tendência de queda de Marina, poderá colocá-lo de volta no 2° turno.

> 1° turno estimulada

Shot 003

Os demais candidatos somam 2.3%. Os votos brancos e nulos somam 5,9%. Outros 6,4% não sabem ou não responderam.

Ao que demonstram todas as pesquisas de intenções de votos recentemente publicadas, há uma nítida tendência de recuperação do torque eleitoral de Dilma Rousseff  em função do processo de anemia de Marina Silva, cujo provável diagnóstico é não estar conseguindo encaixar, sem perda de tutano, as bordoadas que vem tomando dos seus dois principais adversários, Dilma e Aécio.

Portanto, e a continuar a curva, a uma semana da eleição, não é incorreto arriscar estatisticamente que Marina chegue no domingo, dia da eleição, fora do 2° turno. Hoje, todavia, as probabilidades para ela permanecer na corrida final continuam maiores que 50%. 

> 2° turno entre Dilma e Marina

Shot 005

> 2° turno entre Dilma e Aécio

Shot 006

A pesquisa foi realizada entre os dias 27 e 28 de setembro de 2014 e foram ouvidos 2002 eleitores. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais e o registro foi feito no TSE sob o código BR-00892/2014.

7 comentários:

  1. Parsifal,
    O que houve entre os Maioranas e a Beta Mutran, para sair a nota de hoje no repórter 70?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A política é assim mesmo: une inimigos e desune amigos.

      Excluir
    2. Segundo o Lucio Flavio Pinto, a nota de abertura da coluna Repórter 70 da edição de hoje, atacando anonimamente a empresária beta Mutran, esposa do também empresário Délio Mutran. O crime de Beta, que era socialite com permanente nas colunas sociais de O Liberal? Ter feito uma reunião de apoio à candidatura de Helder Barbalho. A família dela é amiga de longa data da família do senador Jader Barbalho. Por isso foi acusada de enriquecimento ilícito e outras referências venenosas do jornal.
      Os Maiorana se contemplam no espelho como Zeus na terra do tucupi e da maniçoba. Esse mundo vai perdurar ou está com seus dias contados? Às instituições e à sociedade cabe responder.

      Excluir
  2. Ricardo, o algoz.29/09/2014 23:38

    É claro que o PT quer o Aécio como adversário, deixa de ser hipócrita.

    ResponderExcluir
  3. Os que odeiam a Dilma, inventaram a bolsa presidio com o objetivo de criar revolta aos trabalhadores honestos mas sem informação. Em 1994 por aí, no governo FHC os trabalhadores que já descontavam para o INSS que fossem presos por qualquer motivo, passaram a ter o direito de receber o salário integral como os servodores públicos. Inventaram que o Lula criou o bolsa preso para toldos. Não é verdade. Só os que descontavam recebem para não penalizar a família. O senhor pode explicar melhor que eu sei.

    ResponderExcluir
  4. deputado como realmente está na frente nas pesquisas aqui no Pará,pois vcs publicam pesquisas que helder vence no primeiro turno,oliberal diz que quem vence é jatene,o povo não sabe quem diz a verdade

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não se iluda, amigo, no Pará temos 02 jornais de grande circulação... um, defende o governo e o outro, é contra...dependendo dos interesses, se alternam nessas ações.

      O fato inédito aconteceu no governo passado, onde, em um determinado momento, ambos "detonavam o governo"

      O pior que a imparcialidade, antes vista nos blog's, deixou de acontecer em sua maioria.

      Melhor esquecer as pesquisas e votar com nossa própria consciência e, sempre pensando no que é melhor para a população como "um todo" e não em nossos interesses e benesses pontuais.

      Bom senso e galgo de galinha, já dizia minha avó, não faz mal a ninguém.

      Excluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.