20/08/2014

Foi “só” um pouco mais de nove mil

Sobre a postagem “Investimento em turismo” o presidente da Câmara Municipal de Belém esclareceu o que está transcrito abaixo:

Shot 004

O fato é que seja 8 ou 800, o núcleo da questão é que o erário não tem que bancar o turismo do presidente da Câmara, o meu, ou o seu. E não convêm justificativas oficialistas: tudo é capa para fazer turismo puro e simples.

7 comentários:

  1. Se o Helder ganhar, quando ele viajar, ainda vamos ver essas mesmas críticas?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Críticas e veículos para escrevê-las é o que não falta e nem faltará. Se eu não fizer dezenas de outros farão. Os blogs são os meios mais democráticos de comunicação de toda a história.

      Excluir
  2. Um informativo que se presa não deveria anunciar coisa que ouviu dizer.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se não fosse a "coisa que ouviu dizer" você, e eu, e o distinto contribuinte, jamais saberiam que o presidente da Câmara gastou "pouco mais de 9 mil" em um convescote em Portugal.
      Se o presidente da Câmara não desejasse que a notícia do seu convescote saísse na imprensa como "coisa que ouviu dizer", ele deveria ter, como manda a lei, publicado a viagem, os custos e o relatório dela.

      Excluir
  3. O cerne da questão não é simplesmente o valor em si, mas a disposição de certas autoridades em fazer o contribuinte de idiota. Sendo 9 ou 900 mil, o que conta mesmo é a desfaçatez de alguém eleito pelo distinto público vir querer justificar suas traquinagens, essa incorrigível mania de usar o nosso dinheiro em benefício próprio. Tome tenência, seu moço! Pare de querer justificar o injustificável. O dinheiro que lhe proporciona o fausto, é o mesmo que falta nos hospitais, pra ficar apenas num exemplo. Se bem que Vossa Excelência não usa hospital público...

    ResponderExcluir
  4. Politico é tudo um bando de filho da pura e bela mãe brasileira mesmo!

    ResponderExcluir
  5. Sinceramente, alguém me diga em que uma viagem pra Lisboa tem a ver com os trabalhos do presidente da Câmara, que justificasse uma despesa que fosse de 1 real? Não seria o caso de ele devolver a importância gasta?

    ResponderExcluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.