19/08/2014

A viúva alegre

Eu sou de um tempo e lugar, que não mais existem, em que a morte não só rendia quem arrebatava como enlutava quem permanecesse.

A vida segue, mas me recuso a aceitar que pelo menos quem ama o que partiu, não espere os quarenta dias que o ido passa para pagar o óbolo a Caronte, o barqueiro do Hades, para que esse o conduza pelo Estige e o Aqueronte até o mundo dos mortos.

Shot 001

Quando meu pai morreu, na plena juventude dos seus 49 anos, minha mãe, então uma jovem de 40 anos, exagerou: fechou luto nas vestes por cinco anos e no espírito até hoje, quando ela já fez 80. Enviuvou para sempre, e diz que encontrará meu pai quando também se for. A minha expectativa de que isso seja verdade é tão grande, que eu, embora cético, acabo intuindo que ocorrerá.

Esses fundamentalismos não mais têm paço na fugacidade dos sentimentos contemporâneos. Talvez seja rabugice minha achar que o despojamento daqueles costumes, ritos e mitos, traduza fugacidade. Se assim é, que eu ature a minha própria impertinência então.

Os resmungos ao norte são para dizer que reprovo o ridículo aproveitamento político da morte de Eduardo Campos pela própria esposa e filhos, que sequer esperam a missa do sétimo dia para fazer discursos e participar de atos eleitorais. Para mim isso é sapatear sobre o caixão do ido esposo e pai.

Shot

Nas perdas, ser forte é ter resignação suficiente para impedir que o desespero desequilibre a sensatez, mas o enterro do luto junto com o defunto faz cessar, imediatamente, a condolência alheia.

12 comentários:

  1. Francisco Márcio19/08/2014 08:07

    Não é por penima, mas discordo de suas assertivas. Cada pessoa reage de maneiras distintas, ainda que o fato seja o mesmo.
    Esse estilo, talvez, seja a forma encontrada pela viúva para não abalar as estruturas psíquicas da sua prole. Só ela, e somente ela, sabe a sua dor e de seus filhos.
    Questões como formação, meio de convívio social, podem explicar essa atitude que Vossa Excelência desaprova.
    O íntimo de "dona Renata", só ela sente é Deus sabe...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu concordo com vc. É complicado julgar uma situação dessas, ao mesmo tempo é fácil quando se está de fora dela.
      André Leal - Tucuruí

      Excluir
  2. E a primeira pesquisa boca de túmulo da história? Somos uma nação de uma maioria sem limites.

    ResponderExcluir
  3. Se Gorgo, esposa de Leônidas e rainha de Esparta, hoje vivesse, assim seria tachada também.

    ResponderExcluir
  4. Quando vi este momento pensei " coisas de políticos" agora vejo de que não são todos....ou serás a exceção?

    ResponderExcluir
  5. Concordo com sua frase que ser forte é ter resignação suficiente para impedir que o desespero desequilibre a sensatez... o luto mesmo na sociedade contemporanea é uma necessidade vital, temos que ter este momento de fechar a dor em si e chorar a perda, um ato normal e vital para o equilibrio da alma. Por este motivo me causou um certo espanto de ver Renata ontem ja no comite de campanha!?

    ResponderExcluir
  6. Parabenizo a esposa e filhos de Eduardo Campos! A família agiu corretamente, e tenho a certeza que sua sucessora (Marina Silva), honrará com a vitória a eleição presidencial que se aproxima e, com isso, amenizará um pouco o sofrimento dessa família!.

    ResponderExcluir
  7. Parsifal, é fácil julgar as pessoas qdo não se está no lugar delas; o senhor deveria saber disso.

    ResponderExcluir
  8. Deputado, a politicagem estraga a politica, confesso que ingenuamente esperava até menos dos políticos que usaram e usam o defunto como escada eleitoral. Parece que a morte de Campos foi desejada por muitos.
    A cara de alegria de sua vice no velório é de espantar. O Datafolha fazer uma pesquisa de "boca de tumulo", macabra, já nos acostumamos, inclusive com as redes de TVs, cobrirem o evento como se fosse as olimpíadas.
    Agora, a viúva e, principalmente, os filhos, aproveitarem dessa situação par tirar vantagem politica, aí é demais, recuso-me a acreditar que isso está acontecendo e ninguém, salvo os pobres mortais reclamarem desse espetáculo.
    Estranho demais, o presidente do partido, Amaral, tido como pessoa séria dizer que a mulher de Campos será o que quiser dentro do partido. Será que a sigla histórica do PSB, herdada do avô ficou de espolio. O partido virou uma dinastia.
    Que mundo estamos, merecemos isso?

    ResponderExcluir
  9. Fala sério galera, cada pessoa reage da forma que quiser. Uma das maiores características dos seres humanos é a diferença. Se vocês estivessem presentes no velório de uma tia minha em que o irmão dela contava piadas vocês iam querer que o mesmo fosse algemado e preso. Mas nós entendemos, pois era o jeito dele, sempre brincalhão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tô com vc. anon., Em outras plagas tem até coquetel. No meu será completo e na base do Flashback, já que tem até telão em uma funerária e se a Madame não cumprir venho puxar o pé dela Chororô é só para os fracos eheheheh........
      PS. O corpo será dado aos estudantes de medicina para estudos e doações de órgãos e devolvido cremado para a festa de despedida que poderá ser antes ou depois do ato fatídico, afinal já morri.

      Excluir
    2. Outro velório que me recordo, de um irmão do coral da minha igreja. Ele foi enterrado no dia de finados e no cemitério o coral da igreja cantou vários hinos, todo o cemitério parou para ver esse acontecimento. Em vez de choro, cantos e hinos de louvor. Um dia inesquecível, pois a morte de um justo é motivo de alegria e não tristeza.

      Excluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.