06/07/2014

Os candidatos majoritários e proporcionais do Pará

Ontem (5) às 19h encerrou-se o prazo para o pedido de registros das candidaturas majoritárias e proporcionais em todo o Brasil.

> Candidatos a governador

No Pará, seis candidatos a governador pediram registro. Para visualizar os detalhes de cada candidato, clique sobre os seus respectivos nomes.

> Candidatos a senador

Talvez a eleição que mais teve candidatos a senadores no Pará seja essa de 2014: são dez candidatos ao Senado Federal. Para visualizar os detalhes de cada candidato, clique sobre os seus respectivos nomes.

> Candidatos a deputados federais

Foram protocolados, no Pará, pedidos de registro para 196 candidatos a deputados federais. Para ver a lista de todos, inclusive com possibilidade de filtro por partidos, clique aqui.

> Candidatos a deputados estaduais

Foram protocolados, no Pará, pedidos de registro para 691 candidatos a deputados estaduais. Para ver a lista de todos, inclusive com possibilidade de filtro por partidos, clique aqui.

18 comentários:

  1. Olá Parsifal...Não percorri os nomes dos candidatos a deputado...o que me chamou atenção foram os valores declarados para as campanhas, verdadeiras fortunas.. e principalmente o valor declarado pelo candidato Helton Braga do qual nunca tinha ouvido falar...extraordinários 37,5 milhões.... ou foi um erro de digitação?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Campanhas são caras mesmo. E cada vez mais caras. Se for colocado R$ 100 mil por município em uma campanha para governador, já teremos o básico de R$ 14,4 milhões.
      O Elton Braga, embora nascido em Belém, é um "tucuruiense". É filho do pastor Edilson Braga, da Igreja Batista de Tucuruí.

      Excluir
  2. Ufa! ganhamos da Argentina....
    http://blogs.elpais.com/.a/6a00d8341bfb1653ef01a3fd26c018970b-pi

    ResponderExcluir
  3. Deputado,
    E o Falsiomar dessa vez se deu mal, não ganha nem com todo respeito pra GARI. Porém, vai ajudar e muito o PT.

    ResponderExcluir
  4. De agora em diante o Diário do Pará vai fazer uma verdadeira caça às "bruxas". O problema é que o mesmo só caçará as "bruxas" dos partidos não alinhados ao seu chefe. Já começou com matéria sobre a esposa do Zequinha e com o Silvinho Santos. Quando um jornal deixa seu papel de informar a população tudo, independente de partido e passa a servir de ferramenta de "trabalho" para seu dono, querendo conseguir dividendos políticos, perde a credibilidade de forma total. Que comecem os jogos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você começou a ler jornais hoje? O Liberal e o Diário já começaram o jogo há um ano.

      Excluir
    2. Deputado, que o Diário começou a fazer esse tipo de coisa há um ano não tenho dúvidas, inclusive, grande parte das matérias são denúncias contra governos apenas do PSDB. Mas a partir de agora vai intensificar ainda mais no desespero de desqualificar o atual governo, que por acaso, assumiu o estado há 3 anos e meio e não há apenas um ano. Sobretudo depois da matérias dos bebês de honduras, perdeu bastante credibilidade.

      Excluir
    3. Agradeço-lhe a fidelidade ao Diário, que, pelo visto, você lê todos os dias. Mas dê uma chance, também, ao Liberal, que faz a mesma coisa todos os dias.
      Depois saia do Pará e passe os olhos na Folha, Veja, Estadão etc... E você verá linhas similares contra quem os respectivos proprietários não querem ver no poder. Aí saia do Brasil e passe a vista nos principais jornais do mundo, e você constatará que em nada diferem dos daqui, ou seja, a imprensa sempre se alinha aos que defendem os seus interesses e lhe pagam as contas.
      Portanto, só resta uma coisa ao leitor: ter leitura crítica em tudo que passa os olhos, pois credibilidade é apenas aquilo que nos agrada ler.

      Excluir
  5. E o Mario couto vai gastal 10 mil?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deve ter sido erro de digitação. R$ 10 mil não paga sequer os santinhos para um dia de trabalho.

      Excluir
  6. Parsifal,como ficam os numeros de votos pra eleger um estadual e um federal em cada coligação?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Creio que o quociente para federal será em torno de 220 mil votos e estadual 90 mil.
      O número de votos por candidato depende da coligação.

      Excluir
    2. no caso da coligação PMDB/PT?

      Excluir
    3. Tô entrando na campanha do Igor normando e queria ter uma idéia da peleja rs

      Excluir
    4. O Igor está na coligação PR - PROS - PHS, que deve eleger candidatos que obtiverem entre 15 e 25 mil votos .

      Excluir
  7. Deputado Parsifal Pontes o que senhor acha da candidatura a senado do vice do Jatene Helenilson Pontes? gostaria de saber a sua opinião. obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Embora Helenilson sempre apareça em últimas posições nas intenções de votos, o fato de ele ser o senador do governador lhe dará torque eleitoral, portanto poderá, no decorrer da campanha, vir a ser o outro pólo da eleição senatorial. Mas hoje, o candidato mais competitivo da aliança governamental é o senador Mário Couto.

      Excluir
  8. Já tomei muita cerveja com o Paulo Rocha no açougue da Pariquis com a Pe. Eutíquio, mas depois dessa coligação PMDB/PT/DEM, com barbalho para governador, perdeu meu voto e de todos aqueles que eu conseguir influenciar.

    ResponderExcluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.