25/04/2014

A saúde da vida real e a transparência do estoque de Cibalena

Shot004

Mas o governador do Estado, através do decreto nº 1043/2014, resolveu um dos grandes problemas da saúde do Pará: estabeleceu o procedimento para o contribuinte conferir o estoque de medicamentos da SESPA.

Portanto, doravante, quando você, algum parente ou amigo, estiver na calçada, precisando de um leito, ou de quaisquer serviços de saúde, não se apoquente: pegue o referido decreto e vá conferir o estoque de medicamentos, que deve ser composto, majoritariamente, de Cibalena, Meracilina e Mebendazol, pois todos os dias há protestos de parentes de pacientes por falta de medicação para câncer e males mentais.

Como ensinou Alphonse Allais, "o cinismo destrói a eficácia" e, de tão cínico, o governo chegou ao limite da ineficiência.

4 comentários:

  1. Acho que tem que convocar algum camelô do Ver o Peso para administrar ou a SESPA ou o Estado, pois pelo menos eles sabem como está seu estoque, quanto tempo ele dura, se antecipa aos eventos e tudo mais, "tudo ali no bico do lápis", como diria meu pai.
    Ai vem um Decreto, que basta uma senha para saber o estoque do remédio, quem tem que saber Sr. Governador são àqueles seus parceiros que o senhor escolhe para administrar a coisa pública.
    Sim ai sabe-se o quanto tem de remédio, escrevo pra mãe Delamare pra saber até quando dá àquele estoque etc.. e se não tiver, me conformo e vou contente pra casa, mando um email pro senhor, o que faço, escrevo pro Papa Francisco.

    Esse Decreto é só poro Governador Jatene dizer à população: estou defecando e me locomovendo pra população e no mais " esse é o Pará que a gente faz e juntos vamos fazer mais" mais Decretos? Tá bom

    ResponderExcluir
  2. É deputado, tendo o Diário do Pará como fonte fica fácil. Mas não vale, por motivos óbvios até demais.

    ResponderExcluir
  3. Mais óbvios e por interesses conhecidos a fonte Liberal.

    ResponderExcluir
  4. Amigo, longe de mim defender quem quer que seja nessa história, mas sou médico traumatologista e não posso deixar de falar... a perna da moça não poderia ser salva nem se ela estivesse do lado do Beverly Hospital, em Massachusetts (referencia mundial em trauma).

    ResponderExcluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.