13/10/2013

Samsung lança Galaxy Note 3 e Galaxy Gear no Brasil

Shot002

Com o caixa abarrotado de dólares a Samsung faz lançamentos quase todos os meses, alguns meramente conceituais, como foi o caso do Galaxy Round.

Na sexta-feira (11), em São Paulo, fui à apresentação do mais novo smartphone da coreana, o Galaxy Note 3 e do primeiro relógio inteligente do mundo, o Galaxy Gear.

> O Galaxy Note 3

A carenagem traseira do Note 3 é encapada com couro. A tela é uma Super AMOLED Full HD de 5.7", com resolução de 1920 x 1080. A câmera é de 13 MP. O processador é Quadri-Core de 2.3 GHz e a memória interna é de 32GB.

Shot004

A Samsung embarcou o Android 4.3 no Note 3, cuja novidade mais significativa é o Knox, segundo a Samsung, um sistema de segurança de duas camadas, que entrega “total segurança” aos dados do usuário.

> Total segurança é força de expressão

Eu digo sempre que essa conversa de “total segurança” é uma quimera: se o sistema foi escrito no planeta Terra, por terráqueos que usaram uma das linguagens terrenas para elaborar os códigos, esqueça o “total segurança” e aprenda a se defender dos ataques mantendo as suas portas e janelas fechadas.

O preço sugerido para o Note 3 é de R$ 2,6 mil.

> O Galaxy Gear

Shot007

O smartwatch Galaxy Gear, que também já se vende por cerca de R$ 1,3 mil, funciona como um complemento para o Galaxy Note 3 (a Samsung promete para antes do final do ano sincronização do Gear com todos os aparelhos que suportarem o Android 4.3). O Gear roda aplicativos que permitem fazer e receber ligações e tem uma câmera de 1,9 megapixels. Como toda a linha Galaxy, o Gear atende a comandos de voz.

Fique tranquilo: assim como o Galaxy Note 3 é um celular que serve, também, para fazer e receber ligações, o Samsung Gear é um relógio que serve, também, para ver as horas.

11 comentários:

  1. os lançamentos agora acontecem de maneira gobal. ou seja antes os nossos celulares estavam uma geralçao atrazada em relação ao japão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os lançamentos simultâneos da Samsung ocorrem em apenas 32 países. O Brasil é um deles.

      Excluir
  2. Como um politico, humilde, vindo de filhos de cablocos amazonicos, conseguem ter uma empresa como a SOL? De onde vem o dinheiro?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Lula saiu de Garanhuns em cima de um pau de arara e foi presidente do Brasil. A Marina Silva saiu da roça com 30 anos e aprendeu a ler e escrever depois de adulta. Abanham Lincoln era filho de um lenhador. São Pedro era pescador. Jesus Cristo filho de carpinteiro. Os proprietários do Grupo Líder, Nazaré e Correa, eram caboclos de Abaetetuba e Igarapé-Miri. Junichiro Yamada, chegou ao Pará no porão de um navio. Amador Aguiar entrou no Bradesco como contínuo. Steve Jobs montou o seu primeiro computador na garagem da sua casa. Bill Gates idem. Os donos da Sol Informática eram estudantes de escolas públicas e, na década de 70, abriram, na Praça do Carmo, em um cubículo de 2x4 alugado, uma venda de placas, memórias, modens, gabinetes e componentes de PCs 386 e hoje são os maiores varejistas do ramo em todo o Norte e Nordeste do Brasil.
      Coloque algo em mente: há pessoas inteligentes, na política e fora dela, que conseguem ver oportunidades, colocar-se nelas, e romperem o mediano.
      É claro que essas pessoas passam a ser alvo de inveja de alguns que pensam que quem nasce no mato está obrigado a permanecer grunhindo.
      Como disse Einstein, "Mentes brilhantes sempre serão motivo de inveja e oposição de mentes medíocres".
      Feliz Círio.

      Excluir
    2. É pq quem nasce "pobre" só pode morrer pobre, né?! Cala a boca, rapaz! O mal do brasileiro é a inveja do secesso alheio!!!

      Excluir
    3. desculpem a ignorância mas os donos da sol são politicos? acho que nao entendi muito bem a pergunta!! abraços

      Excluir
    4. É que alguns acham que eu sou dono da Sol e de mais algumas dezenas de empresas bem sucedidas em todo o Pará.

      Excluir
    5. Kkkkkkk. A gente joga o anzol com uma minhoca e acaba pescando o tubarão.

      Excluir
    6. ah ta!! entendido, deputado, esse boato eu nunca tinha ouvido!! por isso eu estava voando na pergunta!! obrigado!!

      Excluir
  3. Apenas uma correção quanto a Jesus... a família dele não era pobre, pois naquela época " carpinteiro" gozava de certo prestigio na sociedade, e os avós dele eram sim abastados.. Assim dizem os documentos apócrifos. Essa ideologia imposta pela igreja, que " os pobres herdarão o reino de Deus" foi pura manipulação para impor o medo e, que até hoje usam a bíblia como o livro verdadeiro....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa é a versão dos apócrifos , que de fato foi sufocada pelo status que tomou conta da Igreja a partir do edito que transformou Roma na sede do catolicismo.
      Mesmo assim a família de Jesus , embora a carpintaria fosse uma profissão respeitada, não era de maiores posses e não fazia parte da elite da época, inclusive os aramaicos, aos quais pertenciam, eram discriminados, como casta baixa.

      Excluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.