12/10/2013

Orly Bezerra: NEGO!

Shot017

Em comentário à postagem "Derramando dinheiro", o publicitário Orly Bezerra desmente o ali narrado, acusando o blog "A Perereca da Vizinha", de onde, foi copiada a narração, de "useiro e vezeiro" em atingir-lhe a honra.

Abaixo o comentário de Orly Bezerra:

Caro Parsifal,

Quero afirmar que o fato narrado aqui no seu blog nunca existiu. Trata-se de uma invenção para atingir a minha honra, o que já é useiro e vezeiro por parte do blog que você usa como referência.

Att
Orly Bezerra

Agradeço ao Orly por, mesmo depois de eu ter caído em desgraça no Palácio dos Despachos, continuar a ser um leitor do blog.

20 comentários:

  1. vai sem medo pargisal o Corajoso

    ResponderExcluir
  2. Olha como se baixa o indice de criminalidade em governo Tucano:

    Chefão do PCC se orgulha de reduzir homicídios

    Por Marcelo Godoy - O Estado de S.Paulo

    Ninguém importante no crime organizado de São Paulo escapou das interceptações telefônicas feitas pelo Ministério Público Estadual. Nem mesmo Marco Willians Herbas Camacho, o Marcola. Conhecido por sua aversão a falar no telefone celular, o chefão do Primeiro Comando da Capital (PCC) foi flagrado duas vezes pela equipe de policiais militares que trabalhavam para os promotores.
    O homem condenado pelos ataques à polícia em 2006 e pelo assassinato em março de 2003 do juiz Antonio José Machado Dias, da Vara de Execuções Penais de Presidente Prudente, orgulha-se de ter abolido o crack das cadeias de São Paulo. “Nós paramos, na prisão ninguém usa”, diz o chefe para um dos subordinados, identificado pelo apelido de Magrelo.
    A conversa entre os dois ocorreu em 2 de março de 2011, às 21h12. Marcola estava na Penitenciária 2 de Presidente Venceslau. Mas não é só de sua ação na cadeia que o bandido se vangloria. Ele afirma que “hoje pra matar alguém é a maior burocracia”, referindo-se às normas impostas pela facção. Por elas, quando um bandido tem alguma queixa contra outro deve se dirigir a um tribunal do PCC. Neles, o faltoso pode ser desde repreendido até morto. Mas a sentença de morte tem de ser referendada pelo “comando”.
    “Então quer dizer, os homicídios caíram não sei quantos por cento e aí eu vejo o governador chegar lá e falar que foi ele.” Em outra conversa no mesmo dia, Marcola diz para Marcio Alarido Esteves, o Turim, que é necessário contratar um advogado por R$ 100 mil para defender a facção.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O governo do psdb em São Paulo já fez acordo com o Marcola. Quando anos atrás Marcola iniciou uma serie de ações de matança de policiais, que repentinamente pararam, consequência do acordo que afirmo ter havido. Mas a afirmação do Marcola sobre a "burocracia" no mundo do crime para eliminar alguém. Poderia ser promovido a Secretário de Segurança, com certeza, a segurança pública melhoraria e muito.

      Excluir
  3. CUSTO ALTO E CREDIBILIDADE BAIXA

    Meu caro Deputado "Passe o Fal"

    Parsifal Pontes de Deus, eu não acredito que um publicitário de nome e sobrenome tenha feito uma confissão desse tipo querendo negar o que a Perereca colocou!

    xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
    Caro Parsifal,
    Quero afirmar que o fato narrado aqui no seu blog nunca existiu. Trata-se de uma invenção para atingir a minha honra, o que já é useiro e vezeiro por parte do blog que você usa como referência.
    Att
    Orly Bezerra
    Xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

    O relevante do fato que você narrou sacado do postado pela Perereca (*) foi o saco que o Orly carregava ter derramado dinheiro , todos concordam comigo? Se concordam então este acontecimento é o que tentam negar!

    No “Trata-se de uma invenção para atingir a minha honra “ dito pelo Orly da para notar que em momento algum a tal viagem foi negada , uma viagem até para a zona não atinge a honra de um simples lixeiro se o motivo da ida não for para usar os “serviços” lá oferecidos e sim fazer seu trabalho!

    Bem que a viagem existiu isso é fato consumado, na correspondência a você dirigida ele não nega, como ele realmente viajou você pode me dizer o que ele faria lá na companhia do Sergio em plena campanha política? Não sabe tudo bem, não sou adivinho, mas te explico de uma forma que só um maluco em pleno uso de suas faculdades mentais poderia achar ser diferente!

    Até onde eu saiba publicitário é a profissão do Orly, todos sabem que publicidade é promoção de produto ou serviço através da comunicação destinada a venda do produto , serviços ou IMAGEM .
    Trabalhando na época da campanha política o Orly publicitário viajou para o Sul do Pará em companhia do Sergio , como se todos os visitados fossem “ Gente Boa” possuidores de um certo cartão vendeu a imagem de seu candidato fiado, no crediário em módicas parcelas sem entrada ficando o seu parceiro como fiador e testemunha, da para acreditar?
    Sua contestação soa como uma declaração de incompetência até pelo desperdício de palavras (17 a mais que o necessário) ou uma mentira deslavada!
    Orly aprenda com o mestre vendo um modelo de resposta abaixo mais barato e convincente!
    Caro Parsifal,
    Não fiz essa viaje e uma invenção para atingir a minha honra parte do blog que você usa como referência.
    Att
    Orly Bezerra

    Era época de Círio como agora e o juiz sentia-se benevolente ao interrogar o réu.
    - De que é acusado?
    - De fazer as compras do Círio antes do tempo.
    - Mas isso não é crime nenhum!!!! Com que antecedência as estava a fazer?
    - Antes de a loja abrir.

    ((((MCB))))

    (*) ainda não faz parte do rol das que fui useiro, assim não posso ser vezeiro, ainda!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. VC esta defecando pela boca!

      Excluir
  4. Orly, já que és leitor do blog, explique-me como de um dia para noite, nas vésperas das últimas eleiçoês para prefeito de Belém, as casas dos mais diversos bairros amanhaceram com uma bandeira amarela com o número 45, onde cada proprietário da casa ganhou R$ 50.00. Conforme relatado por vários colegas meus do conjunto Panorama XXI.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Marcos Valério paraense já mandou chamar para enfrentar a perereca o seu amestrado cachorro mais conhecido como “totó do Orly”. Deve ser um “saco” para o publicitário de há muito oficialmente tucano estar carregando sacos por aí. Interessante é que no final da operação eles desviam por caminhos diferentes (esse pessoal como gosta de desvios e descaminhos), um voltou de avião e outro por via terrestre. Até hoje ainda não foi descoberto se o saco voltou para a capital por em avião ou em caminhonete.

      Excluir


  5. Trabalho no Banpara...E o que se via na vespera da eleição era carros e carros fortes saindo pela garagem carregando malotes de dinheiro...Para onde ia?Ninguem sabe ,ninguem viu...

    ResponderExcluir
  6. Deputado: estou reenviando comentário que tentei postar hoje cedo, nesta postagem e na sua postagem anterior sobre o saco de dinheiro arrecadado pelo Orly em Canaã dos Carajás, na campanha de 2008. Enviei o comentário várias vezes, até como anônima, já que não conseguia me logar na conta do Google. Mandei também um email para parsifal@parsifal.com, mas, creio o senhor não recebeu. Por favor, eis o comentário. Muito obrigada pela atenção. E veja postagem no meu blog sobre esse assunto.

    Eis o comentário:

    "O fato aconteceu, sim - e o Orly sabe disso muito bem.

    Aliás, se o Orly diz que o meu blog é useiro e vezeiro em atingir a "honra" dele, por que não me processa?

    Vai, Orly, me processa!

    Contesta na Justiça as reportagens que publiquei sobre a Griffo, o fato de ela ganhar todas as licitações para a milionária propaganda dos governantes que ajudas a eleger e o fato de candidatos para os quais fizeste campanha subestimarem os valores que pagaram à empresa ou até suprimirem a Griffo nas prestações de contas à Justiça Eleitoral.

    Aproveita o embalo e contesta judicialmente também essa informação sobre o sacolão de bufunfa, dinheiro não declarado à Receita Federal e à Justiça Eleitoral, que arrecadaste lá em Canaã.

    Eu te desafio, mano: me processa!

    Afinal de contas, já processaste blogueiro antes, pedindo indenização por dano moral.

    Então, tens medo de quê?

    Já recorreste à Justiça uma vez, recorre novamente, ora pois!

    Não podes alegar que o "dano" que sofres não é significativo: meu blog tem cerca de 30 mil acessos por mês, mais as milhares de pessoas que lêem tais postagens no Facebook (uma delas, justamente sobre a Griffo, atingiu mais de 23 mil pessoas, apenas na página, sem contar o mural) e mais as pessoas que as lêem nos blogs, portais e jornais que as reproduzem.

    Então, é considerável o universo que toma conhecimento de tais denúncias.

    E se o que digo não é verdade, certamente que obterás na Justiça reparação à tua "honra", não é?

    Sabes, Orly, a tua sorte é que não tenho dinheiro. Porque, se tivesse, eu procuraria agora mesmo um advogado, para te processar por esse comentário.

    Afinal, ele embute ofensas a minha honra, já que levantas dúvidas sobre a minha atuação profissional.

    Pra ver como é que são as coisas: te julgas tão esperto, mas me abriste agora uma rodovia bacana, para abrir as contas da Griffo, não é?

    Já pensaste se tivesses que provar na Justiça o que acabaste de escrever?

    Se, a partir desse teu comentário, fôssemos revirar todas as licitações que a Griffo ganhou e todas as campanhas de que participaste?

    Ergue as mãos pro céu e agradece, Orly: a tua sorte é que não tenho dinheiro pra pagar um advogado.

    Muito obrigada, deputado, por repercutir a postagem de meu blog.

    Da sua eterna fã, Ana Célia Pinheiro".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Onde é a sede do teu Fã Clube?

      Excluir
    2. Perereca, acho que o Parsifal pode pagar um advogado para você. Ele sempre oferece o serviço aqui no blog dele.

      Excluir
  7. por que nao denunciarao, me polpe derrotados.

    ResponderExcluir
  8. O problema é que para ganhar a eleição tem que comprar votos. O corrupto do eleitor só vota ser receber no mínimo 100 reais em troca esse é o preço do voto comprado em tucuruí.
    Se o miserável do eleitor não vendesse seu voto o orly não presisava do saco de dinheiro.

    ResponderExcluir
  9. É Orly, isso aí é na casa do sem jeito, porque mesmo que fales a verdade, como se trata de política, ninguém vai acreditar em ti e sim na perereca.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. " A verdade quando chega sai a mentira" ou "A mentira só dura enquanto a verdade não chega" é o que o povo diz ou será que existem as duas ao mesmo tempo! "Se ao bem busca-o ao mal espera-o" , ele que busque seu bem porque seu mal já chegou, não é "Casa do sem jeito " e sim "Dizes que um juiz usa dois pesos e duas medidas onde a benéfica pende para o lado mais fraco se isso acontecesse a balança já tinha quebrado"

      Excluir
  10. Todos sabem q ue na política dinheiro é carregado em sacos mesmo.

    ResponderExcluir
  11. Processa a perereca Orly. Aí eu quero ver.

    ResponderExcluir
  12. E tu deputado. És Santo por acaso? Não vem dizer que nunca carregou dinheiro em saco.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A questão aqui não é o dep. , deixa de ser puxa saco e manda o Orly passar andiroba na cara, os caras do PSDB estão nervosos as mascaras estão caindo espero termos mais opção para votar 2014, vamos tirar esses mentirosos do poder. Nós ZÉ povo ta na hora de tomar vergonha na cara.

      Excluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.