30/11/2010

Jader Barbalho renuncia ao mandato de deputado federal

jader
O deputado federal Jader Barbalho (PMDB) acaba de entregar ao presidente da Câmara Federal, deputado Michel Temer (PMDB) a sua carta de renúncia ao mandato de deputado federal.

O mais longevo político do Pará toma a decisão como um protesto, alegando que se recusa a terminar o mandato de deputado federal como um “cidadão híbrido”: o STF o declarou inelegível, retroagindo uma legislação até oito anos, então, pela lógica da decisão, ele não poderia ter cumprido dois mandatos de deputado federal.

Jader Barbalho, que venceu a eleição de 2010 para o senado, com 1,8 milhões de votos, pela decisão do STF, que cassou estes votos por um empate, é inelegível e elegível ao mesmo tempo.

Declara ainda, Jader Barbalho, que concentrará forças na batalha judicial onde busca validar seus votos ou anular a eleição senatorial, com a convocação de novo pleito.

Clique na imagem para ler a carta de renúncia.

21 comentários:

  1. Jader Barbalho, o maior lider deste Estado, coerentemente renunciou seu mandato, já que não está elegível, também não estaria há 4 anos.

    Parabens, Jader,

    ResponderExcluir
  2. É a típica atitude desesperada de um político que nada tem feito pelo Pará.
    Pra mim, que já o admirei, não fará falta no Congresso.

    ResponderExcluir
  3. Muito bem agora o condenado, condenado? renunciou, digam lá camaradas, o que significa este movimento das peças do xadrez político.

    ResponderExcluir
  4. CALHA NORTE30/11/2010 15:03

    Realmente,o STF cometeu uma das suas mais equivocadas decisões, não com Jáder, mas com a normalidade jurídica do País. Fico imaginando se Jáder tivesse sido candidato ao Senado em 2006. Muito provavelmente seria eleito, e hoje seria um símbolo grotesco da posição grotesca do STF: Seria um senador, entrando legalmente na segunda metade do seu mandato, ou seja elegível, mas ao mesmo tornando-se inelegível em pleno exercício do mandato. Imaginemos as consequências, em outros processos, que advirão dessa esdrúxula "jurisprudência"

    ResponderExcluir
  5. Lutei, contra a didatura militar, quando dos donos do poder à época, criavam as leis para atingir os seus adversários, eram os famigerados Atos Institucionais.Não poderia acreditar que em plena democracía, criassem leis com uma unica finalidade: a Vindita.

    ResponderExcluir
  6. Togas pretas se transformam em batas brancas de padeiros que fazem o pão de acordo com que lhes receita o dono da padaria.

    ResponderExcluir
  7. Realmente, essa renúncia inesperada ninguém entendeu... pelo que parece, está querendo dar uma de Jânio Quadros?
    .
    Aos fins de 2006, Hélio Gueiros não mais lembrava que era o primeiro-suplente da bancada paraense do PMDB na Câmara Federal. A Ann Pontes está já com as malas prontas para Brasília?

    ResponderExcluir
  8. nada mas justo q a renucia.nesse pais em que juizes e ministros nao sao eleito pela vontade polular,voto do povo.no brasil esse povo esqueceram de estudar os principios da justica que ja exister mas de 19 seculos atraz. parabens dep jader barbalho..

    ResponderExcluir
  9. Interessante discussão em um restaurante instalado logo na entrada do Doca Boulevard, sobre genética.Todos os participantes concordavam que os genes são responsáveis pelos caracteres dos seres animais.Prosseguia a conversa, sobre as caracteristicas dos seres, depois da união conjugal, como eram, como são e como serão os oriundos desta união, ou seja qual o produto originado geneticamente:os filhos.De repente o mais calado dos participantes faz a seguinte pergunta: como são os filhos de um contrabandista, jogador de baralhos com uma prostituta profissional?Ninguém entendeu a pergunta e por assim ser ninguém respondeu.Pagaram a conta que já estava salgada e foram embora.

    ResponderExcluir
  10. Por manobras politicas ou excusas o PMDB, vai aos poucos perdendo forças no poder nacional.Por trucagens, derrubam vozes poderosas, principalmente do norte e nordeste.O Temer, vice-presidente eleito e presidente licenciado do PMDB, sem grandes votos em São Paulo, só pensa em seu projeto pessoal e em cooptar os peemedebistas partidários do combalido Oreste Quércia.O vice inicia acocorado para os petistas paulistas.

    ResponderExcluir
  11. Hoje a comentarista Miriam Leitão de Economia da rede Globo, no programa da Rádio CBN, disse com todas as letras, que o governo Lula, sempre fraudou todos os indicadores economicos.Pergunto por que disse isso somente agora depois das eleições? Como posso acreditar a partir de agora nos indicadores economicos, anunciados pelo governo ?

    ResponderExcluir
  12. Havendo novas eleições para representante do Pará, no Senado Federal, nós do PMDB e eleitores do Jader, vamos mostrar que o Pará, não se curva aos conchavos e manobras de politicos do Sul e Sudeste.Vamos mostrar ao grupinho Liberal, o que somos em defesa deste Estado para extirpar cancros que cresceram sob a égide do poder publico.Vamos lembrar os que os baratistas faziam no confronto com a Folha do Norte.Não vai adiantar mentiras às vésperas das eleições, porque a partir de agora estamos preparados.

    ResponderExcluir
  13. Caro osório para realmente ele ser coerente, como vc diz, ele deveria devolver todos os salários recebidos durante estes quatro anos, não achas!!!!!
    JR - Cabano

    ResponderExcluir
  14. Em homenagem a grandes juristas e personalidades do mundo juridico, que ocuparam a titularidade da pasta do Ministério da Justiça, repudio o acinte e achincalhe da possibilidade do deputado petista José Eduardo Cardoso, assumir esta pasta.No currículo o grande mérito de ser um dos três porquinhos da campanha da presidente eleita.

    ResponderExcluir
  15. Vale tudo para uma boquinha;Coronel Edson pede ao governador eleito a direção do Detran, por outro a Suleima Pegado, pede a Beta para pedir ao Jatene, o mesmo órgão.Ninguém sabe qual o prestigio politico da possivel articuladora chamada Beta.

    ResponderExcluir
  16. Ann já está de malas e discurso prontos, deputado?

    ResponderExcluir
  17. Com a renúncia ao Mandato de Deputado Federal, JÁDER BARBALHO busca criar um fato político de desfecho imprevisível e com firme propósito de reabrir o debate jurídico acerca do impasse do STF quanto à imediata aplicação da Lei "denominada" de "Ficha Limpa" e do seu alcance a situações pretéritas, juridicamente constituídas e consolidadas.

    Dependendo da extensão da repercussão da sua renúncia nos meios de comunicação, os efeitos dessa decisão poderão repercutir nos julgamentos pendentes no STF de casos similares ao seu, a exemplo do casal JOÃO e JANETE CAPIBERIBE, eleitos SENADOR e Deputada Federal, respectivamente, pelo Estado do Amapá, que assim como JÁDER renunciaram para se ver livres de processo de cassação de mandato.

    O novo Ministro do STF será o "DEUS", que decidirá abrir ou fechar as "portas do céu" aos eleitos que se encontrem nas situações de JÁDER, JOÃO e JANETE CAPIBERIBE.

    ResponderExcluir
  18. 23:04:00,

    Não será necessário malas: são dois meses de exercício apenas.

    ResponderExcluir
  19. Jáder pensa que somos bestas ou analfabetos. O que ele quer é trazer seus processos para a Justiça comum. Como esta é muito lenta, sua esperança é que os mesmos caiam na prescrição. O resto é balela. Cuidado Jáder, o tiro vai sair pela culatra. Cuidado que as algemas estão te esperando

    ResponderExcluir
  20. As coisas publicas, ou melhor as negociatas com as coisas publicas, rapidamente ficam no esquecimento.Afinal de contas a quem pertence um terreno ( ou melhor um grande buraco)que foi vendido por um empresário já falecido, na época dono de Supermercado em Marabá, ao Departamento Estadual de Trânsito - Detran.O terreno foi vendido por uma grande soma e alí seria construida a nova sede do órgão.Até hoje perdura uma grande interrogação sobre o que aconteceu.Senhores politicos, promotores, gestores o povo, quer saber ?

    ResponderExcluir
  21. Parsifal, gostaria de vê-lo fazendo melhor análise acerca desta renúncia, a do Jader. No dia 28 de outubro, em discordância ao presidente do TER-PA, você fez uma boa defesa, usando artigos do código eleitoral, enfim.
    Como leitor assíduo, aguardo!

    ResponderExcluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.