25/04/2017

Prova de fogo

Screen 001

O governador, como qualquer cidadão ameaçado processualmente, tem todo o direito de buscar, por todas as formas legais cabíveis, estancar a investida.

A saia justa nesse episódio será, mesmo, a primeira prova de fogo do procurador-Geral do Ministério Público do Estado, Gilberto Valente Martins, segundo colocado na lista tríplice, mas mesmo assim nomeado pelo governador Simão Jatene.

Em tese, a autonomia e independência do MP determinam que o Procurador-Geral do MP defenda incondicionalmente a autorização assinada pelo seu antecessor, que é peça não de uma pessoa, mas da instituição.

Mas a teoria na prática pode ser diversa.

2 comentários:

  1. Deputado parsifal. Já fiquei sabendo que o Gilberto Martins já tomou uma caixa inteira de LEXOTAN pois há mais sujeira descoberta pelo procurador medrado e promotor armando brasil

    ResponderExcluir
  2. Nomeado por tempo determinado e uma vida inteira pela frente!

    ResponderExcluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.