20/04/2017

Com ampla margem de vantagem, Lula lidera em pesquisa Ibope para 2018

Screen 006

Entre 11 e 17 de abril o Ibope realizou uma pesquisa cujo resultado não foi divulgado de imediato e agora, timidamente é postada na imprensa, escondida entre manchetes outras.

A razão para a discrição é que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) “voltou a ser o presidenciável com maior potencial de voto entre nove nomes testados pelo instituto”.

Revela a pesquisa que Lula tem cravados 30% de eleitores que responderam que “votariam dele com certeza” e mais 17% declararam que “poderiam votar” o que representaria um potencial de 47% de votos se as eleições presidenciais fossem hoje.

No caminho de Lula de volta ao Planalto, todavia, ainda há duas pedras: a marcação cerrada da Lava Jato e uma potencial rejeição de 51% do eleitorado afirmando que “não votariam nele de jeito nenhum”.

Esta rejeição, todavia, já foi 14 pontos percentuais maior, ou seja, está ocorrendo aquilo que eu sempre tenho sugerido aqui: a fissura da imprensa, aliada à saga justiceira dos que marcam Lula aos poucos o estão transformado em um mártir vivo.

Na mesma pesquisa, os possíveis candidatos do PSDB, partido que já vestiu as melhores chances de se opor ao retorno de Lula em 2018, estão em processo de desidratação, por conta das denuncias da Lava Jato, que não conseguiu mais omitir o fato de que corrupção não tem partido e nem espectro politico.

O senador José Serra (PSDB-SP) aparece com 25% de intenções de votos. O neotucano João Doria, prefeito marqueteiro, não necessariamente nessa ordem, de São Paulo, é o segundo dos tucanos em intenção de votos, com 24%. O senador Aécio Neves (PSDB-MG) e o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB-SP) aparecem empatados com 22% cada. Os três tucanos, no entanto, aferem taxa de rejeição superiores à de Lula: 58%, 62% e 54%, respectivamente.

Uma vantagem técnica atual de Doria é que ele já alcançou considerável marca de intenção eleitoral para a corrida presidencial de 2018 com muito pouco tempo de exposição. Outra vantagem que o torna um evidente candidato à candidato tucano, é que a rejeição acumulada é a menor de todos, 32%.

A eterna candidata da Rede, Marina Silva, corre por fora do espectro politico tradicional com um potencial de 30% de intenções, mas está em queda, pois pesquisas do ano passado (2016) a colocavam com 39%.

O Ibope realizou 2.002 entrevistas entre os dias 7 e 11 de abril, em todo o Brasil. A margem de erro é de dois pontos porcentuais, para mais ou para menos, com intervalo de confiança de 95%.

4 comentários:

  1. Eleitor não é burro, quando ele (eleitor) percebe que todo mundo é igual, é melhor ficar com o Lula que a vida deste eleitor era melhor.
    A Direita burra ao invés de mostrar um plano alternativo prefere apostar que a toga irá tirar o LULA do páreo

    ResponderExcluir
  2. A pessoa que fala que a Direita é burra, e às vezes é mesmo, se esquece que o que está em jogo é a falta de vergonha, o roubo, o assalto à Petrobras e aos Fundos de Pensão, o assalto a dinheiro fácil do BNDES. O que está acontecendo com o PT não é causado pela Direita, mas sim pela aposta na impunidade e na cegueira do povo manobrado como carneirinhos pelos Sindicatos e ditas lideranças como o MST, MTST e afins. Petistas de alto coturno presos por corrupção não é invenção da Direita. Será que Dirceu preso e Palocci idem, entre outros petistas que sabem tudo sobre os intestinos do partido é invenção do Moro? Se a Direita é burra, a Esquerda com seus apaniguados encarcerados por corrupção e muitas outras malfeitorias é uma conspiração das elites? O Lula, nos primórdios do Sindicalismo de resultados tomava sim Whisky com o pessoal da FIESP, enquanto os buchas de canhão iam apara as ruas fazer baderna, e na prisão recebia agrados do Romeu Tuma, expoente da Direita. O Emílio disse também que o Lula sempre foi um " bon vivant " claro que no sentido pejorativo do termo. O Emílio Odebrecht falou em depoimento que ajudava financeiramente o Lula para que ele segurasse manifestações de sindicalistas. É mentira? Se for, que o Lula ajuíze ação contra o senhor Emílio pedindo indenização por danos morais, por atentado à sua honra. São fatos que não devem ser acobertados sob o manto de uma ideologia tosca. Quem errou, senhor, seja da Direita, da Esquerda, do Centro, dos que ficam em cima do muro, do escambau, que responda perante a Lei. Foi a Direita que produziu o rombo imenso nos caixas dos Fundos de Pensão? O Palocci falou ao Moro ontem que está à disposição para mostrar dados, provas, endereços e operações que fariam a Lava Jato ter trabalho por mais um ano e que a Lava Jato faz bem ao Brasil. Se o Palocci falar, e tudo indica que vai fazê-lo, o Brani vai falar também. Será que Palocci combinou isso com a Direita burra? O Noam Chomsky, que o PT dizia ser um dos seus inspiradores, deu uma declaração arrasadora contra o partido, dizendo que " é doloroso ver o Partido dos Trabalhadores - a despeito de ter feito coisas boas - simplesmente não soube manter as mãos fora da caixa registradora " O Noam está a serviço da Direita? A desgraceira que o PT fez não é culpa da Direita, mas de uma Esquerda que perdeu o rumo, se é que teve, que desandou no tempero, que achou que num dado momento a conta das malfeitorias não chegaria. Acontece, senhor Marcio, que a conta chegou e está salgada, bem salgada. Se o PSDB, PMDB, PP e qualquer outro P, se beneficiou de dinheiro sujo, de tráfico de influência, lavagem de dinheiro ou qualquer outro crime, que pague. Simples, assim! A impunidade tem um efeito pedagógico devastador, na medida em que qualquer pessoa pode se dar ao direito de cometer os mesmos crimes e apostar na impunidade. Seria honesto politica e ideologicamente que se questionasse quem está bancando, por quais interesses, os caros advogados de Lula, que não sou poucos, quem está pagando os voos nos jatinhos e outras benesses ao ex-presidente. Não se pode ser honesto pela metade ou por receita da própria conveniência, senhor Marcio. Ou se toma as medidas corretas dentro da legalidade, ainda que se corra o risco de ver o Lula eleito novamente, ou continuaremos como uma irrelevante republiqueta de bananas. Banas, no caso, nós brasileiros se assistirmos candidamente a esse espetáculo de cinismo e horrores. Não foi a Direita, senhor Márcio que produziu o desastre da mãe de todas as crises econômicas, com o PIB caindo mais de 7 % em 2015 e 2016. Foi o PT e seus desvarios. Por falar em desvarios, procure ver a quantas anda a recuperação da Petrobras. O mérito é de simplesmente fazer o correto, sem, é claro, canonizar automaticamente quem está conduzindo a empresa. Não é isso. A questão não entre Esquerda e Direita. É entre o certo e o errado, o roubo e a honestidade, sem essa dualidade idiota do nós contra eles.

    ResponderExcluir
  3. Em regra não respondo a "valentes" anonimos mais vou abrir uma exceção. Concordo com tudo o que a senhora ou senhor anônimo disse, só que a postagem se refere a eleições onde a minha direita faz o caminho equivocado e vai perder se continuar nesta linha suicida se não mudar a estratégia.
    Ser honesto e fazer o certo é obrigação qualquer que seja ideologia. Mais que a minha direita é burra é sim. Então anônimo (a) vamos concordar que discordamos neste tocante. Bom feriado

    ResponderExcluir
  4. Parabéns ao anônimo das 10:25 (21.04), uma pena não ter se identificado. Infelizmente a ficha dos petistas ainda não caíram e nem vai cair, mesmo quando o Chefão por preso e condenado.

    ResponderExcluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.