15/03/2017

A Lista de Janot revela seus primeiros nomes

Shot002

Na foto acima, da esquerda para a direita, sem trocadilhos de espectro político, o presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), o presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia (DEM-RJ), o presidente nacional do PSDB, senador Aécio Neves (PSDB-MG) e o senador José Serra (PSDB-SP).

Os retratados têm em comum, além do cardinalato nos seus respectivos partidos e a proeminência na política nacional, estarem na esperada segunda edição da Lista de Janot, protocolada ontem (14) no STF, pelo procurador-Geral da República, Rodrigo Janot, em forma de pedido de abertura de inquérito para apurar participação na Lava Jato.

Ao todo, a Lista de Janot pede a abertura de 320 inquéritos, sendo que 83 contra parlamentares e ministros e 211 contra pessoas sem foro no STF, que deverão ser remetidos aos foros competentes. Há, também, o pedido de sete arquivamentos e 19 outras providências.

Embora as petições tenham sido protocoladas com a tarja do sigilo judicial, a imprensa começou ontem mesmo a entregar alguns nomes.

Além dos referidos acima, segundo a imprensa, constam na lista os senadores Renan Calheiros (PMDB-AL), Romero Jucá (PMDB-RR) e Edison Lobão (PMDB-MA), todos com foro no STF.

Na lista também estão os ex-presidentes Lula e Dilma Rousseff, além dos ex-ministros Guido Mantega e Antonio Palocci, que deverão responder em primeira instância, leia-se, Sérgio Moro.

Não obstante Rodrigo Janot tenha pedido a abertura de inquéritos e ainda seja necessário que o relator, ministro Edson Fachin aceite os pedidos e determine a respectiva abertura das investigações para que, efetivamente, existam os inquéritos, quem tem acesso ao sistema do STF já vê os procedimentos como inquéritos, embora, pelo sigilo, não seja possível ler o teor.

Rodrigo Janot também pediu a retirada de sigilo de parte das revelações feitas pelos ex-executivos da Odebrecht. O pedido poderá ser deferido, ou não, pelo ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no STF, o que deverá ocorrer na próxima semana, portanto, o capítulo iniciado ontem (14) com o protocolo da Lista de Janot, ainda se prolongará por alguns dias.

3 comentários:

  1. Acho que parte da população aprende como não se sentir incomodado com as suas transgressões..pois até agora não vi nenhum desses ficarem incomodados com todas as graves acusações que recebem diariamente pela mídia em geral. Acho muito grave!

    ResponderExcluir
  2. No seu Blog só leio coisas que denigrem o nosso Estado e Belém, é o lema do quanto pior melhor. Voce sabe que que o Pará é o unico Estado a apresentar saldo positivo na industria e com isto contraria o lema de voces com estas tais de pesquisas inventadas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se você se refere ao estudo da Macroplan, seria mais efetivo dirigir-se a eles. Aproveite também para protestar junto à prefeitura de Belém, pois foi a prefeitura que repassou os dados referentes ao município, para a consultoria.

      Excluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.