29/08/2016

Governo Jatene: o 171 do “Pará 2030” (I)

O título da postagem é o mesmo que intitula o novo artigo do advogado Ismael Moraes.

shot

O excerto sai do primeiro de uma série, que Ismael Moraes promete escrever, criticando, segundo ele, “a farsa que o governo Jatene representa à maioria do povo do Pará”.

Nesse primeiro artigo, Moraes sugere que a verdadeira opção dos governos de Simão Jatene é o favorecimento das grandes empresas privadas que se instalam no território paraense que, “a troco de sustentar campanhas políticas, enriquecem com nossos recursos naturais, nada pagam de impostos e tem as suas necessidades sustentadas pelo trabalho dos pequenos e médios empresários, profissionais liberais e até dos trabalhadores mais modestos da população.”

Para ler o artigo, clique aqui.

2 comentários:

  1. Dr. Ismael;

    Não considero este tipo de crítica como válido em se tratando de Simão Jatene. Os objetivos da vilania deste grupo político são há muito bem conhecidos, falta é detalhar todos os meandros da politicagem do PSDB no Pará e do empulhador-mor.

    ResponderExcluir
  2. Ismael Moraes29/08/2016 11:24

    Caro Anônimo, como digo no artigo, ele apenas é uma introdução. Não sei se detalharei "todos os meandros", mas alguns acho que contribuirei para a elucidação nos artigos que se seguem. Tenha paciência.

    ResponderExcluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.