31/08/2016

Dilma Rousseff é cassada

Shot 002

Acima o placar final da votação do processo de impeachment da agora ex-presidente Dilma Rousseff.

Nas projeções do placar, o Ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, tido como um expert nesse tipo de avaliação, acertou na mosca: uma semana antes da votação de hoje, ele já informava o Planalto que Dilma seria cassada por exatos 61 votos.

A minha projeção, sem as informações privilegiadas que o Ministro-Chefe da Casa Civil possui, era de que Dilma seria cassada por, no máximo, 58 votos, pois, com imbecis pruridos de ética pura, avaliava que Renan Calheiros e Collor de Mello se absteriam: aquele por ser o presidente do Senado e sempre ter pregado postura isenta; este por já ter sofrido um processo similar, que, com certeza, doeu tanto quanto.

Por fim, jamais imaginaria que o senador Telmário Mota (PDT-RR), que sempre defendeu Dilma publicamente, votou contra a admissibilidade do impeachment e declarou à Folha e ao Estadão que votaria contra a cassação, trairia a própria palavra dada. Mas na em hora que a onça se agacha para beber água e a cobra acende o cigarro, qualquer coisa pode ocorrer.

Sem esses três votos favoráveis, o placar não passaria de 58. Com eles, selaram-se os 61. 

Mas os senadores não sapatearam sobre o caixão de Dilma Rousseff. Destarte lhe tenham apeado da presidência da República, mantiveram os direitos políticos da ex-presidente, ou seja, Dilma poderá, em 2018, candidatar-se a qualquer cargo eletivo, exceto à presidência da República, pois ela já foi reeleita.

Logo mais, às 16h, toma posse Michel Temer (PMDB), como o 37º presidente da República Federativa do Brasil.

7 comentários:

  1. Fim pra dilma e lava jato kkkkkkkk

    ResponderExcluir
  2. Penso que esse evento político irá render ainda muito mais. Agora o Temer veio definitivamente pra vidraça. Aguardemos...
    O Senador pelo Pará Jader Barbalho votou pelo impedimento e votou pela manutenção dos direitos político da Dilma.

    ResponderExcluir
  3. Quem q tomar cuidado com lava jato e o barbalao

    ResponderExcluir
  4. E sorte do cunha.

    ResponderExcluir
  5. juridicamente o que voce achou das manobras na para salvar os direitos ?politicos da dilma?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma obliquidade jurídica que não passa em um tribunal que preze as letras do Direito Positivo brasileiro, pois a cassação de mandato por crime de responsabilidade, que foi o caso, por força da Lei das Inelegibilidades, remete automaticamente à inelegibilidade. A inelegibilidade, no caso, não é uma pena acessória, sobre o qual se possa opinar, e sim uma consequência indivisível da cassação. Mas não cabe ao STF, creio eu, decidir sobre isso, fora do contexto fático eleitoral. A questão, portanto, só poderá ser apreciada quando, e se, Dilma Rousseff se candidatar e for impugnada.

      Excluir
  6. A LAVA JATO continuará trabalhando, vou torcer que a MÍDIA continue divulgando o trabalho de SÉRGIO MORO, o que eu duvido.
    A imprensa ocultou aos brasileiros o foro de São Paulo.
    A imprensa dedica páginas e mais páginas para a separação do BONNER e da FÁTIMA BERNARDES, e esqueceu de informar a população que a DILMA fez parte de um grupo terrorista que assaltou ADEMAR DE BARROS.
    A imprensa se preocupa com a cueca que NEYMAR usa, e não chama a atenção que no Brasil morrem 60 mil pessoas por ano.
    Em política internacional a Imprensa brasileira com a sua imparcialidade seletiva demoniza TRUMP, e já escolheu HILLARY CLITON como a melhor candidata, e se o brasileiro se basear na imprensa nacional para formar o seu convencimento, vai achar que a HILLARRY será a MADRE TEREZA DE CALCUTÁ.

    ResponderExcluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.