13/01/2016

O Congresso Nacional no litoral paulista

Screen

A 30 km da costa de Itanhaém, no litoral paulista, fica a ilha Queimada Grande (foto acima), uma das poucas da região sem qualquer tipo de estrutura para receber turistas e os únicos seres humanos a pisar lá são cientistas, que precisam da autorização do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBIO).

Mas, fora os cientistas, ninguém quer ir lá mesmo, pois nos minúsculos 23 hectares da rocha moram mais de duas mil jararacas-ilhoas (foto abaixo), o que dá uma média de 86 serpentes por hectare. Para ideia geral, seriam 86 cobras para um campo de futebol: não há como escapar de uma picada.

Screen 002

Segundo o ICMBIO, as jaracas-ilhoas, que só existem na Queimada Grande, habitam o morro há 10 mil anos, e com o final da última era glacial, o derretimento do gelo teria subido o nível do mar e as ilhado onde estão até hoje.

Os cientistas do Instituto Butantã são os mais frequentes visitantes da ilha, e usam o veneno colhido das cobras, em estudos para a fabricação de soros e medicamentos.

No litoral paulista a ilha é coloquialmente conhecida como Ilha das Cobras, e mais jocosamente chamada de Congresso Nacional.

4 comentários:

  1. Parsifal, não difame as coitadas das cobras...

    ResponderExcluir
  2. Nº 9, quinta-feira, 14 de janeiro de 2016 COMPANHIA DOCAS DO PARÁ
    EXTRATO DE CONTRATO
    Espécie: Contrato de Transição; CONTRATANTE: Companhia Docas
    do Pará - CDP; CONTRATADA: PETROBRAS TRANSPORTE S/A
    - TRANSPETRO; OBJETO: arrendamento da Instalação Portuária
    indicada no Parágrafo Primeiro da Cláusula Primeira do Contrato de
    Transição, para sua exploração, em caráter transitório, em face de sua
    inclusão no Bloco 1 (BEL09) de licitações a ser levada a efeito pela
    ANTAQ; DO PRAZO: 180 (cento e oitenta) dias ou até que se encerre
    o processo licitatório; DOS PREÇOS: I - R$-101.353,24 mensais pelo
    arrendamento da Instalação Portuária, II - R$-0,7642 por tonelada
    movimentada, o que equivale a R$ 36.681,60, quando a movimentação
    no mês for igual ou inferior à MMC que é de 48.000ton/mês;
    FUNDAMENTAÇÃO: Resolução nº 2240 - ANTAQ, Leis nos
    12.815/13 e 8.666/93; DATA DA ASSINATURA: 21.12.2015; SIGNATÁRIOS:
    Parsifal de Jesus Pontes e Marcos Rodrigues de Matos,
    respectivamente Diretor Presidente e Diretor de Gestão Portuária da
    CDP e Silvio Moura Franco, Gerente Executivo da Contratada.
    EXTRATOS DE TERMOS ADITIVOS
    Espécie: Termo Aditivo nº 04 ao Contrato nº 51/2011; CONTRATANTE:
    Companhia Docas do Pará - CDP; CONTRATADA: Neokoros
    Brasil Ltda. - ME; OBJETO: prorrogação de prazo; PRAZO: 12 (doze)
    meses; DATA DA ASSINATURA: 01.12.2015; SIGNATÁRIOS: Parsifal
    de Jesus Pontes e Raimundo Rodrigues do Espírito Santo Jr., respectivamente
    Diretor Presidente e Diretor Administrativo Financeiro da
    CDP e Marco Cesar Chaul - Sócio Administrador da Contratada.
    Espécie: Termo Aditivo nº 05 ao Contrato nº 13/2012; CONTRATANTE:
    Companhia Docas do Pará - CDP; CONTRATADA: BRASILCARD
    ADMINISTRADORA DE CARTÕES LTDA; OBJETO:
    Prorrogação de prazo; PRAZO: 06 (seis) meses; DATA DA ASSINATURA:
    17.12.2015; SIGNATÁRIOS: Parsifal de Jesus Pontes e
    Raimundo Rodrigues do Espírito Santo Júnior, respectivamente Diretor
    Presidente e Diretor Administrativo e Financeiro da CDP e
    Antonio Rodrigues de Faria - Sócio da Contratada.

    ResponderExcluir
  3. MCB;

    No paraíso Adão e Eva também tiveram sérios problemas com cobras, e desde o primeiro contato com o malicioso ofídio, ficou claro qual era a intenção deste: corromper os homens com a falácia do poder. A lábia foi tanta, que a cobra os convenceu de que poderiam até decretar o 'impeachment' de Deus.

    ResponderExcluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.