28/01/2016

Brasil perde 7 posições no ranking de corrupção da Transparência Internacional

shot 014

Os escândalos desvelados pela esteira da Lava Jato fizeram o Brasil despencar sete posições na edição de 2016 (dados de 2015) do ranking de percepção de corrupção elaborado pela ONG Transparência Internacional.

Divulgado ontem (27), o relatório coloca o Brasil na 76ª colocação dentre os 168 países pesquisados, o que nos afere a pior posição já obtida desde 2008, quando obtivemos a 80ª colocação. Em 2015 (dados de 2014), estávamos na 69ª, a melhor posição já obtida.

shot 013

A Transparência Internacional não usa dados objetivos para elaborar as tabelas e sim pesquisas com pessoas comuns, executivos privados e integrantes de instituições diversas, que avaliam subjetivamente o grau de corrupção dos países, daí o porquê de o ranking se chamar de “percepção de corrupção”.

Também, instituições como o Banco Mundial, o Fórum Econômico Mundial e o Banco Africano de Desenvolvimento são ouvidas. Perguntas como “em que medida ocupantes de cargos públicos são impedidos de abusar de seus postos?" e "em que medida ocupantes de cargos públicos que abusaram de seus cargos foram processados ou punidos?", são feitas.

Cada resposta tem um peso específico variável e o resultado é uma nota que vai de 0 a 100. Quanto maior a nota, mais transparente é o país. Na edição de 2015 (dados de 2014) o Brasil obteve nota 43. Em 2016 (dados de 2015), a nota do Brasil foi 38.

A Dinamarca (tetra campeã em transparência), que ficou no primeiro lugar, e, portanto, considerado o país menos corrupto do mundo, obteve nota 91. A Somália e a Coreia do Norte, que lograram o último lugar no ranking, tiveram nota 8.

É preciso que o Brasil tome as medidas necessárias para impedir que esquemas como os que foram revelados pela Operação Lava Jato se repitam. Não basta só prender. É preciso mudar o sistema em que políticos e empresários estão tão próximos”, sugeriu Alejandro Salas, diretor para as Américas da Transparência Internacional, ao comentar a posição do Brasil no ranking.

Abaixo, os dez países menos corruptos do mundo, ao lado dos 10 mais corruptos:

shot 012

Abaixo a tabela com as posições do 168 países pesquisados:

3 comentários:

  1. Nº 19, quinta-feira, 28 de janeiro de 2016 COMPANHIA DOCAS DO RIO DE JANEIRO
    EDITAL DE CONVOCAÇÃO
    A COMPANHIA DOCAS DO RIO DE JANEIRO - CDRJ,
    considerando a realização de concurso público cuja homologação foi
    através do resultado publicado em 29/06/2010 no Diário Oficial da
    União, para ao cargo de Guarda Portuário, convoca - por ordem
    judicial - o candidato abaixo relacionado para comparecer no dia 03
    de fevereiro de 2016, às 10 horas, na Gerência de Gestão de Carreira
    - GERCAR - Rua Acre, 21, 2º andar, Centro - Rio de Janeiro, a fim
    de obter a relação dos documentos necessários para admissão, descrito
    no item 11.09 do Capítulo 11 do Edital, bem como iniciar os
    procedimentos para realização dos exames admissionais.
    Emprego: Guarda Portuário
    CLASSIFICAÇÃO INSCRIÇÃO NOME
    10º 186531 STENIO ABREU DE LIMA
    Rio de Janeiro, 27 de janeiro de 2016.
    ALEXANDRE PORTO GADELHA
    Diretor-Presidente

    ResponderExcluir
  2. confesso que isso é uma palhaçada.
    os caras ganham muito dinheiro aqui
    como entender um pais em crise e um banco anuncia lucros
    "O Bradesco anunciou na manhã desta quinta-feira (28) que seu lucro líquido cresceu para R$ 17,19 bilhões em 2015, um aumento de 14% em relação aos R$ 15,08 bilhões registrados no ano anterior."

    ResponderExcluir
  3. http://www.ormnews.com.br/noticia/marinha-intima-empresas eita que te pegaram pra cristo rsrsrs

    ResponderExcluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.