03/12/2015

O impeachment da presidente Dilma na imprensa internacional

Shot 001

O editor para a América Latina do jornal britânico Financial Times resumiu em uma frase cinematográfica tudo o que tenho lido na imprensa internacional sobre o pedido de impeachment da presidente Dilma: "Brasília é uma versão tropical dos Jogos Vorazes".

Jean Rathbone explica: “os políticos brasileiros estão agora mais preocupados em salvar as suas próprias peles do que lidar com uma preocupação mais premente: a economia".

Da mesma forma que os estadunidenses The New York Times, de orientação conservadora e republicana e o Washington Post, de orientação liberal e democrata, opinaram que a principal motivação do acatamento do pedido de impeachment é política, Rathbone opina que "a razão imediata para o possível impeachment é a acusação de o governo maquiou as contas públicas – um assunto técnico. Mas a razão para que o processo do impeachment tenha sido lançado agora é puramente política".

E, demonstrando que, mesmo de Londres, conhece os escaninhos da política brasileira, o jornalista comenta que Cunha, "hábil operador dos bastidores, esperava que o governo do PT apoiasse sua causa e o protegeria. Quando esse apoio não veio, ele iniciou o processo de impeachment. A oposição, farejando sangue, aderiu ao pleito”. Há um reparo aí. A oposição não “aderiu ao pleito”: o pleito é da oposição.

Mas, na visão de Rathbone, o que está ruim pode ficar pior: "a economia está sofrendo sua pior recessão desde 1930. O Congresso está afetado pela operação Lava Jato ─ um senador foi preso na semana passada. E agora foram abertos os procedimentos para dar início ao impeachment da presidente, Dilma Rousseff. Pode ficar pior? A resposta curta é: sim".

7 comentários:

  1. O mercado já reagiu positivamente apenas por ter sido aberto o processo! Vai melhorar E MUITO quando ela sair! Mesmo que quem entre seja uma múmia igual o Temer!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas o regente deste golpe é esta múmia(ou mordomo). essa pratica é conecida e só quem esteve ao lado de gente como elizeu padilha e ouviu ele afirmar que elegeriam Dilma pra depois apea-la do poder tem como afirmar que este pmdb é o pior dos escrementos da politica brasileira. mas temos gente de olho e ciro gomes q de tôlo nada tem, afirmou na sexta no programa da Mariana Godoi q temer é sócio intimo de eduardo cunha( e por isso foi sabotada desde o inicio de 2015) e q dispoe de copias de decretos que o temer assissou. Temer é o capitão do Golpe. Patife.

      Excluir
  2. Feio X Bonito

    Em briga de sujos dentro da mesma poça de lama, me parece que fica melhor quem se despojou de qualquer máscara de probidade. E nesse momento o deputado Eduardo Cunha leva vantagem. A presidenta Dilma continua tentando disfarçar e... é claro... ninguém engole mais esse papinho.

    ResponderExcluir
  3. Caro Parsifal, eu gostaria de saber sua opinião sobre esse impeachment.

    1 - sua opinião quanto ao tempo que vai levar para sair a decisão final

    2 - caso não for compremetedor para o nobre politico, seu palpite sobre qual vai ser a decisão final.

    ResponderExcluir
  4. A pior cabeça é àquela que pensa pela dos outros, falar que o mercado reagiu positivamente ..... é frase de jornal nacional, de quem não conhece nada de economia, de quem ao longo da semana não perde Jornal Nacional e no fim de semana lê o Liberal, caderno Troppo logo no sábado, certamente deve ser um tucano travestido de papagaio; Dê uma olhada no saldo da balança comercial brasileira, dê uma comparadinha no site do banco central o volume de reservas cambiais, deveria ler também, um pouquinho, o jornal valor econômico e etc.

    ResponderExcluir
  5. Se pedala fiscal desse impeachment o Pará teria outro governador

    ResponderExcluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.