24/09/2015

Enquanto isso, no Planalto Central do Brasil

Shot 014

O PMDB e a presidente Dilma continuam tentando montar a imbricada equação de contentar as três alas do partido com cinco ministérios, missão que poderá dar a Dilma o diploma que lhe faltava de articulação política, para que possa tentar solucionar a crise política na qual se meteu, cujo principal substrato é a crise econômica que o Brasil experimenta.

Praticamente fechadas duas pastas para a Câmara Federal e duas para o Senado, o imbróglio se foca na quinta pasta, que será uma indicação de consenso entre as bancadas do PMDB das duas Casas e em como acomodar líderes de ambas que não se sentem incluídos no desenho.

Tratam-se do vice-presidente Michel Temer e do senador Jader Barbalho, cujos espaços na Esplanada, previstos para serem extintos, ainda não foram reacomodados: os ministros Eliseu Padilha (Aviação Civil), Henrique Eduardo Alves (Turismo) e Helder Barbalho (Pesca).

Aconselhada pelo ex-presidente Lula a não deixar nenhum ponto sem nó, a presidente Dilma já pensa em manter o Ministério do Turismo, o que resolveria a situação de Henrique Alves, restando acomodar Eliseu Padilha e Helder Barbalho, para que se ponha termo às conversas com o PMDB e iniciem-se as tratativas com os demais partidos.

Dificilmente a reforma, que seria anunciada ontem (22), será anunciada até amanhã (23). O provável é que a novela tenha capítulo final na próxima semana.

18 comentários:

  1. Neste desGoverno de ptralhas tudo é possivel, mas uma coisa o povo está notando para dar a resposta nas proximas eleições. O Collor por fazer uma trambicagem com um Fiat Elba foi para rua e este pessoal que rouba na cara dura ajudado por estes politicos que estão do lado do PT não acontece nada.

    ResponderExcluir
  2. O PMDB mostra a cada dia a sua voracidade insana pla maquina publica.como seus lideres sabem que nao chegam sozinhos a chave do cofre,se juntam a mafia ptista pra depois dividirem o butim.ainda bem que os paraenses abriu o olho no segundo turno.

    ResponderExcluir
  3. Deputado, será que não tem gente gabaritada nos quadros tecnicos da CDP pois ouvi dizer que o Senhor está levando alguns desanparados do PMDB para esta Companhia. Quando esta empresa quebrar não se deve culpar os seus funcionários. É a maldita politica acima da qualidade. Uma vergonha!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem, e muitos. Por lei, 70% dos cargos em comissão e um dos três diretores da companhia, têm que obrigatoriamente ser do quadro da empresa.
      Os outros 30% dos cargos em comissão, que são 21, são de livre nomeação do presidente. Esses 21 de livre nomeação têm que se enquadrar, também, na legislação, que enumera os requisitos necessários para nomeação.
      Fique tranquilo: a CDP não vai quebrar. É uma empresa sólida e deve isso, de fato, aos seus 450 funcionários concursados e aos 21 comissionados, que são substituídos por serem cargos de confiança dos diretores, que os substituem assim como o governador substitui os secretários.

      Excluir
    2. Bem, segundo me consta são 359 conforme planilha do mes 8. https://www.cdp.com.br/.../d5650ae0-fb3e-4c90-800f... OU SERÁ QUE O SR ,ESTÁ CONTANDO COM OS TEMPORARIOS...

      Excluir
    3. SORRY, Bem, segundo me consta são 392 conforme planilha do mes 8. https://www.cdp.com.br/.../d5650ae0-fb3e-4c90-800f... OU SERÁ QUE ELE ESTÁ CONTANDO COM OS TEMPORARIOS...

      Excluir
    4. Você viu o quadro atual. O quadro completo é maior e a CDP está chamando até o limite autorizado pelo DEST, os Concursados, conforme determinação judicial. Não há trabalhadores temporários na CDP. Há cargos em comissão, que são de livre nomeação e exoneração da diretoria, autorizados e constantes em lei. Esses não fazem parte do quadro efetivo da empresa.
      Por favor, não escreva em caixa alta, pois isso poderá bloquear o seu comentário e ele não ser publicado. Observe que há esse aviso na caixa.

      Excluir
    5. presidente,o dest tem conhecimento que desde 1997 não chamam pra belém fiel de armazém,pois vericamos em planilhas e links que dos 5 que foram chamados em 97(fiel) o 1 não assumiu pq passou no ano posterior no trt8 e que em 2013 sairam o 4 ibama e o 5 colocado tj pará,havendo na nossa ótica nescessidade de tais profissionais nos portos de miramar e outeiro: Companhia Docas do Pará
      EDITAL N9 1/97 Resultado de Concurso Público O Diretor Presidente da COMPANHIA DOCAS DO PARÁ (CDP) torna público o resultado do Concurso Público n° 001/97, para Analista de Sistema, Assistente Social, Fiel de Armazem, Programador de Computação, Técnico de Segurança do Trabalho, Auxiliar de Enfermagem. Inspetor da Guarda Portuária, Assistente Administrativo, Guarda Portuário conforme-a seguir - FIEL DE ARMAZEM: Jose Joao Martins Correa Neto (94,00), Pedro Paulo Ferreira do Amaral (90,00), Valdir Noronha Tavares (90,00), Fernando Antonio Lima de Loureiro (88,00), Renato da Costa Barros http://pesquisa.in.gov.br/imprensa/jsp/visualiza/index.jsp?data=30/04/1997&jornal=3&pagina=14&totalArquivos=88

      Excluir
    6. http://pesquisa.in.gov.br/imprensa/jsp/visualiza/index.jsp?data=30/04/1997&jornal=3&pagina=14&totalArquivos=88 este e o link do edital n 1 de 16 de abril de 1997.
      Concurso Público o diretor da companhia docas do pará, no uso de suas atribuições, torna pública a
      abertura de inscrições e estabelece normas para o concurso publico para o provimento, em "Belém", de cargos efetivos do Quadro de pessoal da Companhia Docas do para - cdp, conforme especificado a seguir:

      Excluir
  4. O " é dando que se recebe " da Oração de São Francisco, na política brasileira, tem sempre o glutão PMDB como símbolo do balcão de negócios que é Brasília. Segundo o José Simão, na Folha de São Paulo, edição de hoje, 25/09, o PMDB significa Pegamos Ministérios De Baciada. Faz todo sentido. Infelizmente.

    ResponderExcluir
  5. para o sr ver, discurso dos presidentes anteriores : https://www.youtube.com/watch?v=8TESFaMkbTI https://www.youtube.com/watch?v=vuwZMTgGWSs

    ResponderExcluir
  6. Presidente,o dest tem conhecimento que desde 1997 não chamam pra belém fiel de armazém,pois vericamos em planilhas e links que dos 5 que foram chamados em 97(fiel) o 1 não assumiu pq passou no ano posterior no trt8 e que em 2013 sairam o 4 ibama e o 5 colocado tj pará,havendo na nossa ótica nescessidade de tais profissionais nos portos de miramar e outeiro. fiel de armazém chamados em 1997 1 Jose Joao Martins Correa Neto ,2 Pedro Paulo Ferreira do Amaral , 3 Valdir Noronha Tavares , 4 Fernando Antonio Lima de Loureiro ,5 Renato da Costa ( pne) . http://pesquisa.in.gov.br/imprensa/jsp/visualiza/index.jsp?data=30%2F04%2F1997&jornal=3&pagina=14&totalArquivos=88,(obs;ficariamos gratos se o sr. nos responde-se) concursandos cdp 2012.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A CDP está impedida, desde 17.09.2015, de administrativamente aumentar o seu quadro efetivo, mesmo que esse esteja a menor daquele formalmente autorizado. Siga o link http://zip.net/btr5l9 para ler o ofício do DEST sobre o assunto.
      Se você precisar de maior esclarecimento, por favor, sinta-se à vontade para procurar a diretoria administrativa da empresa, ou a mim, na presidência, que será um prazer atender.

      Excluir
    2. Senhores,
      Respeitosamente
      Cumpre um esclarecimento
      De fato, não há temporários na CDP. O que há são:
      muitos efetivos em acúmulo de função;
      Muitos efetivos em desvio de função;
      Muitos extra quadros contratados, por regime diferenciado de contratação, RDC;
      centenas de terceirizados;
      atividades fins terceirizadas, no caso os auxiliares portuários estão fora da função que é deles por lei
      e, no caso da área operacional, seguramente, há demanda para, pelo menos, 20 conferentes de cargas e, pelo menos, 10 fiéis de armazém.
      E, felizmente, depois de muita luta e muitas décadas, a Guarda Portuária está retomando sua área de atuação e competência legal, diga-se de passagem, por força da justiça, e não administrativamente.
      Mas, acredito que a atual gestão será diferente, porque democrática, transparente e legalista.

      Att

      Cileno Borges

      Excluir
  7. Senhores,
    Respeitosamente
    Cumpre outro esclarecimento
    O que falta na CDP é mais pessoas de atitudes.
    Tenho esperança que o atual presidente e sua equipe que escolheu e sua filosofia de trabalho, veio para mudar um pouco ou muito isso.
    Tudo é relativo, a única coisa que não é relativo é o absoluto.
    Nesse tempo de CDP, quantos e quantos regramentos está deixou de cumprir?
    Quantas e quantas multas foram deixadas de ser aplicadas por conta desses descumprimentos?
    E durante quanto e quanto tempo deixou de cumpri-los?
    Por quase 10 anos descumpriu o TAC que impedia a terceirização da Guarda Portuária e nunca foi multada por isso.
    Nunca cumpriu ou cumpre o PUCS – plano unificado de carreiras e salários – que é de1989;
    A CDP descumpre algumas cláusulas do seu próprio ACT que celebra com as entidades de classe, dentre elas a que versa sobre o lanche noturno dos empregados; a que versa sobre as licenças remuneradas, que são apenas abonadas; a que versa sobre os uniformes, que tem de ser anual suas entregas, mas, que passou cerca de 05 anos sem distribuir aos seus empregados e que agora os entrega em número menor do que antes entregava, e por aí vai.
    Att

    Cileno Borges

    ResponderExcluir
  8. Senhores,
    Respeitosamente
    Cumpre ainda outro esclarecimento
    O impeditivo do Dest é muito contraditório.
    Senão vejamos:
    Codesp e Codeba farão concurso publico, sendo que na codesp é para 88 auxiliares portuários – atividade fim do sistema publico portuario, para função que aqui foi terceirizada, atracação e desatracação de embarcações. Com isso a CDP descumpre, ao terceirizar essa atividade, sua própria legislação portuária, no caso, o regime de exploração dos portos e seu próprio PES – plano de empregos e salarios, que descreve como atribuição dos auxiliares portuários a função a que aqui me referi.
    A CDP terá, até no máximo inicio de novembro, anunciar um concurso publico para a Guarda portuária, pois isso foi definido pela justiça no DOU antes do dia 17 de setembro.
    A CDP tem obrigação de se rebelar – no bom sentido - contra o DEST, e defender o interesse publico da eficiência e não precarização das atividades e serviços públicos portuarios que lhe cumpre prestar, numa palavra, informar, esclarecer, alertar, contestar, dar visibilidade de que se faz imperioso e urgente a necessidade de novas contratações para os setores da área operacional, conferentes de cargas e fieis de armazém, pois o PES não corrigiu os desvios de função existentes.
    É isso que chamo de atitude.
    E isso, será também defender os interesses do Pará, da nossa região e caso DEST não acate, ainda ficará uma pergunta por ser feita?
    Por que as outras docas podem contratar e aqui não pode, sem esquecer que as empresas de economia mista estão fora da restrição da não realização de concursos públicos.
    Att
    Cileno Borges

    ResponderExcluir
  9. http://pesquisa.in.gov.br/imprensa/jsp/visualiza/index.jsp?data=28/09/2015&jornal=3&pagina=4&totalArquivos=224 dol de hoje Nº 185, segunda-feira, 28 de setembro de 2015 COMPANHIA DOCAS DO ESTADO DE SÃO PAULO
    EDITAL No- 1, DE 28 DE SETEMBRO DE 2015
    CONCURSO PÚBLICO
    CONVOCAÇÃO PARA PROVA OBJETIVA
    Auxiliar Portuário
    COMPANHIA DOCAS DO ESTADO DE SÃO PAULO -
    CODESP, no uso de suas atribuições legais, CONVOCA todos os
    candidatos inscritos no Concurso Público nº 01/2015, para prestarem
    as Provas Objetivas,

    ResponderExcluir
  10. verdade! esse dest é contraditório...

    ResponderExcluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.