06/05/2015

Em oitiva, Nestor Cerveró nega ligação com o PMDB e diz que o juiz Moro o deixou liso

Screen 002

O juiz Sergio Moro até que tentou, ontem (5), no depoimento do ex-diretor da área Internacional da Petrobras, Nestor Cerveró, arrancar-lhe a confissão de que o PMDB teria sido o seu padrinho na Petrobras.

A tentativa de Moro serviria para estabelecer o nexo de ligação entre ele com o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), mas falhou.

Juiz Moro:

“O Senhor Paulo Costa que foi ouvido no processo mencionou que ele assumiu a Diretoria de Abastecimento numa indicação política do Partido Progressista. Afirmou também que o senhor Renato Duque seria uma indicação política do Partido dos Trabalhadores e mencionou que o senhor seria uma indicação política do PMDB”.

Nestor Cerveró não deixou Moro completar a pergunta e atravessou:

“Não sou uma indicação política do PMDB”.

Moro voltou:

“O senhor pode me esclarecer como que o senhor assumiu o cargo de diretor?”.

Nestor Cerveró:

“Eu assumi o cargo de diretor atendendo um convite do presidente Lula e da ministra Dilma de Minas e Energia”.

Moro, ainda fez uma derradeira tentativa:

“O PMDB não teve influência política na sua escolha?”

Nestor Cerveró:

“Havia uma ligação mais próxima ao Partido dos Trabalhadores”.

Ao final do depoimento, como é de praxe, o juiz Moro perguntou a Cerveró se ele tinha algo mais a declarar.

O réu não se rogou:

“Estou sem dinheiro. Vossa Excelência bloqueou todas as minhas contas e com esse parco salário que o senhor me deixou fiquei sem receita”.

E caiu o pano.

10 comentários:

  1. Os amigos de sempre bem que poderiam fazer uma campanha para ajudar o pobre coitado...né?

    ResponderExcluir
  2. Ele não precisa de dinheiro na cadeia.

    ResponderExcluir
  3. Quer dizer que Renan tá livre? oh inocente.....

    ResponderExcluir
  4. Se ele dissesse que foi indicado na cota do PMDB isso seria o bastante para considerá-lo um "operador". E como ele tem negado desde sempre as ações criminosas, preferiu dizer que foi o ex-Presidente Lula e a Ministra de Minas e Energia. O que não é mentira.

    ResponderExcluir
  5. O Sérgio Machado, quando na Transpetro, todo mundo sabe, até os postes de Brasília, foi indicação do Renan, esse anjo de primores.

    ResponderExcluir
  6. Parsifal, é verdade que o Dr. Jader está usando fralda geriátrica?

    ResponderExcluir
  7. Os homens públicos se esquecem que a História lhes vigia os passos. O PMDB há muito se apequena sendo um coadjuvante do PT em quatro mandatos. Não apenas como Vice, como vassalo nos momentos que seus serviços são solicitados. Irracional, como quem pilota hoje o PMDB não se lembra de homens como Ulysses, Brossard, Simon, entre tantos outros que orgulhariam qualquer legenda e chafurda na lama das vantagens indevidas e relações promíscuas entre o público e o privado. Dia desses, o Ciro Gomes que não é nenhum santo, disse que " o PMDB é um ajuntamento de assaltantes " e o PMDB acovardou-se em ruidoso silêncio. Não é de se esquecer essa tara, essa compulsão por partidos políticos indicarem em loteamento, diretores, presidentes de estatais, essas aleivosias que sempre dão em lamaçal. O Sérgio Machado, que saiu da Transpetro depois que operações heterodoxas foram descobertas, foi indicação do Renan Calheiros, do PMDB. O mesmo Renan que foi fazer implante capilar voando em jato da FAB. Após descoberta a traquinagem, devolveu a grana referente ao custo da viagem, mas não precisava passar por mais esse constrangimento, ele que fez o diabo para acobertar uma relação extraconjugal, com pagamentos à amante pelas vias tortas da malandragem. Há pouco o Senador do PMDB Eunício Oliveira indicou o presidente do Banco do Nordeste e por aí segue o rosário de coisas estranhas. Eu sei que não existem santas no bordel, mas as coisas há muito têm cores bizarras na política e o PMDB tem sido partícipe na lambança. Claro que há exceções felizmente, mas o PMDB há muito se apequena. Não à toa o mesmo Ciro Gomes disse que " a Dilma governa com uma aliança assentada na putaria " E o PMDB, novamente, nem um pio!

    ResponderExcluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.