14/04/2015

Artista brasileiro processa Apple por plágio

Shot 002

Um dos mais requisitados artistas brasileiros nos EUA e Europa, o pernambucano Romero Britto, processa a Apple e uma empresa de design nos EUA, acusando-as de plágio em uma campanha de marketing da marca.

O plágio alegado por Britto e pelo qual cobra uma indenização pelo uso indevido, é a inconfundível forma como ele usa os traços e as cores em seu trabalho, uma espécie de Picasso neo-modernista, sem querer ofender os aficionados por Pablo.

Visitando o site da campanha publicitária da Apple, "Start Something New", verifiquei que, de fato, não há como negar que uma das ilustrações é um plágio do traço de Romero Britto.

Abaixo a peça que ilustra a campanha da Apple:

Shot

E abaixo uma colagem de peças de Romero Britto:

Shot 001

"Esta combinação específica de elementos visuais quando tomados em sua totalidade cria uma impressão visual de conjunto que é exclusivo ao trabalho de Britto", diz a ação judicial, o que procede absolutamente.

E dito que na propaganda nada se cria e tudo se copia, mas copiar sem o devido crédito ao autor custa caro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.