04/03/2015

Prefeito de Parauapebas é afastado por 180 dias

A Câmara Municipal de Parauapebas, município mais rico do Pará depois da capital, afastou ontem (03) o prefeito do município Valmir Queiroz Mariano (PSD), popularmente conhecido como Valmir da Integral, devido ao nome de empresa de sua propriedade.

Shot003

O afastamento foi por 180 dias e se baseou, segundo o blog de Parauapebas, Sol de Carajás, em “farta documentação” que comprova irregularidades cometidas pelo prefeito e seus assessores diretos.

A documentação que mais chama atenção é a da compra de um terreno, que em se mostrando verdadeira, passará para a história do anedotário político nacional como o terreno que mais se valorizou no mundo em um determinado espaço de tempo.

O terreno foi comprado por um apoiador da campanha do prefeito, em fevereiro de 2013, por R$ 100 mil e em dezembro do mesmo ano foi vendido para a prefeitura de Parauapebas por R$ 15,457 milhões.

Mas o prefeito afastado não se rogou: deu de ombros à decisão da Câmara Municipal e foi despachar hoje (04), na prefeitura, como se nada tivesse ocorrido.

Pena que não fui eu quem comprou, em fevereiro, e vendeu, em dezembro, o milagroso terreno.

15 comentários:

  1. Não vamos longe. A Ann tem um apartamento no Morumbi em São Paulo avaliado em 2010 250 mil. Se quiser me vender por esse preço ou até o dobro eu topo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa recorrência ainda é usada?! Você é mais um que desconhece completamente a legislação do imposto de renda, que não permite ao declarante atualizar o valor do bem. Esperteza do Leão, pois o imposto é cobrada, na hora da venda, sobre a diferença. Portanto, se você quiser pagar R$ 1 milhão, o apartamento é seu e eu tenho que pagar o IR sobre R$ 750 mil. Mas eu adoraria que, mesmo em 6 anos, o apartamento valorizasse tanto quanto esse terreno valorizou em 10 meses. Pagaria o imposto de diferença com prazer.
      O terreno era seu?

      Excluir
    2. Dr, concordo com vc, esse terreno foi o maior esquema pra ser vendido, o ex dono passou pra um filho que ele emancipou, e pediu autorização dos outros filhos pra vender, só esqueceu de pedir auto pra o que el emancipou, o pai pegou procuração do filho emancipado pra vender, mais não incluíram os documentos do jovem emancipado no processo. Pior de tudo , a mãe do rapaz é chefe do cartório local.

      Excluir
  2. É Dr Parsifal, em Parauapebas isso aí é fichinha, espere que muitas outras denúncias aterrorizantes vão aparecer. Esperamos agora o prefeito largar o osso, pq ele disse hj na porta da prefeitura " Eu ainda sou o prefeito", atéeentrou pela porta da frente, algo inédito!

    ResponderExcluir
  3. Pelo menos os vereadores fizeram algo, pra dizer que não estão dormindo. E aqui em Tucuruí que os vereadores se fingem de mortos e nada fazem perante as peripécias do prefeito.

    ResponderExcluir
  4. Só queria que o ilustríssimo senhor senhor prefeito e sua corja fossem expurgados desta cidade, porque de tumor maligno nossa politica já tem sobrando.

    ResponderExcluir
  5. Na realidade os valores não são estes. O terreno nu custou 800 mil ao proprietário que depois de fazer ruas, aplicar esgoto, água tratada, energia elétrica e anexá-lo a outra área que ja era de sua propriedade vendeu a prefeitura. Se a denúncia fosse séria a Câmara a teria recebido, coisa que não aconteceu, O suposto afastamento do prefeito (já que ele continua no cargo até agora) e posse da vice foi feito de forma ilegal, assim como a destituição da mesa da Câmara. Muito me admira nobre deputado você publicar matéria desse blog apócrifo e tendencioso cujo o autor, se sabe, mora em Brasília e sequer vice a realidade local e usa o mesmo apenas para denigrir a imagem do atual prefeito em favor ao PT local.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O blog em questão não é apócrifo: o poster é Lindolfo Mendes, com quem fiz contato pelo e-mail que está lavrado na coluna direita do blog, inclusive com a fotografia dele. E você mesmo se contradiz ao afirmar que o blog é apócrifo e logo depois afirmar que sabe quem é o autor, inclusive sabe que ele mora em Brasília, o que é irrelevante.
      Mesmo que terreno tenha custado R$ 800 mil e tenha recebido todas as benfeitorias que você informa, é inexplicável a venda, 10 meses depois, por mais de R$ 15 milhões.

      Excluir
    2. Os lotes 517 foram vendidos a 29 mil para a PMP, valor bem abaixo do mercado parauapebense. No loteamento ao lado tem lote sendo vendido a 70 mil e no fundo do loteamento o ex-prefeito Darci pagou 35 mil por cada lote para um projeto habitacional. Você deveria investigar antes de replicar notícias erradas. Sobre o afastamento do prefeito o que houve foi uma tentativa de gole. Fale com seu amigo Odilon Rocha que ele irá te explicar tudo como foi, melhor que ficar copiando noticias erradas.

      Excluir
    3. É? E por que o proprietário vendeu assim tão barato? Deveria ter vendido pelos R$ 70 mil para outros. Você não está tentando me convencer que o proprietário é tão bonzinho que vendeu lotes à pobre prefeitura de Parauapebas por menos da metade do preço, não é?
      Observe: você não vai convencer ninguém da legitimidade de um negócio que custou R$ 100 mil, ou R$ 1 milhão em fevereiro e a prefeitura pagou R$ 15,4 milhões em dezembro, mesmo que lá se tenha colocado ouro.
      Fique tranquilo, pois essas coisas nunca dão em coisa alguma. O prefeito tem condições de seguir em frente sem problemas. Mas não perca o seu tempo tentando encontrar um idiota que acredite nas suas, ou quaisquer outras, explicações.

      Excluir
    4. Lindolfo
      É o maior PTista do Peba, o cara que prega contra corrupção, mas que apoia os desmandos do Governo, vota me mensaleiro e tenta tapar o sol com a peneira, um cara que censura os comentários dos leitores e ainda afirmar isso como se fosse vantagem, sua fonte é bem "confiável".

      Excluir
    5. E é só o Lindolfo que está falando disso no "Peba". Bem, mas pelo menos, apesar dos "defeitos" que você coloca, ele assina o que diz, não é um anônimo.

      Excluir
  6. Persifal, Parabéns!!! Pelas suas colocações. Já o " Anônimo de 6 de março de 2015 10:21", pensa que somos bobos para acreditar nessa conversa fiada de de que: "ao proprietário que depois de fazer ruas, aplicar esgoto, água tratada, energia elétrica e anexá-lo a outra área que ja era de sua propriedade vendeu a prefeitura." Com certeza esse anônimo em questão é mais um DOQUINHA E COXINHA. KKKKKKKKK...

    ResponderExcluir
  7. ou **** do dinheiro público em parauapebas é coisa de cinema. é surreal. quem sabe e vê fica impressionado. e se espanta como essas noticias não sao divulgadas nacionalmente. seria um escandalo e tanto. os caras aqui nao tem pena de ninguem não. tiram tudo que podem em todas as secretarias. os recursos federais da saude nao vem mais pra parauapebas porque não da pra **** sem prestar contas e por ai vai...

    ResponderExcluir
  8. Parsifal, será que o Prefeito está interessado em adquirir um "terreninho" de minha propriedade. Ele é tão bonzinho, tão caridoso. É por causa de pessoas assim que o Brasil está afundando na corrupção.

    ResponderExcluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.